7 países da Europa com melhor qualidade de vida: conheça o ranking

Pelo sexto ano consecutivo, o U.S News & World Report, empresa de media americana que publica notícias, conselhos de consumo, rankings e análises, divulgou a lista dos melhores países do mundo para viver. A pesquisa, realizada em conjunto com BAV Group e a Wharton School da Universidade da Pensilvânia, entrevistou 17 mil pessoas em todo o mundo, e a partir dos dados recolhidos classificou 78 países de acordo com perceções globais.

A partir de uma análise criteriosa, que levou em consideração aspetos como qualidade de vida, segurança, bem-estar social, PIB, educação entre outros, foi possível identificar os 7 países da Europa com melhor qualidade de vida, sobre os quais falaremos mais adiante neste artigo. Ficou interessado? Então continue a leitura!

Países da Europa com melhor qualidade de vida

Certamente sabe que: quem vive na Europa conta com privilégios que costumam atrair emigrantes de todo o mundo, que vêm para o velho continente em busca de melhores oportunidades e qualidade de vida. Entre esses privilégios, estão a segurança, a saúde, a educação e serviços básicos oferecidos pelo governo, estando estes notavelmente acima da média em comparação a outros continentes. Ademais, a distribuição geográfica é também uma grande vantagem de se viver por aqui, visto facilitar a deslocação para outros países, sobretudo para aqueles que pertencem à União Europeia.

Dito isto, confira infra a lista dos países da Europa com melhor qualidade de vida:

1. Dinamarca

Não por acaso os dinamarqueses são considerados um dos povos mais felizes do mundo, afinal de contas, sorrir não é tarefa difícil quando se vive num país que oferece aos seus cidadãos igualdade de rendimentos, mobilidade social, um sistema político estável e bons sistemas de educação e saúde públicos. Ademais, o governo dinamarquês, que opera sob uma monarquia constitucional totalmente progressista, goza de boa reputação entre a população, que o classifica como confiável e transparente. Com todas estas vantagens, fica fácil entender o porquê deste encantador país nórdico não poder faltar na lista dos países da Europa com melhor qualidade de vida.

2. Suécia

Sustentabilidade, direitos humanos, distribuição de riqueza e educação universitária de excelência. Estes são alguns dos fatores que garantem o espaço cativo da Suécia na lista dos países da Europa com melhor qualidade de vida. Ademais, os suecos, e todos aqueles que escolheram este belo país para viver, desfrutam de sistemas de saúde e educação públicos altamente desenvolvidos, segurança e estabilidade económica e política.

Ademais, de acordo com a UNICEF (United Nations International Children’s Emergency Fund – Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância), a Suécia é um dos 5 melhores países para criar uma criança, e a licença parental (aquela concedida quando nasce um filho) é de 480 dias, para ambos os pais. Depois deste período, a família ainda pode contar com creche gratuita. Todos esses fatores comprovam que o país escandinavo tem uma das políticas de bem-estar mais generosas do mundo.

3. Noruega

No ranking global da pesquisa realizada pelo U.S News & World Report, a Noruega ocupa o terceiro lugar entre os 7 países da Europa com melhor qualidade de vida. O país escandinavo é conhecido pela sua segurança, sistema de educação pública bem desenvolvido, política estável, ensino superior gratuito, entre muitos outros aspetos positivos que contribuem bastante para o bem-estar social.

Além disso, a Noruega é um ótimo país para trabalhar na Europa, pois oferece salários compatíveis com a qualificação dos trabalhadores – que podem contar com excelentes políticas de licença-maternidade e igualdade de género. Não é por acaso que está sempre nas primeiras posições das listas que elegem os países mais felizes do mundo.

4. Suíça

Baixas taxas de desemprego, força de trabalho qualificada e um dos maiores produtos internos brutos do mundo estão entre os principais fatores que fizeram da Suíça um dos 7 melhores países da Europa no que respeita à qualidade de vida. Ademais, quem vive neste país da Europa central beneficia de uma economia alimentada por taxas baixas de impostos corporativos, setor de serviços muito desenvolvido e uma forte indústria de manufatura de alta tecnologia.

Importante referir também que os ordenados estão acima da média europeia, o que é essencial, visto que o custo de vida nesse país é elevadíssimo. Viver na Suíça tem as suas vantagens, mas é preciso estar preparado para arcar com o custo de seguros de saúde obrigatórios, habitação e alimentação.

5. Holanda

Baixas taxas de desemprego, força de trabalho qualificada e um dos maiores produtos internos brutos do mundo estão entre os principais fatores que fizeram da Suíça um dos 7 melhores países da Europa no que respeita à qualidade de vida. Ademais, quem vive neste país da Europa central beneficia-se de uma economia alimentada por taxas baixas de impostos corporativos, setor de serviços muito desenvolvido e uma forte indústria de manufatura de alta tecnologia.

Embora paguem 52% de imposto sobre os seus salários para o governo, os holandeses não têm do que se queixar, afinal, os serviços públicos funcionam bem, os ordenados são compatíveis com os custos de vida, a população possui um considerável poder de compra e a taxa de desemprego é mínima. Ou seja, viver na Holanda é definitivamente um privilégio.

6. Finlândia

Próspera, incorruptível e moderna. Estes são os principais atributos da Finlândia, país escandinavo que leva muito a sério o estado de bem-estar social – e por isso ocupa a sexta posição no ranking dos 7 países da Europa com melhor qualidade de vida. Por lá, a população desfruta de segurança, sistema público de educação bem desenvolvido (um dos melhores do mundo), respeito aos direitos civis, igualdade de género e uma economia estável. Ademais, o 1.º lugar no Índice de Capital Humano  destaca-se também em áreas como inovação e preservação ambiental – a Finlândia é pioneira na economia circular, modelo sustentável que serve de exemplo para o mundo todo.

7. Alemanha

Na sétima posição do ranking dos 7 países da Europa com melhor qualidade de vida está a Alemanha, uma das maiores potências económicas do mundo e a maior da União Europeia. As suas pontuações na lista do U.S News & World Report atingiram patamares significativos principalmente no que respeita à economia (que goza de estabilidade invejável), educação e saúde públicas bem desenvolvidas. Ademais, a força de trabalho qualificada e rica, setores de telecomunicações, saúde e turismo prósperos foram outros fatores que contribuíram para a ascensão deste país que proporciona à sua população um sentimento de bem-estar social que deixa evidente o quão prazeroso é viver na Alemanha.

Gostou deste conteúdo? Então não deixe de ler nosso artigo sobre os melhores países para emigrar. E não esqueça de partilhar a informação com os seus amigos!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)