Como armazenar vinho?

Para desfrutar de um bom vinho, sabia que tem de ter em conta muitos outros fatores além da marca ou do ano de colheita que escolhe? O segredo para uma eficaz preservação do sabor recai sobre a forma de armazenar vinho.

Fatores como a posição e temperatura à qual submete o vinho ditarão a qualidade e longevidade deste. Neste artigo, iremos abordar precisamente os cuidados que devem ser adotados ao armazenar vinho.

Como armazenar vinho corretamente?

Antes de mais, é importante saber que as formas de armazenar vinho são diferentes para os vinhos que já foram abertos e para os vinhos que permanecem fechados.

Regra geral, recomenda-se colocar as garrafas de vinho abertas no frigorífico, pois estes não se estragarão se expostas a um ambiente frio, o que não aconteceria se fossem deixadas à temperatura ambiente.

Todavia, caso a garrafa estiver fechada e pretender guardá-la, precisa de ter em conta alguns fatores de modo a armazená-la corretamente:

1. Exposição à luz

A exposição à luminosidade é um dos fatores mais importantes ao armazenar vinho. Isto acontece porque o excesso de luz pode alterar o processo de envelhecimento do vinho, acelerando-o e alterando a sua cor. Por exemplo, o vinho branco acabará por ganhar cor, enquanto o tinto perde-a.

Os vinhos brancos são mais sensíveis à luz que os vinhos tintos, no entanto, ambos devem ser resguardados: se não puder guardar as garrafas numa adega ou despensa, guarde-as numa caixa, armário fechado ou tape-as simplesmente com um pano.

2. Local de armazenamento

Ao armazenar vinho evite locais perto de fontes de calor ou de alimentos ou produtos com aromas fortes. Se armazenar vinho num espaço com certos odores, por exemplo quando misturado com cebolas e alho, o seu vinho acabará por adquirir esses mesmos aromas.

Assim, as caves de vinho ou armários específicos para guardar apenas as suas garrafas de vinho são os locais de armazenamento mais indicados, pois permitem conservar o produto da melhor forma possível.

3. Humidade

A humidade é um fator que pode influenciar negativamente a qualidade do vinho. Se o nível de humidade for muito baixo, as rolhas da garrafa acabarão por secar e mingar, o que permitirá a entrada de oxigénio na garrafa e a consequente oxidação do vinho.

Assim, recomenda-se que ao armazenar vinho certifique-se que o nível de humidade está entre os 65 e os 75%. Algumas pessoas colocam, inclusive, um copo de água ou um pano molhado como forma de alcançar a tal humidade pretendida.

4. Temperatura

Tanto o vinho branco como o tinto devem ser mantidos num local marcado por temperaturas baixas, que normalmente devem rondar os 10 e os 12 graus, sendo que a temperatura máxima nunca deve exceder os 24ºC.

Além disso, as temperaturas do espaço em questão não devem oscilar muito, caso contrário, corre o risco de ver o seu vinho envelhecer mais cedo que o previsto. Assim, a temperatura do local de armazenamento da sua garrafa não deve oscilar mais de 1.6ºC num dia e 2.7ºC num ano.

Desta forma, aconselha-se colocar o vinho, sempre que possível, na parte mais fresca da casa, como numa garagem, por exemplo.

5. Posição da garrafa

Certamente já viu fotos ou já conseguiu assistir presencialmente à forma como as garrafas de vinho são colocadas nas caves. Nunca reparou num padrão? As garrafas são sempre colocadas horizontalmente, e tal deve-se a uma simples razão: quando deitadas, as rolhas ficam em contacto permanente com o vinho, ou seja, estas mantêm-se húmidas, o que evita a entrada de oxigénio, que é das maiores ameaças ao armazenamento eficaz de um bom vinho, já que estraga a sua cor, cheiro e paladar.

6. Movimento/vibração

Outro segredo para armazenar vinho eficazmente passa por não abanar a garrafa, nem a colocar junto a eletrodomésticos de vibração, pois tais movimentos e vibrações podem alterar e prejudicar a qualidade do vinho.

Por exemplo, quando a garrafa está devidamente guardada verticalmente, os sedimentos estão presentes no corpo da garrafa, sendo que movimentos brutos fazem com que estes se misturem e alterem a qualidade do vinho.

7. A idade do vinho

Sempre ouvimos dizer que quanto mais velho, melhor o vinho. No entanto, esta frase não é verdade para todos os tipos de vinho, pois a maioria tem um prazo de validade que deve ser respeitado. Por exemplo, a maioria dos vinhos brancos dura apenas entre 2 a 3 anos, enquanto os vinhos tintos tendem a viver mais tempo, cerca de 2 a 10 anos. Claro está que a longevidade de cada vinho depende das condições de armazenamento já aqui mencionadas.

Além de todos os fatores mencionados manifestamente importantes ao armazenar vinho, para que um bom vinho envelheça eficazmente, este precisa de possuir uma boa estrutura e concentração, ou seja, mesmo que respeite todas as dicas anteriormente explicitadas, se o seu vinho não tiver naturalmente uma boa qualidade a ele associada, de nada adiantará o seu esforço. Portanto, antes de mais, certifique-se de que compra um bom vinho.

Esperamos que estas dicas tenham sido úteis e que consiga a partir de agora armazenar vinho de forma mais eficaz para poder disfrutar dele a longo-prazo.

Catarina Fonseca

Desde cedo uma curiosa nata, decidiu seguir Ciências da Comunicação para desenvolver a sua paixão pelo jornalismo e pela escrita. Agora formada, gosta de se aventurar pelo mundo, conhecer novas pessoas e culturas, e leva sempre um caderno e câmara fotográfica às costas para eternizar as suas experiências.