Como deixar de fumar? Dicas para se livrar do vício

Sabia que o tabaco contribui para mais de uma em cada dez mortes registradas anualmente em Portugal? Este dado alarmante foi revelado por um relatório do Programa Nacional para a Prevenção e Controlo do Tabagismo, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

A pesquisa mostrou também que o tabaco continua a ser uma das principais causas evitáveis de doença e morte prematura. Ou seja, morrer por causa deste vício pode ser apenas uma questão de opção, portanto, quem abandona o tabagismo tem mais probabilidades de recuperar a saúde e respirar aliviado por mais longos anos.

Infelizmente, a iniciação do consumo de tabaco é um grave problema de saúde infantil e juvenil. Quem começa cedo tem mais chances de continuar a fumar no decorrer da vida adulta, fator que comprometerá a saúde e longevidade. Se foi por este caminho, não precisa de se conformar. Basta procurar ajuda e ter perseverança para descobrir como deixar de fumar.

“Como deixar de fumar” é um assunto lhe interessa? Está a passar por esta situação neste exato momento da sua vida? Então conheça algumas dicas que podem ser o “pontapé de saída” para uma grande mudança de hábitos que certamente lhe trará mais saúde e disposição para o dia a dia. Boa leitura!

Como deixar de fumar? Os dez passos essenciais

Antes do passo a passo que tem como objetivo responder à questão referida no título deste artigo, ou seja, “como deixar de fumar” é preciso referir algo importante: não existe uma fórmula mágica para abandonar o tabagismo. E não, nem sempre é necessário ter apenas força de vontade e abnegação para conseguir este feito com o qual muitos sonham.

Antes do passo a passo, é preciso referir algo importante: não existe uma fórmula mágica para deixar de fumar. E não, nem sempre é necessário ter apenas força de vontade e abnegação para conseguir este feito com o qual muitos sonham.

A maioria dos fumadores precisa de ajuda médica, suporte psicológico e até mesmo artifícios vários, como pastilhas elásticas e adesivos de nicotina, para conseguir livrar-se do tabaco. O caminho pode ser longo, mas ao seguir este passo a passo terá verá as suas probabilidades de sucesso na luta contra o vício aumentadas. Vamos começar?

1. Consulte um profissional de saúde

Consulte um profissional da área de saúde, pode ser um cardiologista, pneumologista ou psicólogo. Afinal de contas, é preciso realizar uma avaliação do seu estado geral de saúde para então partir para o melhor tratamento.

Sim, existem inúmeras terapias que colaboram para a mudança de comportamento, todavia, é preciso compreender que você é peça chave durante esta jornada. Não esteja à espera de milagres. Conte com o suporte de um profissional da saúde, mas não esqueça de fazer a sua parte.

2. Tenha paciência e perseverança

Como deixar de fumar é uma tarefa árdua, significa que um fumador inveterado dificilmente conseguirá abandonar o tabaco de uma hora para outra. Infelizmente não é tão fácil assim, visto estarmos a lidar com um vício, e estes hábitos repetidos durante muitos anos causam uma enorme dependência química e emocional. Portanto, tenha isso em mente quando der o primeiro passo.

Ter paciência é fundamental para se conseguir livrar do tabaco e das mais de 4.700 substâncias presentes na sua composição, entre elas, a nicotina, a mais poderosa de todas.

Nas primeiras semanas sem o tabaco, o corpo poderá apresentar reações extremas, como irritabilidade, ansiedade, falta de concentração, insónias ou sonolência. Se conseguir passar por esta difícil fase, já terá percorrido um bom caminho. Depois de um a três meses os sintomas de abstinência costumam desaparecer, embora a vontade de fumar ainda possa te perseguir. Faça um esforço ativo e não caia na tentação.

3. Livre-se daquilo que lhe lembra o tabaco

Livre-se de objetos que possam remeter ao tabaco, entre eles, os maços de tabaco que costumava carregar no bolso, bem como os isqueiros. Nada de deixá-los espalhados por casa, ou até mesmo em cima da mesa de trabalho. Esta é uma maneira de fazer com que o cérebro se lembre que se cansou do vício e decidiu deixar de fumar. Uma medida simples, mas que pode fazer toda diferença na sua rotina.

4. Ficou com vontade? Concentre-se em outra ideia!

Seria ótimo se a vontade de fumar desaparecesse de uma vez por todas, não é verdade? Contudo, sabemos que não é assim que as coisas funcionam.

Porém, pode aprender a lidar com essa vontade. Sabe como? Quando a abstinência “vier com tudo”, lembre-se que esse desejo é passageiro, durando de dois a dez minutos. Neste momento, tente mudar o foco da sua atenção, faça exercícios de respiração, masque uma pastilha elástica, beba água ou qualquer outra distração que seja útil para levar a ideia de fumar para bem longe. Esta é uma dica trivial, mas eficiente!

5. Aprenda técnicas de relaxamento

Vai ficar irritado durante o processo de deixar de fumar, não tenha dúvidas sobre isso. Todavia, este é o tipo de stress que vale a pena, mas que pode ser minimizado com técnicas de relaxamento. Que tal aprender o mindfulness (controlo de respiração e de atenção plena)?

Esta estratégia pode ajudar a manter a serenidade nos momentos extremos. Quando chegarem, tenha em mente que é preciso livrar-se dessa energia negativa: ouça música, leia um livro, caminhe pelo parque, converse com amigos e desabafe sobre o processo pelo qual está a passar. Ajuda a aliviar!

7. Escove os dentes

A maioria dos fumadores têm o hábito de fumar logo após as refeições ou depois do café. A dica é: terminou de comer, corra para a casa de banho e escove os dentes! Usar um elixir oral é também uma tática bem-vinda. Esta é uma pequena mudança de comportamento que quebra com os protocolos que um fumador costuma estabelecer no dia a dia.

8. Evite bebidas alcoólicas

Os fumadores sabem que, logo após aquele copo de vinho, ou até mesmo durante a degustação, bate aquela vontade incontrolável de fumar. Isto acontece porque beber funciona como uma espécie de “gatilho” para sacar o maço do bolso e dar algumas passas no seu antigo “companheiro”.

É possível explicar esta perigosa combinação: a bebida relaxa o processo de inibição e auto controlo no cérebro, permitindo que fique mais à vontade consigo mesmo e assim dê uma escapadinha. Redobre a atenção e não permita que isso aconteça.

9. Frequente lugares fechados

Aquele seu antigo restaurante/café favorito, a céu aberto, pode esperar. Deixe para frequentá-lo apenas depois de vencer o tabagismo. Enquanto está mergulhado no processo de como deixar de fumar, opte por bares e restaurantes fechados, pois neste o fumo é proibido.

Se algum colega que lhe acompanha sair durante o programa para fumar, nada de o seguir. Isto pode influenciar e fazer com que relaxe naquele que deve ser o seu objetivo: deixar de fumar.

10. Ocupe a mente com atividades que gosta

Muitas vezes o cigarro é a única fonte de prazer de muitos fumadores, o momento em que é possível esquecer um pouco das dificuldades da rotina. Como se está a tentar livrar dele, a dica é procurar outros motivos para aliviar as tensões. Saia da sua zona de conforto e encontre uma nova atividade, algo como um curso livre, um desporto, uma ida ao teatro ou ao cinema. Estas saudáveis distrações podem ser terapêuticas e trazer mais satisfação para a sua vida.

11. Faça terapia

Como deixar de fumar é um processo difícil e longo para a maioria das pessoas, é natural que se procure ajuda para conseguir atingir o objetivo. Em alguns casos, o tabaco funciona como uma espécie de consolo, um apoio emocional para aqueles que estão atravessando momentos de tristeza e angústia. Por isso, livrar-se do vício pode ser algo sacrificante!

Aconselhamos que não sofra sozinho, e que procure aconselhamento psicológico. A terapia é uma intervenção de inestimável valor, pois poderá ajudá-lo a lidar com a causa real desse estado de espírito que o deixa cabisbaixo.

Entenda: deixar de fumar é um propósito que pode demandar bastante dedicação, esforço e algumas visitas ao psicólogo. Ninguém disse que seria fácil, mas se estiver ciente dos obstáculos, provavelmente saberá reconhecê-los quando surgirem. Esperamos que em breve tenha todas as respostas de que precisa para a angustiante pergunta “como deixar de fumar”. Você é capaz. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Graduada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)