Como poupar dinheiro mensalmente: dicas para economizar

Já se perguntou “como poupar dinheiro mensalmente, mesmo ganhando pouco?”. À primeira vista pode parecer muito difícil um “pé de meia” quando os rendimentos não acompanham os gastos; mas acredite: esta é uma ideia limitadora que te dá a falsa impressão de que é impossível poupar.

Em primeiro lugar é preciso entender porque é que é importante guardar dinheiro. Basicamente, existem dois motivos centrais: conquistar a independência financeira e usufruir de uma melhor qualidade de vida. Tendo em mente estes objetivos, é possível alcançá-los de forma ordenada e progressiva, basta adotar alguns cuidados para evitar gastos desnecessários e, claro, ter disciplina. Ficou interessado neste assunto? Então não deixe de ler este artigo.

Dicas de como poupar dinheiro mensalmente

Via de regra, a falta de disciplina é o maior problema para aqueles que querem poupar dinheiro mensalmente. Se se identifica como uma pessoa desorganizada no que às finanças diz respeito, então comece o seu planeamento fazendo um exercício simples, porém essencial:

1. Tome nota de todas as suas despesas

Para dar início à organização do orçamento, é fundamental anotar tudo o que gasta. Use uma aplicação, uma tabela de gastos ou até mesmo um caderno, o importante é registar tudo. Ao fazer este exercício, irá perceber quais os gastos essenciais e quais os desnecessários. Este deverá ser o pontapé de saída do projeto “poupar dinheiro mensalmente”.

2. Antes de ir ao supermercado, faça uma lista de compras

Ir ao supermercado e voltar de lá com produtos extra é algo muito comum, principalmente se não definiu com antecedência o que era essencial comprar. O resultado da compra impulsiva é quase sempre o mesmo: acaba por gastar muito mais do que pretendia – o que gera endividamento, claro. Por isso, de agora em diante, antes de sair de casa, tome nota do que é indispensável e fuja das tentações!

3. Fique de olho na agenda cultural da sua cidade

Investir em lazer é indispensável, afinal de contas, nem só de trabalho vive o homem. Não obstante, as saídas à noite, restaurantes, cinema e outras distrações podem ser um rombo no seu orçamento; por isso, fique de olho nos eventos gratuitos da sua cidade, pois assim sempre se diverte sem gastar mais do que pode. Combine com os amigos um piquenique no parque da cidade, prestigie a orquestra sinfónica local, caminhe pelos trilhos do seu concelho, visite museus e descubra tudo o que a cidade oferece. Pode surpreender-se positivamente com as opções disponíveis.

4. Use a regra dos 10 segundos

Quem nunca sentiu aquela vontade irresistível de comprar por impulso algo que viu na vitrine de uma loja, atire a primeira pedra! Esse tipo de consumo está intrinsecamente ligado ao endividamento, pois via de regra, não foi planeado. Se tem dificuldade em conter o ímpeto de comprar, tente colocar em prática a regra dos 10 segundos, que consiste em parar por 10 segundos e pensar qual a razão que o leva a comprar esse artigo, isto é, se realmente é necessário. Na generalidade das vezes a resposta será não!

5. Não se esqueça de apagar as luzes

Deixar as luzes acesas sem necessidade gera um aumento considerável na sua conta de eletricidade. Por isso, ao sair de uma das divisões da sua casa, apague as luzes, desligue aparelhos eletrodomésticos, a televisão, entre outros, especialmente aqueles que possuem o modo stand-by, pois mesmo sem estarem ativamente a ser utilizados, consomem energia elétrica. Esta dica vai certamente ajudar a poupar dinheiro mensalmente.

6. Faça comparação de preços

Usar o cartão de crédito é muito útil para fazer compras, todavia, o adiamento do uso dos recursos transmite a falsa sensação de segurança financeira, sobretudo quando não há um planejamento daquilo que se gasta mensalmente. Portanto, para evitar o endividamento, evite utilizar o cartão de crédito ou o faça de maneira consciente, jamais recorrendo a este recurso como meio para complementar a renda, erro muito comum e que pode desequilibrar suas finanças.

7. Evite fazer compras a crédito

Sempre que possível evite usar o seu cartão de crédito, optando pelo pagamento a pronto. Embora o crédito possa ser necessário em algumas situações, como por exemplo na aquisição de um imóvel para habitação própria ou de um automóvel, por regra, recorrer ao crédito na compra de bens ou serviços considerados desnecessários acarreta um conjunto de riscos na sua saúde financeira. A verdade é que recorrendo ao dinheiro que tem na sua carteira ou conta corrente torna mais fácil fazer a gestão do que está a gastar, visto ser possível ver os valores a sair – e acredite, isso gera um efeito psicológico capaz de coibir muitos gastos desnecessários no dia a dia.

8. Leve as refeições para o trabalho

A alimentação feita fora de casa está entre as principais despesas de qualquer trabalhador. Os valores cobrados por restaurantes próximos aos escritórios e empresas normalmente são mais caros, o preço que se paga pela comodidade de evitar maiores deslocações num intervalo que, via de regra, não excede uma hora. No entanto, é possível eliminar esse tipo de gasto se no fim de semana fizer comida para toda a semana, basta congelar e armazenar os alimentos adequadamente.

9. Verifique o tarifário do seu telemóvel

Esta é uma maneira simples de poupar dinheiro mensalmente. Em função do seu tarifário móvel podem estar a ser cobrados serviços que não são utilizados com frequência – portanto, não fazendo sentido estar a pagar por eles. Analise a sua conta e observe o que pode ser eliminado; depois, basta entrar em contato com a operadora móveis e solicitar o seu cancelamento.

10. Procure alternativas para ganhar mais dinheiro

Se mesmo seguindo todas as dicas disponibilizadas neste artigo não conseguir poupar dinheiro mensalmente, então pode ser que precise de uma nova ou de uma maior fonte de rendimento. Para isso, procure alternativas para ganhar mais dinheiro: tente monetizar aqueles seus hobbies (fotografia, culinária, croché, artesanato) e ofereça os seus serviços e produtos para os amigos, familiares e colegas de trabalho. Reflita sobre as suas habilidades e descubra o seu potencial para ganhar mais dinheiro.

Com estas dicas simples de como poupar dinheiro mensalmente poderá economizar valores nunca imaginados e, quem sabe, até investir o que foi poupado ou adquirir um bem de consumo que deseja há muito tempo, como um automóvel ou dar entrada para uma casa ou apartamento. Não esteja eternamente à espera das condições ideais para começar seu planeamento financeiro, faça os cortes necessários para realizar os seus sonhos e garantir um bom fundo e emergência.

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)