Como resumir textos: dicas para lhe ajudar a estudar

Na língua portuguesa existem diversos géneros textuais, entre eles, os resumos. Usados para apresentar pontos essenciais de um texto, os resumos têm como principal característica a síntese e a objetividade, afinal, são feitos para expor informações de forma abreviada, sem prescindir da qualidade textual no que respeita à forma e ao conteúdo.

Ademais, os resumos são muito úteis para estudar, sobretudo quando o material de estudo disponível são sebentas ou livros bastante extensos sobre um determinado assunto ou disciplina. Além disso, os resumos podem também ajudar na memorização de informações e fazer com que concentre a sua atenção nos factos mais relevantes, assim como nos pontos-chave dos textos que estão a ser lidos e estudados.

No entanto, resumir textos não é tão fácil quanto possa parecer, especialmente quando ficamos tentados a incluir detalhes que podem ser redundantes. Se a concisão não é seu forte, então vai gostar de conhecer algumas regras e dicas de como resumir textos de forma eficiente, e assim mudar de uma vez por todas os seus dias de estudos.

Acompanhe o passo a passo que partilhamos neste artigo e prepare-se para colocar tudo o que vai aprender em prática. Boa leitura!

7 dicas para resumir textos eficientemente

Como referido, o resumo de um texto é a compilação das principais informações e ideias de algo que foi lido e estudado. Trata-se de uma composição coerente que pode ser compreendida mesmo que o leitor não tenha lido a versão original do texto sintetizado.

Os resumos podem ter um caráter indicativo, isto é, ater-se apenas aos factos mais relevantes, ou informativo, quando apresenta as informações e os dados qualitativos e quantitativos que estão presentes no texto original, comummente encontrados em publicações académicas ou fichamentos.

Ademais, existe ainda o resumo crítico, também conhecido como resenha, que além de trazer uma compilação das informações apresentadas no texto original, apresenta ainda a opinião do autor (como resenhas sobre filmes, livros, peças teatrais, etc.)

Importa referir que, independentemente do tipo de resumo, existem algumas dicas super úteis que vão otimizar o seu trabalho, sobre as quais falaremos adiante. Confira!

1. Entenda o máximo possível do tema

Ao resumir textos, o aluno ou estudioso de um determinado tema tem a oportunidade de estudar. Por isso, antes de começar a escrever o texto, leia e releia o conteúdo para se certificar de que entendeu o máximo possível do assunto.

Para saber se de facto aprendeu, faça perguntas a si sobre o que foi lido e tente responder com as suas próprias palavras. Se conseguir, é sinal de que sim, conseguiu reter todas as informações que lhe foram apresentadas.

2. Defina o objetivo do seu resumo

Resumir textos fica mais fácil quando sabe identificar o seu objetivo. Pode ser que queira utilizar o resumo para fazer uma revisão no futuro, ou pode ser que tenha apenas a intenção de aprender o conteúdo de maneira mais aprofundada. Quando definir o seu propósito, ficará mais fácil organizar as informações que deseja explorar no texto, independentemente do formato escolhido.

3. Identifique os conceitos mais importantes

Depois de ter lido o texto algumas vezes, está certamente pronto para ressaltar os pontos fundamentais. Para lhe ajudar a se organizar, procure no texto algumas palavras-chave sobre o assunto, como fórmulas, nomes e datas, e destaque o que for mais importante.

Sublinhe frases e ideias fundamentais para o entendimento do conteúdo, para isso, vai precisar de colocar em prática as suas habilidades de interpretação para não acabar por estar a sublinhar o texto inteiro. É primordial compreender o que há de indispensável no meio daquelas palavras, caso contrário, o resumo pode ficar tão extenso quanto o texto original.

4. Organize as ideias principais

O próximo passo para resumir textos de forma eficiente é a organização das ideias. Agora que já tem as palavras-chave, fórmulas, nomes e datas relevantes, comece a orientar o resumo que vai escrever, para isso, responda a duas perguntas simples:

  1. O que está a ser dito no texto?
  2. Como explicaria este assunto a alguém?

Agora que já está preparado, pegue a caneta (ou no computador) e comece a escrever. Vai certamente ficar muito mais fácil resumir textos depois de ter cumprido as etapas anteriores.

5. Escreva o resumo com as suas próprias palavras

Depois de tanta leitura e preparação, é chegada a hora de colocar no papel tudo o que entendeu. Para isso, esforce-se para escrever o máximo possível com as suas palavras, pois limitar-se a copiar o texto lido não é suficiente para lhe ajudar a absorver o conteúdo. Lembre-se: quando escreve, está a forçar-se a explicar os conceitos que aprendeu, exercício que ajuda a fixar os novos conhecimentos.

6. Escolha o melhor formato para si

Quer resumir textos de formas menos convencionais? Então invista em formulários, infográficos e esquemas. Engana-se quem pensa que um bom resumo só pode ser um texto corrido: um bom resumo é aquele que consegue condensar ideias essenciais, seja em prosa ou desenhos, artifícios cuja intenção primordial deverá ser sempre construir uma síntese que seja facilmente compreendida. Encontre um formato ideal para si, pois isso deixará os estudos mais produtivos e interessantes.

7. Não se esqueça da leitura final

Terminou de resumir o texto? Então que tal fazer uma revisão final para conferir se as informações apresentadas estão corretas? Verifique também se acrescentou tudo que tinha planeado e se não esqueceu nada importante. Se preferir, peça a outra pessoa que analise o resumo sob um ponto de vista diferente do seu e solicite sugestões de melhorias que lhe possam ter escapado à primeira vista. Não tenha medo de pedir críticas e opiniões.

Em suma…

Como pôde notar, resumir textos não é tarefa fácil, mas com um pouco de dedicação temos certeza de que conseguirá expressar com clareza as ideias que o autor do texto apresentou, absorver todos os conceitos nele trabalhados e, claro, comunicar esse entendimento aos seus leitores.

Siga o passo a passo das técnicas que partilhamos e vá aprimorando a sua escrita até que se torne um verdadeiro expert no assunto. Bons estudos!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)