Como saber se um ovo está estragado?

Já lhe aconteceu ter de deitar tudo fora, porque colocou um ovo estragado juntamente com os outros ingredientes de uma receita? Em caso afirmativo, sabe certamente que este é o tipo de coisa que ninguém merece passar na cozinha, não é mesmo? Além do tempo perdido e do desperdício, o cheiro a ovo estragado que se espalha na cozinha é tudo menos agradável.

A verdade é que por vezes deixamos ovos guardados no frigorífico por mais tempo do que o recomendado, acabando assim por se estragar. Embora não tão comum, também pode acontecer comprar ovos estragados no supermercado, portanto nada melhor que verificar sempre o prazo de validade dos mesmos. A regra é: quanto mais frescos, menor será a probabilidade de se deparar com um ovo estragado.

Além desses cuidados, antes de usar um ovo, é fundamental averiguar a validade do ovo, o que lhe permitirá saber se está bom antes mesmo de o quebrar. Poderá estar-se a perguntar se isso é possível, no entanto, saiba que existem alguns truques simples e eficientes que que permitem saber se um ovo está ou não próprio para consumo. Descubra neste artigo!

Truques para identificar um ovo estragado

Antes de conhecer os truques para identificar um ovo estragado, uma dica de ouro: jamais quebre o ovo por cima de outros ovos ou de outros ingredientes. Para evitar desperdícios, sempre abra os ovos em um pote separado e os transfira um por um à mistura, certo? Sabendo disso, vamos aos truques utilizados pelos melhores e mais experientes cozinheiros:

1. Verifique se o ovo flutua em água fria

Coloque o ovo em uma tigela ou copo com água fria e veja se flutua. Caso esteja bom para consumo deverá afundar-se na horizontal. Caso não esteja propriamente fresco, ficará levemente inclinado. Se boiar, esqueça, é um sinal claro de ovo estragado.

De acordo com especialistas, este teste é fiável, e a explicação assenta na quantidade de água presente no ovo: quanto mais fresco, maior a quantidade de água; quanto mais velho, menor, evaporando através dos poros da casca, deixando o ovo mais leve e com uma maior quantidade de ar no seu interior.

Para confirmar a suspeita, parta o ovo noutro recipiente e procure sinais (o aroma costuma ser uma ótima evidência) de que esteja realmente estragado.

2. Abane o ovo junto ao ouvido

Outro método simples de reconhecer um ovo estragado é ficar atento à eventual emissão de sons ao ser abanado. Caso isso aconteça, significa que o ovo não está fresco, pois os sons indicam que está em curso uma curiosa reação química.

A razão é simples: à medida que vai envelhecendo, a humidade e o dióxido de carbono escapam pela casca do ovo. Além disso, a clara e a gema começam a ressecar e encolher, assim, a bolsa de ar interna expande-se dentro do ovo, dando mais espaço para o conteúdo se mover dentro da própria casca – é daí que surge o barulho de líquido a mover-se.

3. Confira a qualidade da clara e da gema

Conforme envelhece, o conteúdo do ovo tende a ficar menos unido, por isso, ao ser quebrado num prato, apresentará um aspecto “aguado”, espalhando-se por toda superfície.

Outra dica: se a gema se mover com facilidade, isso indica que o filamento da clara que segura a gema no lugar (calaza) enfraqueceu e que o ovo está a envelhecer. Entretanto, se a clara estiver grossa e de cor acinzentada, isso indica que o ovo está fresco, portanto, próprio para o consumo. Já uma clara muito transparente significa que o ovo está velho, não obstante, poderá ainda ser consumido.

Agora que já conhece os principais truques, confira infra algumas das perguntas e respostas mais frequentes sobre este assunto.

Qual o aspeto de um ovo fresco?

Via de regra, um ovo de uma semana apresenta uma gema bem redonda e uma clara firme, de aspeto gelatinoso e brilhante. Outro método para verificar se está perante um ovo estrago (isto é, se está fresco ou não), sem o quebrar, é verificar o seu peso:

PesoEstado
50 a 80 gO ovo está fresco.
25 a 30 gO ovo não é fresco (tem entre 3 a 4 semanas).
Mais de 80 gSinal de um ovo estragado.

No caso de um ovo com mais de 80 g, é possível que devido ao seu peso engane o teste do copo que referimos no ponto anterior (teste da flutuação), por isso, na dúvida, sugerimos que o parte num recipiente e verifique o aromo da clara – este deve ser parecido com o aroma do cloro.

Quais os cuidados no armazenamento de ovos?

A forma de conservação é determinante para a durabilidade dos ovos. O ideal é que sejam guardados no frigorífico, nas prateleiras superiores, e nunca na porta, pois o movimento de abertura e fecho causa oscilações na temperatura, fazendo com que os ovos se estraguem mais rápido.

Outra dica importante, embora por vezes negligenciada, é nunca lavar os ovos, pois a sua casca porosa, quando molhada, transforma-se num meio propício para a proliferação de microrganismos e bactérias.

Importante: após guardar um ovo no frigorífico, é essencial mantê-lo a uma temperatura estável. Assim, caso os ovos sejam mantidos à temperatura ambiente por duas horas ou mais após terem sido refrigerados, deverá coloca-nos no lixo. A medida é necessária porque, como a casca é porosa, é possível que bactérias e fungos entrem através dela, deixando o ovo estragado e tornando-o impróprio para consumo.

Qual é o prazo de validade do ovo?

O prazo de validade dos ovos deverá variar de acordo com a sua forma de conservação. Não obstante, de acordo com a legislação da União Europeia em vigor à data da redação deste artigo (Regulamento n.º 589/2008), o prazo de validade de um ovo é de 28 dias após a sua postura.

Não custa nada reforçar, não é? Cor e cheiro são fatores fundamentais para saber se um ovo está ou não em condições para ser consumido. O cheiro de um ovo estragado é o sinal certo para saber se o tem de deitar ao lixo ou não, evitando assim uma possível intoxicação alimentar. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)