Deixar de fumar engorda?

Afinal de contas, deixar de fumar engorda? A resposta para esta pergunta é sim, deixar de fumar engorda. Não obstante, não podemos deixar de referir que esse facto não deve ser, em absoluto, uma desculpa para abandonar este vício que tão mal faz à saúde.

Estudos recentes mostram que, 84% das pessoas que deixam de fumar acabam mesmo por ganhar peso, aproximadamente, de 4 a 5 quilos no primeiro ano, e de 8 a 10 quilos, 5 anos depois de terem deixado o tabaco.

Todavia, engordar alguns quilinhos não é nada quando comparado à extensa lista de malefícios  associados ao tabagismo, entre os principais, doenças como o cancro, doenças cardiovasculares e problemas respiratórios. Ou seja, deixar de fumar engorda (sobretudo quando a dieta não é balanceada), mas continuar fumando pode levar o indivíduo à morte.

E porque deixar de fumar engorda?

Existem quatro fatores que podem responder a esta pergunta:

  • Metabolismo: o metabolismo muda, pois, a nicotina acelera a queima de calorias – ou seja, o seu metabolismo sem o tabaco tende a ficar um pouco mais lento, o que fatalmente fará com que ganhe peso ou tenha dificuldades em eliminar alguns quilinhos. Caso elimine o tabaco da sua vida, tenha em consideração que, se manter eventuais maus hábitos alimentares que tivesse enquanto era fumador, é muito provável que o peso corporal possa aumentar agora que deixou de fumar.
  • Olfato e paladar: deixar de fumar engorda porque o seu paladar e olfato melhoram. Isto acontece porque a nicotina, assim como as outras substâncias tóxicas do tabaco, amortece as papilas gustativas, o que deixa os alimentos sem sabor. Então, quando o tabaco é eliminado da sua rotina, a comida volta a ficar saborosa – aumentando assim o risco de comer em excesso.
  • Oralidade: o cigarro preenche a necessidade que sentimos de ter algo a ocupar a boca (o que é chamado de oralidade). Na ausência do tabaco, a comida passa a cumprir, não raras vezes, esse mesmo papel.
  • Ansiedade: deixar de fumar engorda porque a abstinência gera ansiedade, e a ansiedade pode fazer com que corra em direção ao frigorífico mais vezes do que deveria. É este o principal fator que explica o ganho de peso.

Estratégias para controlar o peso

Agora que já sabe as razões que explicam porque deixar de fumar engorda, que tal conhecer 10 dicas para controlar a balança e assim evitar problemas como excesso de peso corporal e a obesidade? Vamos a elas, fique atento!

1. Marque o dia que vai deixar de fumar

Esta é a nossa primeira orientação (e também dos especialistas, claro): reserve uma data, de preferência nas próximas duas semanas. Um dia antes da data escolhida, fume o último cigarro e depois livre-se de todos os maços, isqueiros, cinzeiros e demais acessórios que o possam lembrar do tabaco e, consequentemente, instigá-lo a dar mais uma “passa”.

2. Prepare a despensa de casa

A ansiedade vai afetá-lo, prepare-se! E para evitar que coma mais do que deveria (e coma mal, principalmente), livre-se das guloseimas que guarda no armário (biscoitos recheados, chocolates, salgados) entre outros que possam levá-lo a um ataque de compulsividade alimentar. No lugar destes petiscos, opte por outros ricos em fibra, como barras de cereais, por exemplo.

3. Organize o frigorífico

Abasteça o sua frigorífico com alimentos saudáveis, como frutas, legumes, verduras e hortaliças. Para facilitar o consumo desses alimentos, armazene-os (já lavados e cortados) em potes. Esta medida simples evitará que recorra a alimentos cujo consumo seja mais rápido, afinal de contas, abrir um pacote de batatas fritas é mais fácil do que descascar uma peça de fruta, não é mesmo? Fuja desta tentação!

4. Comer várias vezes ao dia

Não fique longos períodos sem se alimentar; coma a cada três horas e, de preferência, faça duas refeições completas e três lanches/snacks por dia. Estabelecer uma rotina alimentar é importante para evitar que ganhe peso, visto que os fumadores nem sempre possuem horários fixos para comer. E lembre-se: comer devagar também é uma ótima medida para evitar surpresas ao subir na balança.

5. Movimente-se!

Deixar de fumar engorda porque nem todas as pessoas estão dispostas a incluir atividades físicas no seu dia a dia. E quando isso acontece, temos um balanço energético positivo, ou seja, quando gastamos menos calorias do que ingerimos, essas calorias são armazenadas em forma de gordura corporal, que a longo prazo pode levar qualquer pessoa ao excesso de peso ou mesmo à obesidade. Se for sedentário, comece com caminhadas de meia hora, três vezes por semana. Caso já seja adepto do exercício físico, aumente a carga ou a intensidade do treino a fim de gastar mais de 300 calorias por dia. Agindo desta maneira, certamente evitará o aumento do peso corporal.

6. Inclua ou aumente o consumo de proteínas

As proteínas são famosas por acelerar o metabolismo, além disso, reduzem o “comer compulsivo”. Aposte no ovo, frango, peixe e carnes magras no almoço e jantar. Na hora do lanche, opte um uma bebida proteica, queijo fundido light e fatias de fiambre de peito de peru ou frango. Evite o consumo de gorduras e modere a ingestão de hidratos de carbono – presentes no pão e massas.

7. Evite o café

Alguns alimentos, como hortaliças, laticínios e frutas, pioram o gosto do tabaco. É o que afirma uma pesquisa da Universidade Duke, nos Estados Unidos da América. Contudo, existem outros que acentuam o seu sabor e aumentam a vontade de fumar, e este é o caso do café. Por isso, evite consumir a bebida durante as primeiras semanas. Ademais, carnes e bebidas alcoólicas também devem desaparecer – por um período limitado de tempo – do seu cardápio.

8. Beba bastante água

Ingerir bastante água ajuda a desintoxicar o organismo, visto que a nicotina é eliminada pela urina. Além disso, a água faz com que se sinta saciado e, por consequência, sinta menos apetite. Sempre que sentir vontade de fumar, troque o cigarro por um copo de água. A médio prazo irá perceber como esta dica pode ajudar!

9. Afaste os pensamentos negativos

Deixar de fumar não é uma tarefa fácil, pelo contrário, é necessário ter bastante força de vontade para vencer o vício. Todavia, mesmo diante dessa adversidade, jamais alimente os pensamentos sabotadores e tampouco acredite que merece uma recompensa (como um bombom, por exemplo) para cada cigarro não fumado. Esse tipo de comportamento vai fazer com que ganhe peso – pois um fumador em abstinência não se contenta com apenas um “bombom” – dado que sentirá vontade de comer todos os “bombons” da caixa.

10. Procure ajuda

Deixar de fumar engorda principalmente se não estiver preparado para lidar com a abstinência, o que fará com que troque uma compulsão por outra, ou seja, o cigarro pelo excesso de comida. Se estiver difícil para si passar por esse processo sozinho, não hesite em procurar ajuda profissional especializada, como a de um psicólogo, por exemplo. Além disso, a terapia comportamental cognitiva também pode ser uma grande aliada na sua jornada contra o tabaco.

Lembre-se: deixar de fumar engorda, mas jamais use o aumento de peso como “desculpa” para não abandonar o vício. O mais importante é focar-se no objetivo – deixar de fumar – do que no peso em si. Deixar de fumar reduz o risco de doenças cardiovasculares ainda que o se possa engordar. Além disso, parar de fumar também resguarda a saúde mental, reduzindo o uso de ansiolíticos e antidepressivos. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Graduada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)