Desenvolvimento sustentável: o que é e como o aplicar?

Certamente já ouviu falar em desenvolvimento sustentável, termo que tem sido amplamente utilizado nas últimas décadas – seja pelos órgãos de comunicação social ou por investigadores e governantes de todo o mundo. Este assunto, que ganha cada vez mais destaque, é de extrema importância para o bem-estar da nossa geração, assim como também o é para as próximas gerações, cujo futuro dependerá da forma como que tratamos os recursos naturais na atualidade.

Todavia, apesar de o tema ser tão explorado, conseguiria definir o que é desenvolvimento sustentável sem hesitar? Em caso negativo, então esta é a oportunidade para aprender mais sobre este conceito para que assim o possa colocar em prática, afinal de contas, todos nós podemos contribuir para um planeta mais saudável. Continue a leitura!

O que é desenvolvimento sustentável?

A definição mais aceite para desenvolvimento sustentável surgiu em 1983, na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento económico e a conservação ambiental. Segundo esta comissão, “desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender às necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro”.

Não obstante, é comum que se confunda desenvolvimento com crescimento económico, cujo único intuito é a geração de riquezas. Convém esclarecer que, quando pensamos em desenvolvimento social, pensamos em melhor qualidade de vida para todos, maximização do bem-estar social e distribuição dos benefícios oriundos desse desenvolvimento para toda a população.

Para que esse objetivo maior seja atingido, é preciso considerar critérios ambientais, de forma que os recursos naturais sejam utilizados de forma racional. Só assim será possível cumprir a premissa do desenvolvimento sustentável, que visa à igualdade e justiça social em consonância com o respeito ao planeta.

Princípios do desenvolvimento sustentável

O desenvolvimento sustentável tem como princípios:

  • Desenvolvimento económico;
  • Desenvolvimento social;
  • Conservação ambiental.

Para isso, são priorizadas ações em prol de uma sociedade mais justa, igualitária, consciente, de modo a trazer benefícios para todos. Ao mesmo tempo, é imprescindível e urgente reconhecer que os recursos naturais são finitos.

Objetivos do desenvolvimento sustentável

No ano de 2015, durante a Cúpula do Desenvolvimento Sustentável realizada na sede da ONU, em Nova Iorque (EUA), as Nações Unidas propuseram a chamada Agenda 2030, um plano de ações que estabelece 17 objetivos a serem cumpridos pelos países membros até o ano de 2030 para que o desenvolvimento sustentável seja de facto atingido. A saber:

  1. Erradicar a pobreza;
  2. Erradicar a fome;
  3. Saúde de qualidade;
  4. Educação de qualidade;
  5. Igualdade de gênero;
  6. Água potável e saneamento;
  7. Energias renováveis e acessíveis;
  8. Trabalho digno e crescimento económico;
  9. Indústrias, inovação e infraestruturas;
  10. Redução das desigualdades;
  11. Cidades e comunidades sustentáveis;
  12. Consumo e produção responsáveis;
  13. Ação contra a mudança global do clima;
  14. Vida na água;
  15. Vida terrestre;
  16. Paz, justiça e instituições eficazes;
  17. Parcerias e meios de implementação.

Importante referir que o modelo de desenvolvimento sustentável apenas será atingido se houver esforços coletivos empenhados nesta missão. Portanto, é fundamental que a sociedade civil, empresas e poder público estejam comprometidos com a Agenda 2030, pois só assim as metas determinadas poderão ser cumpridas.

O que podemos fazer pelo desenvolvimento sustentável?

Como referido, o desenvolvimento sustentável apenas será atingido quando todos empenharmos esforços para a sua aplicação. É importante colocar em prática ações sustentáveis, isto é, todas aquelas que promovam o uso racional e equilibrado dos recursos naturais a fim de se preservar o meio ambiente. Saiba o que pode ser feito (por si e pelo poder público), para que este fim seja atingido:

  • Descarte adequado do lixo e dos resíduos (domésticos e industriais);
  • Separação correta do lixo orgânico e não orgânico, realização da recolha seletiva e incentivo a práticas de reciclagem;
  • Utilização de energias limpas e renováveis, como a energia solar e a energia eólica;
  • Adoção de alternativas de transporte que sejam menos poluentes;
  • Melhoria do transporte coletivo e desestímulo ao transporte individual (que aumenta o número de automóveis nas ruas e a consequente emissão de gases tóxicos na atmosfera);
  • Utilização de produtos biodegradáveis;
  • Evitar o desperdício de água;
  • Economizar energia elétrica;
  • Praticar o consumo consciente;
  • Redução da desflorestação da prática de queimadas;
  • Criação de áreas de proteção ambiental;
  • Promoção de ações de reflorestamento.

Além disso, tendo consciência do que se pode fazer para promover o desenvolvimento sustentável, podemos pressionar os nossos governantes para implementar políticas públicas nessa direção.

Porque é o desenvolvimento sustentável tão importante?

Via de regra, as grandes potências mundiais têm endossado e praticado o desenvolvimento económico em detrimento do desenvolvimento sustentável. Todavia, esta prática predatória e inconsequente já dá sinais claros de que estamos a colocar a Terra em risco, bem como a vida de milhões de pessoas que podem ser afetadas com as consequências da degradação ambiental, como a intensificação de fenómenos naturais (furacões, tsunamis, secas), a queda na produção de alimentos e a consequente escalada de fome, apenas para citar alguns exemplos.

Atingir o desenvolvimento sustentável é manifestamente necessário para assegurar a melhor gestão dos recursos naturais para que estes respondam às necessidades das gerações presentes e futuras, pois só assim conseguiremos reduzir os impactos ambientais e abrandar o agravamento dos fenómenos climáticos extremos.

Portugal e o desenvolvimento sustentável

Portugal é considerado uma referência mundial quando o assunto é desenvolvimento sustentável. Fomos reconhecidos internacionalmente pelo desempenho no combate às alterações climáticas e na sustentabilidade energética. De acordo como o Índice do Desenvolvimento Sustentável da Fundação Bertelsmann, Portugal está entre os cinco países com melhor desempenho no que respeita ao combate às alterações climáticas, sobretudo pelas suas políticas de redução de emissões de CO2 relacionadas com a produção de energia e sustentabilidade energética.

Desta forma, é possível afirmar que Portugal, em parceria com a sociedade civil, entidades públicas e privadas, tem-se empenhado para cumprir a Agenda 2030 ao estabelecer, através do Compromisso para o Crescimento Verde, um modelo económico mais sustentável e um custo-eficiente essencial para a competitividade e sustentabilidade da nossa sociedade.

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)