Devo trocar o meu emprego por outro com melhor salário?

Certamente já ouviu relatos de pessoas que trocam de emprego em virtude de um salário melhor, mas que acabam por não se adaptar ao ambiente da nova empresa ou ao novo cargo. Já outros contradizem este cenário negativo e parecem encontrar a realização profissional num novo emprego.

A verdade é que a mudar de emprego pode ser algo stressante para qualquer um. As incertezas são uma constante: será que esta é a decisão correta? Tenho motivos suficientes para sair? Devo arriscar tudo para ganhar mais? Neste artigo, sugerimos-lhe algumas perguntas que deve fazer a si mesmo antes de decidir tomar a decisão de deixar o seu atual emprego por um melhor pago.

Questões que deve colocar a si próprio antes de tomar uma decisão

O salário não é tudo, descubra porquê!

1. O meu emprego deixa-me infeliz?

Não é por acaso que colocamos esta pergunta em primeiro lugar. Porquê continuar a fazer algo que nos deixa infelizes? Porque o salário é bom? Porque gostamos das pessoas com quem trabalhamos? Porque não queremos sair da nossa zona de conforto? Pense bem e veja se se identifica com algum destes cenários. 

Estes são os fatores que normalmente contribuem para o desagrado dos funcionários:

  • As tarefas;
  • Os colegas de trabalho;
  • Os superiores hierárquicos;
  • Os horários de trabalho;
  • A falta de perspetivas de crescimento;
  • O salário.

Está a enfrentar algum destes problemas? Descubra de que forma um novo emprego responderia às suas questões.

2. Qual a média salarial para o meu cargo?

Se já fez algumas pesquisas online e descobriu que o seu salário não reflete o seu trabalho ou que, no geral, recebe menos do que a maioria das pessoas no mesmo cargo, o melhor é falar com o seu chefe e partilhar estas informações com ele(a). Pode ser que uma conversa seja suficientes para permitir uma mudança, portanto informe-se bem e procure dados de fontes verídicas.

Se lhe for negado o aumento de salário e se estiver mesmo decidido em procurar outro emprego, não deixe de partilhar a sua intenção (sobretudo se já tiver outras oportunidades).

3. Será que mereço receber mais?

Como referido na questão anterior, não deve deixar de pesquisar o nível salarial médio para a sua posição/cargo. Além disso, pergunte-se “porque é que mereço ganhar mais?” e reflita sobre a questão. Será que participa em mais projetos do que os seus colegas? Trabalha mais horas? É responsável pelos resultados da empresa? De que forma é que o seu contributo o distingue?

Todos prezamos a estabilidade, razão pela qual, antes de colocar o seu “emprego em risco”, deve ponderar se isso vale mesmo a pena e de que forma um novo local de trabalho iria responder às suas expectativas salariais.

4. Qual é o impacto do meu trabalho?

Acha que o seu trabalho é importante e que o permite fazer a diferença? Em caso afirmativo, a nova empresa (que lhe oferece um melhor salário) é capaz de proporcionar o mesmo sentido de que esta a contribuir para algo? Mais dinheiro pode satisfazer desejos durante algum tempo, mas um emprego capaz de causar um impacto positivo e uma sensação de realização profissional é certamente mais reconfortante a longo prazo.

5. Estou a seguir a minha paixão?

Se já percebeu o que gosta e o que não gosta de fazer no trabalho… boas notícias, está no caminho certo! Contudo, se o seu trabalho não o deixe minimamente entusiasmado, porquê perder tempo? Há demasiadas pessoas presas numa bolha de conformismo e negatividade por se recusarem a abandonar a zona de conforto e partirem em direção ao que realmente desejam. Distancie-se dessa bolha.

Tem uma proposta de emprego que lhe garante maior autonomia para chegar onde quer? Pense bem nos benefícios a longo prazo e no que está em alinhamento com as suas expectativas profissionais.

6. A minha carreira está estagnada?

Esta na mesma posição há anos e não prevê alterações para o futuro? As promoções que lhe foram prometidas não surgiram? Se o seu trabalho não lhe oferece espaço para crescimento profissional e já não está propriamente a aprender nada, então mudar de emprego talvez seja uma boa decisão.

Sabe que está no emprego errado quando:

  • As suas competências são subvalorizadas;
  • Não existe motivação ou estimulação intelectual da sua parte;
  • Não existem oportunidades para desenvolvimento profissional e pessoal.

7. Devo trocar por um salário melhor?

Está a deixar um trabalho que gosta por dinheiro? O salário é o único ou dos poucos fatores que o faz querer mudar de emprego? Não existe qualquer problema em optar por um salário mais alto. No entanto, recomendamos que pesquise sobre o seu novo emprego, sobre os valores, estrutura e funcionamento da nova empresa.

Vê-se a trabalhar num ambiente novo? Identifica-se com a mensagem que a nova empresa pretende passar? Os colaboradores da empresa tendem a ficar pouco tempo? Se orientar a sua decisão pura e simplesmente pelo salário, o mais provável é que não fique muito tempo por lá.

Com isto, queremos dizer que o ideal é avaliar vários fatores, pois uma boa experiência no trabalho depende pouco do que ganha ao final do mês. O que determina a sua felicidade num emprego é o ambiente, os colegas, as chefias, as tarefas que desempenha, as perspetivas que lhe oferecem para o futuro. Boa sorte!

Catarina Fonseca

Desde cedo uma curiosa nata, decidiu seguir Ciências da Comunicação para desenvolver a sua paixão pelo jornalismo e pela escrita. Agora formada, gosta de se aventurar pelo mundo, conhecer novas pessoas e culturas, e leva sempre um caderno e câmara fotográfica às costas para eternizar as suas experiências.

Adicionar comentário