Dor de dentes nos bebés: descubra como aliviar os sintomas

Um dos momentos memoráveis do desenvolvimento do bebé é também marcado por muito choro, agitação e incómodo. Estamos a falar do nascimento dos primeiros dentes, uma fase de transição que costuma deixar os pais de cabelos em pé!

Esta fase começa, via de regra, por volta do sexto mês de vida da criança, causando dores por conta do rompimento da gengiva. Quando acontece, é preciso ter paciência e dispor de alguns cuidados e medidas que trazem conforto para o bebé, afinal de contas, ninguém gosta de ver o seu filho a sofrer e chorar, não é mesmo?

Se o seu filho está a passar por esta etapa tão importante da vida e quer aprender a identificar os sintomas da dor de dentes nos bebés, bem como amenizar o desconforto causado pela erupção dentária, então não deixe de ler este artigo.

Quando surge a dor de dentes nos bebés?

Cada criança é única, por isso, de nada adianta comparar o seu filho com os das suas amigas, por exemplo. A cronologia da erupção dentária não segue um padrão determinado, contudo, é mais comum que o primeiro dente surja por volta dos 6 meses – o que não impede que em algumas crianças aconteça um pouco antes, a partir dos 3 meses, ou um pouco depois, por volta de 1 ano de idade.

Regra geral, os primeiros dentes a irromper são os dentes da frente, nomeadamente, os dentes incisivos. Com 1 ano, surgem os molares e, por causa do seu tamanho, tendem a causar mais dor. Em seguida, vêm os caninos e, finalmente os molares posteriores por volta dos 2 anos de vida da criança. Normalmente, aos 3 anos a dentição está totalmente formada.

Quais os sintomas da dentição?

A dor de dentes nos bebés, como referido, é resultado do afinamento das gengivas e da erupção dos dentes. Antes que o primeiro dente apareça, recomenda-se que se faça massagens suaves na gengiva, logo após a amamentação. Ademais, assim o bebé irá habituar-se a uma rotina de higiene oral (boca e gengivas)

Os sintomas da dentição podem acontecer antes do surgimento do primeiro dente, até 3 a 5 dias, e enquanto o dente percorre o trajeto através da gengiva. São eles:

  • Chupar e morder;
  • Irritabilidade;
  • Babar;
  • Erupção cutânea em redor da boca por causa da baba;
  • Gengiva inchada, vermelha e dolorida;
  • Acordar frequentemente durante a noite;
  • Esfregar as orelhas;
  • Falta de apetite.

Entretanto, erroneamente, muitas pessoas associam sintomas como vómito, diarreia e febre acima dos 38°C ao surgimento da dentição. Caso o seu bebé apresente algum destes sinais, faça uma visita ao pediatra para determinar a sua causa.

Como aliviar a dor de dentes nos bebés?

Para aliviar as dores do nascimento dos primeiros dentes, os pais poderão adotar alguns cuidados e medidas que certamente farão toda diferença ao proporcionar alívio e bem-estar ao pequeno. Confira infra as dicas que preparamos para si:

1. Gelado de leite materno

Além de nutritivo, o chupa-chupa de leite materno, por ser frio, promove o alívio da dor. Aprenda a fazer e não se esqueça de seguir todos os protocolos de higiene:

  • Lave bem as mãos com água e sabão. Depois, faça a higienização das aréolas dos seios;
  • Despreze os primeiros jatos de leite;
  • Com a ajuda de uma bomba de aleitamento retire o leite e coloque-o num recipiente devidamente esterilizado;
  • Tape o recipiente e coloque-o numa bacia com água fria e pedras de gelo por aproximadamente 2 minutos
  • Coloque o recipiente no congelador por, no máximo, 15 dias;
  • Ofereça ao bebé até 2 vezes por dia e não deixe de o amamentar neste período, pois a técnica não substitui o aleitamento materno.

2. Mordedores para bebés

A dor de dente em bebé pode ser aliviada se oferecer objetos, como mordedores, para que o bebé morda enquanto brinca, o que fará com que o bebé se esqueça um pouco do incómodo da dor. Importante referir que estes objetos devem ser lisos e estar bem limpos. Para potencializar os efeitos, coloque os mordedores no frigorífico antes de dar ao bebé.

3. Massagens na gengiva

A massagem na gengiva é outro cuidado que poderá amenizar a dor de dente dos bebés. Para isso, basta massagear a gengiva com o dedo, que deve estar bem limpo ou, se preferir, envolto numa gaze. Além de aliviar a dor, esta massagem pode entreter o bebé e até mesmo o divertir.

4. Palitos de cenoura

A dica a seguir é recomendada para bebés que já começaram a introdução alimentar, certo? Os palitos de cenoura frios são uma ótima alternativa para tratar a dor de dente dos bebés causada pela erupção dos dentes. A cenoura fria é uma excelente opção para aliviar a comichão e todo o desconforto provocado pelo nascimento dos dentes. Aprenda a fazer:

  • Descasque e corte as cenouras em formato de palitos médios;
  • Coloque no frigorífico, mas, cuidado para que não congelem, pois a rigidez da cenoura congelada pode magoar a gengiva do bebé;
  • Ofereça ao bebé de duas a três vezes ao dia.

5. Massagem Shantala

É muito comum que durante todo o processo de erupção dentária o bebé fique agitado, chore muito e apresente os sintomas descritos anteriormente. Para ajudar a diminuir o desconforto, que tal aplicar a massagem Shantala? Esta técnica, que promove o relaxamento da criança, coloca os pais e mães em contato com a pele do bebé durante a realização da massagem, o que diminui o stress, a tensão e a dor, além de reforçar os laços afetivos, claro.

Ademais, a massagem Shantala é um ótimo recurso para aliviar cólicas e ajudar o seu filho a dormir melhor. Aprenda a realizar alguns passos desta técnica milenar:

Massagem Shantala passo a passo:

  1. A massagem começa no peito. Movimente as suas mãos do centro do tórax em direção à axila e repita o movimento de 5 a 10 vezes.
  2. Agora, o movimento deverá partir do tórax e ir em direção aos ombros do bebé.
  3. Segure o pulso do bebé com uma das suas mãos, como se estivesse a formar um bracelete. Em seguida, com a outra mão, forme um bracelete próximo ao ombro da criança e deslize-o até o encontro da outra mão, em movimento de rosca. Repita o movimento sucessivamente.
  4. Em seguida é a vez de massagear as mãos do bebé. Para isso, use o seu polegar para massagear, começando da palma e indo em direção aos dedinhos. Depois, puxe delicadamente cada um, apertando-os suavemente.
  5. Posicione as suas duas mãos na altura do peito do bebé e desça até a altura da bexiga. Repita o movimento de 3 a 6 vezes. Esta técnica, além de acalmar o bebé, ajuda a aliviar os sintomas de cólica.
  6. Faça um leve movimento de torção, que deve começar na base da coxa do bebé e seguir em direção aos seus tornozelos, massageando toda a perna. Repita este movimento até 10 vezes em cada uma das pernas.
  7. Com o seu polegar, massaje os pés do bebé, puxando e apertando os dedos, tal qual fez com as mãozinhas.
  8. Agora, posicione o bebé virado de costas para si, assim, ficará de bruços nas suas pernas. Coloque as suas mãos na altura dos ombros e desça até à altura dos quadris. Depois, faça o movimento inverso, partindo dos quadris em direção aos ombros. Dê leves batidinhas ao longo das costas.
  9. Massageie o rosto do bebé suavemente.
  10. Pode também fazer a posição de lótus (Padmasana), basta cruzar as pernas do bebé e as impulsionar em direção à barriga.

6. Compressa de calêndula

A calêndula é uma flor famosa pelas suas propriedades calmantes e anti-inflamatórias, que ajudam a aliviar a dor e o desconforto causado pelo nascimento dos dentes. Além disso, o chá de calêndula pode ajudar o bebé a dormir, visto que nesta fase o sono tende a ficar desregulado em razão do stress que a dor de dentes nos bebés pode provocar.

Aprenda a fazer a compressa e aplique-a no seu filho:

Ingredientes:

  • 2 g de flores de calêndula (ou uma saqueta);
  • 150 ml de água fervente.

Modo de preparação:

  1. Ferva a água e adicione as flores de calêndula;
  2. Depois, tape e deixe repousar por cerca de 15 minutos;
  3. Mergulhe compressas na mistura e aplique sobre a gengiva 3 a 4 vezes por dia durante 10 minutos.

Se preferir, utilize camomila em vez da calêndula, erva que também possui propriedades medicinais capazes de amenizar a dor de dente em bebé.

Muita atenção ao uso de analgésicos!

Medicamentos de uso tópico, como pomadas anestésicas, apenas poderão ser receitadas por um odontopediatra. Este tipo de remédio apresenta um risco grande de desenvolvimento de hipersensibilidade à formula por conter na sua composição anestésicos locais.

Portanto, prefira as soluções caseiras – e sem contraindicações – que apresentamos neste artigo. Em caso de dúvidas, converse com o pediatra do seu filho, profissional mais indicado para esclarecer todas as suas questões acerca da dor de dentes nos bebés. Cuide de quem gosta!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)