Estrada Nacional 222: viagem pela estrada mais bonita do mundo

Sabia que uma das estradas mais bonitas do mundo fica em Portugal? Estamos a falar da Estrada Nacional 222, ou EN222, cujo percurso liga Vila Nova de Gaia a Vila Nova de Foz Côa. A via nortenha é famosa pelo seu traçado e pela sua exuberante paisagem, características que encantam todos que têm o privilégio de passar por essa verdadeira atração turística, sobretudo os amantes da natureza e de aventuras. Condutores habituais e turistas que vêm de longe para observar os troços ao longo do Rio Douro são unânimes ao apontar que a Estrada Nacional 222 é um verdadeiro tesouro!

Se gosta de conduzir e está sempre à procura de novos roteiros para explorar as belezas naturais do nosso país, então vai certamente apreciar a EN222, por muitos comparada à mítica Route 66 – estrada norte-americana que ostenta o título de estrada mais famosa do mundo. Confira infra o roteiro que fizemos e organize a viagem, seja sozinho ou em grupo, para desfrutar de momentos que vão ficar marcados para sempre na sua memória. Acompanhe!

Onde começa e termina a Estrada Nacional 222?

Antes de começar a sua aventura ao longo de uma das estradas mais bonitas do mundo, é importante conhecer o seu trajeto para que o faça em segurança, certo? Pois bem, para os interessados em percorrer a EN222, é importante referir que esta faz parte da Rede Nacional de Estradas, e conta com 226,3 quilómetros de extensão.

Tem o seu início em Mafamude, no concelho de Vila Nova de Gaia, e termina em Almendra, em Vila Nova de Foz Côa. Tem como característica marcante o facto de juntar três destinos classificados como Patrimônio da Humanidade: a Ribeira do Porto, o Alto Douro Vinhateiro e as Gravuras Rupestres de Foz Côa.

A melhor estrada do mundo para conduzir

O troço da Estrada Nacional 222 que faz a ligação entre o Peso da Régua e o Pinhão foi considerado como a melhor estrada do mundo para conduzir. Entre outros, foi tido em consideração aspetos como raio das curvas, o comprimento das retas e a aceleração, características que garantem uma excelente experiência ao volante.

Ademais, o troço é classificado como patrimônio imaterial da UNESCO, e quem por lá passa pode conferir a paisagem impressionante de uma das mais belas regiões do mundo: o Douro e a sua margem, que encanta com as suas águas plácidas e vinícolas verdejantes a perder de vista. Um roteiro de tirar o fôlego e fazer acelerar o coração de aventureiros e, claro, dos mais românticos.

Paragens obrigatórias na Estrada Nacional 222

Se não dispõe de muito tempo para apreciar todo o percurso, então o ideal é utilizar as estradas mais rápidas, que possibilitam o acesso direto ao troço Régua – Pinhão, o mais procurado pelos visitantes.

Todavia, se tempo não é problema, comece a viagem no Cais de Gaia, de preferência, pela manhã. No caminho, poderá contemplar o centro histórico do Porto e o leito do rio Douro atravessado pelas suas belas pontes, chegando à EN222 e a todos os seus encantos, tais como vilas bucólicas e miradouros que vão lhe tirar o fôlego. Para os apaixonados por gastronomia, há ótimas opções de restaurantes ao longo do trajeto, o que deixará a viagem ainda mais inesquecível – e gostosa.

Entre as paisagens mais bonitas, recomendamos:

1. Cinfães do Douro

Cinfães do Douro é uma vila pertencente ao distrito de Viseu, no Norte de Portugal. Com uma frente ribeirinha na margem esquerda do rio Douro, dista pouco mais de uma hora das cidades do Porto, Braga e Vila Real e menos de uma hora da sua capital de distrito. Entre as aldeias que merecem destaque estão Boassas, Bustelo da Lage, Gralheira e Vale de Papas, onde o visitante poderá degustar magníficas iguarias como cabrito com arroz de forno, “papas milhas” de fígado de porco ou rojões.

2. Resende

Também localizada no distrito de Viseu, Resende faz parte do itinerário da Estrada Nacional 222. A vila, de incontestável charme e beleza, é conhecida pelo seu patrimônio edificado, com destaque para o Castelo de São Martinho de Mouros, Conjunto Megalítico de Felgueiras e Mosteiro de Santa Maria de Cárquere, bem como pela sua gastronomia. Não poderá deixar de visitar também o complexo de Caldas de Aregos, cujas termas são reconhecidas pelo valor medicinal das suas águas naturais.

3. Régua

Uma das mais belas regiões de Portugal, Régua fica às margens do Rio Douro, onde são produzidos os famosos vinhos do Porto. Quem passa por esse troço, que é um dos pontos altos do roteiro pela Estrada Nacional 222, pode contemplar paisagens maravilhosas das vinhas nas montanhas onduladas às margens do Rio Douro, o que faz desta a parte mais memorável do percurso que o levará à bonita vila do Pinhão. Se puder fazer uma paragem, não deixe de visitar o Museu do Douro e a Quinta do Vallado, que dispõe de uma fantástica adega, e o Miradouro de São Leonardo de Galafura, de onde poderá desfrutar de uma vista privilegiada.

4. Pinhão

Um lugar incomparável. Assim podemo-nos referir à vila de Pinhão, freguesia portuguesa do município de Alijó, situada na margem norte do rio Douro, centro da região demarcada do Vinho do Porto. A sua paisagem, assim como a da Régua, é classificada pela Unesco como património cultural da humanidade, tendo como destaque a estação dos caminhos de ferro, conhecida pelos seus 24 painéis de azulejos que retratam o Douro e aspetos das vindimas.

5. São João da Pesqueira

Localizada no distrito de Viseu, São João da Pesqueira é a vila mais antiga de Portugal. Ademais, é considerada o Coração do Douro Vinhateiro, na região demarcada do Douro criado pelo Marquês de Pombal que viveu na Pesqueira quando era novo. Estando lá, não deixe de visitar a Praça da República, os Miradouros de São Salvador do Mundo e da Senhora de Lurdes, de onde poderá avistar panorâmicas deslumbrantes sobre o Vale do Douro, e as aldeias pitorescas de São Xisto e Trevões.

6. Vila Nova de Foz Côa

Em Vila Nova de Foz Côa encerra-se a nossa viagem pela belíssima Estrada Nacional 222. Neste concelho, que oferece diversas opções turísticas, poderá conferir de perto impressionantes vestígios de arte rupestre do Vale do Côa/Parque Arqueológico (patrimônio milenar que surpreende pelo ótimo estado de conservação de suas gravuras) e a praia fluvial do rio Sabor, onde este se encontra com o rio Douro. Visite também a aldeia de Almendra (onde a estrada oficialmente acaba), lugar de interessante atmosfera histórica, notável no traçado quinhentista de muitas casas, na Igreja Matriz, Pelourinho e capelas seculares.

Gostou deste artigo sobre a Estrada Nacional 222? Então não deixe de ler nossos conteúdos relacionados:

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)