Feedback positivo: o que é, importância e como o fazer?

O feedback positivo é uma estratégia de reconhecimento profissional, que visa valorizar e dar atenção ao bom trabalho desempenhado por algum funcionário.

Embora seja facilmente confundido com um simples elogio, quando o feedback positivo é assertivo e exercitado regularmente por gestores e líderes, é capaz de criar toda uma cultura de engajamento, comprometimento e motivação nos colaboradores, além de aumentar individualmente o sentimento de valorização e aprovação.

No entanto, por não entenderem a importância do feedback positivo, muitas empresas ainda insistem num clima de cobrança constante, bem como em críticas negativas como única forma de resposta ao trabalho dos funcionários. Por consequência, os profissionais ficam desconfortáveis, desestimulados e improdutivos, participando cada vez menos no esforço de melhoria contínua das empresas.

Para o ajudar a criar uma cultura otimista na sua empresa, explicamos neste artigo em que consiste o feedback positivo, qual a sua importância para as organizações e trabalhadores e, não menos importante como o fazer.

O que é o feedback positivo?

Palavra de origem inglesa, “feedback” pode ser traduzido como “retorno”, “reação” ou ainda, “fazer um comentário”. Em ambiente corporativo, o feedback é uma técnica aplicada através do diálogo para dar uma resposta (positiva ou negativa) ao trabalho dos colaboradores.

No caso do feedback positivo, é normalmente utilizado para reconhecer o trabalho eficiente e valorizar os acertos profissionais, sendo essencial para impulsionar o crescimento de uma empresa.

Diferentemente de um elogio vazio, esta estratégia tem o propósito de envolver, motivar e alinhar os profissionais com as expetativas da empresa. Assim, ao receberem feedback positivo, são estimulados a continuar a alcançar por bons resultados, visto sentirem-se úteis e parte da equipa.

Dessa forma, mesmo nos casos em que há pontos a serem melhorados, reforçar os acertos da equipa ao invés de apenas focar no lado negativo é mais efetivo a longo prazo, isto porque com o estímulo positivo, haverá mais comprometimento e, por consequência, maior produtividade.

Qual a importância do feedback positivo?

De forma direta, o feedback positivo é importante porque cria uma cultura otimista entre os líderes e os colaboradores, gerando para a organização um ciclo orgânico de produtividade e eficiência. Para entender melhor, confira abaixo os cinco principais benefícios e a importância do feedback positivo:

  • Comunicação: O feedback positivo estimula o diálogo entre empregador e colaborador, criando um ambiente de confiança e estreitando o relacionamento entre as duas partes.
  • Ambiente de trabalho positivo: À medida que as relações entre gestores e funcionários melhoram, o ambiente de trabalho fica mais leve, com menos cobranças e stress.
  • Banco de talentos competitivo: Com o engajamento dos colaboradores, a rotatividade da empresa diminui, tornando os seus funcionários mais competitivos e experientes em comparação com empresas concorrentes.
  • Produtividade: O feedback incentiva os profissionais para que continuem a procurar obter os melhores resultados, aumentando a produtividade da empresa a longo prazo.
  • Lucratividade: Por se tornar mais produtiva e por contar com funcionários ainda mais motivados, deverá ser percetível um aumento nos níveis de lucratividade da empresa.

Com benefícios claros para diversos tipos de organizações, a cultura do feedback positivo é de suma importância e deve ser aplicada corretamente para que se obtenham os melhores resultados.

Como aplicar uma cultura de feedback positivo?

Em geral, o feedback positivo acontece através do diálogo entre o gestor e os colaboradores, podendo ser aplicado individualmente ou em grupo. É preciso estar atento a como e quando o aplicar, para que não haja equívocos e para que a empresa beneficie dos efeitos desta técnica.

Para ajudá-lo no planeamento desse diálogo, preparamos um guia com passo a passo:

1. Planeie a conversa

O primeiro passo para aplicar um feedback positivo de forma assertiva acontece antes do feedback propriamente dito, trata-se do planeamento do que será falado e de quais os pontos que serão destacados ao longo da conversa.

Nesse sentido, os líderes devem acompanhar o desempenho dos funcionários no dia a dia para que percebam na prática que aspetos precisam de ser trabalhados e que aspetos devem ser devidamente reconhecidos.

Uma dica para um planeamento eficaz é utilizar algum sistema de anotações, onde os líderes poderão registar a sua visão sobre o trabalho dos colaboradores.

2. Escolha o momento ideal

Após o planeamento, é necessário escolher a hora certa para dar feedback positivo, afinal fazê-lo num momento inadequado pode acabar por pressionar os funcionários e criar uma situação de stress desnecessária.

Opte por uma conversa particular, longe de ruídos e da movimentação comum num escritório. Idealmente, deve-se iniciar de forma descontraída, perguntando, por exemplo, como está a correr o dia a dia.

Quebrado o gelo, introduza o assunto, dê feedback positivo e por meio de comentários construtivos, instrua o que poderá ser melhorado.

3. Clarifique o objetivo da conversa

Para evitar que o funcionário se sinta ansioso ou stressado com a situação, faça uma breve introdução do que será falado.

Seja franco com o trabalhador e comece por explicar o que tem observado atentamente o seu trabalho. Em seguida, reconheça as atividades em que o seu desempenho tenha sido positivo e aproveite a oportunidade para o elogiar.

Crie um ambiente de confiança e não seja económico nos elogios, valorize o seu colaborador e demonstre a sua importância para a empresa.

4. Reconheça o bom desempenho

Além dos elogios, também é necessário reconhecer a performance e o esforço de um colaborador, afirmando as suas competências e habilidades no cargo que ocupa.

Sendo assim, procure evidenciar que a dedicação do profissional produziu resultados positivos, demonstrando que o seu trabalho é importante para a eficiência da empresa e que faz parte da equipa.

Portanto, as boas notícias devem sempre vir acompanhadas de feedback positivo, aumentando a estima dos funcionários e motivando-os a continuarem o bom trabalho.

5. Exemplifique

O uso de exemplos torna a metodologia do feedback positivo ainda mais valiosa, já que ajuda o profissional a entender na prática quais foram os seus pontos fortes e o que deve continuar a fazer para que ganhe ainda mais visibilidade na empresa.

Sendo assim, ao apresentar as suas opiniões, é importante sustentá-las através de exemplos e de argumentos concretos. Assim, o colaborador confiará mais nos seus critérios avaliativos, tendo mais segurança em aceitar o seu feedback (mesmo o negativo).

6. Apresentar pontos de melhoria

Embora o propósito central da conversa possa ser transmitir feedback positivo, discutir pontos de melhoria é fundamental para engajar o funcionário n um ciclo de evolução constante, além de contribuir para o alinhar expetativas da empresa, aumentando a retenção de talentos.

Portanto, é preciso criar um plano de ação que demonstre que aspetos devem ser aperfeiçoados e quais serão as estratégias utilizadas, como a criação de objetivos, por exemplo. Além disso, procure apresentar soluções e orientar os colaboradores nas suas dúvidas e desafios profissionais.

No entanto, é importante estar atento: não faça críticas negativas ou cobranças desconfortáveis. Mantenha a energia do feedback positivo e faça comentários construtivos, trocando o “mas” por “e”. Exemplo: “O seu trabalho foi muito positivo no critério A e nós gostaríamos que mantivesse o ritmo no critério B”.

7. Praticar a escuta ativa

Para manter a neutralidade do feedback, a prática da escuta ativa é indispensável. Para isso, é necessário incentivar o profissional a expor as suas opiniões, ideias e considerações, além de as ouvir com atenção.

Portanto, dar voz aos colaboradores ajuda a guiá-lo para que encontre as melhores soluções e para que construa um feedback positivo mais competente e mais eficiente no que se propõe.

Por outro lado, ouvir e compreender o que o trabalhador pensa sobre o seu trabalho, o ambiente, os colegas, os líderes e os gestores, ajuda no crescimento da organização.

8. Dar feedback constantemente

Para contribuir no ciclo de evolução constante dos funcionários e para trazer ainda mais resultados para a empresa, é importante que o feedback – seja ele positivo ou negativo – seja algo constante.

Tenha em mente que o feedback é uma estratégia para motivar os funcionários e precisamente por conta disso, deve evitar cobranças e comentários negativos. Dessa forma, é possível criar uma cultura sadia e leve no ambiente de trabalho.

Dicas para dar feedback positivo

Confira agora algumas dicas úteis na hora de dar feedback:

  • Evite comparações positivas ou negativas com quaisquer outros colegas de trabalho, pois isso pode deixar o profissional desconfortável e criar um clima de pressão;
  • Estimule o autoconhecimento, já que esta é uma prática essencial para o entendimento dos pontos fortes e fracos do indivíduo, contribuindo para a sua evolução profissional;
  • Não faça exposições e evite dar feedbacks em público, principalmente se o colaborador for mais reservado ou tímido;
  • Escute ativamente a equipa de funcionários e procure estimular um ambiente aberto para diálogos;
  • Reserve sempre algum tempo para dar feedback positivo, visto exigir a construção conjunta de um plano de ação, o que pode demorar;
  • Fique atento ao tom de voz e mantenha o equilíbrio: não elogie ou critique de forma desmedida, evitando uma postura negativa.

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)