Geoterapia: saiba tudo sobre esta terapia alternativa

Existem inúmeros tratamentos alternativos que ajudam a reduzir dores e a promover uma melhor qualidade de vida. A geoterapia é uma das terapias que permite tudo isto e muito mais. Esta técnica utiliza recursos da natureza para tratar o paciente, ao encontrar o equilíbrio no organismo do mesmo.

Neste artigo, iremos explicar-lhe no que consiste a geoterapia e de que forma poderá tirar proveito dela.

O que é a geoterapia e para quem é indicada?

A geoterapia é um tratamento natural à base de argilas quentes

A geoterapia, também conhecida como argiloterapia, é um tratamento natural que ajuda a reduzir as dores musculares e tensões corporais através de argilas quentes, já que estas possuem propriedades anti-inflamatórias, entre outras. Além de argilas, esta técnica pode recorrer a frutos da terra, barro, pedras e cristais para tratar determinados problemas, recompondo o equilíbrio e bem-estar dos indivíduos.

A geoterapia é indicada para pessoas que pretendem um tratamento natural que possa ajudar com as dores musculares e que possa ainda atribuir à pele um aspeto mais saudável. Tudo isto é possível graças às propriedades antioxidantes, secativas e desintoxicantes das argilas utilizadas nesta terapia.

Como se prepara o processo?

A geoterapia pode ser feita por um profissional numa clínica, mas se preferir, pode também recorrer a esta técnica no conforto de sua casa – não se preocupe, nós guiamos-lhe passo a passo:

  1. Preparar a argila: compre 1 pacote de 1 kg de argila verde medicinal e misture-a em água morna até obter uma mistura homogénea.
  2. Espalhar a argila: espalhe-a na região do pescoço e costas. De seguida, cubra essas zonas com um plástico para manter o calor durante mais tempo.
  3. Mantenha a argila no corpo: entre 20 a 30 minutos e depois remova-a, lavando as regiões em questão com água em temperatura ambiente. As pessoas com pele seca devem aplicar creme hidratante logo a seguir a este procedimento, pois a argila tende a ressecar a pele.

No entanto, é importante notar que as pessoas que sofrem frequentemente de dores mais fortes devem realizar tratamentos de geoterapia sob a supervisão de um especialista na área.

Quais os tipos de argila usados na geoterapia?

Existem inúmeros tipos de argilas que podem ser utilizados na geoterapia

Existem vários tipos de argila que podem ser usados na geoterapia, cada um com diferentes propriedades. De seguida, iremos apresentar-lhe as argilas mais comuns usadas na geoterapia, bem como as situações para as quais são mais indicadas:

  • Argila verde: Possui um pH neutro e é rica em sílica, alumínio e magnésio, tendo uma capacidade de ação lenta, mas profunda. Atua mais fortemente do que a argila branca, mas menos que a vermelha. É excelente para pessoas que sofrem de pele oleosa ou acne.
  • Argila branca: É rica em silicato e é a argila que possui maior percentagem de alumínio. Além disso, o seu pH é próximo ao da pele. Trata-se de uma argila muito eficiente no que toca a controlar inflamações dermatológicas.
  • Argila vermelha: É rica em ferro e cobre e tem uma grande capacidade para regular o organismo. Além disso, permite renovar a estrutura das células e prevenir o envelhecimento da pele. Esta argila é apropriada para quem tem pele sensível e avermelhada.
  • Argila amarela: É rica em alumínio, potássio, ferro e silício, sendo ainda responsável por catalisar a formação de colagénio na pele. A argila amarela é recomendada para tratamentos cosméticos e de rejuvenescimento, permitindo ainda atrasar o envelhecimento da pele.
  • Argila cinza: É constituída por silício e alumínio, sendo por isso recomendada para peles oleosas e com manchas. Esta argila permite a cicatrização e previne as inflamações da pele, sendo assim útil para o tratamento de edemas e inchaços.
  • Argila rosa: Nasce da combinação das argilas vermelha e branca, sendo considerada a mais suave entre todos os tipos de argila. Entre as suas vantagens, oferece um efeito suavizante, hidratante, revitalizador, desinfetante e também calmante, sendo capaz de absorver toxinas e eliminar a oleosidade. A argila rosa é especialmente recomendada a pessoas com peles mais sensíveis.

Quais os benefícios da geoterapia?

A geoterapia tem inúmeros benefícios para a saúde

A geoterapia pode ser muito útil para a saúde tendo em conta as características apresentadas pela argila medicinal, que é analgésica, desintoxicante, antisséptica, mineralizante, energética, anti-inflamatória e cicatrizante.

As principais vantagens oferecidas pela geoterapia são:

  • Melhoria da circulação sanguínea no local de aplicação;
  • Eliminação de toxinas devido ao aumento da temperatura local;
  • Alívio de dores crónicas;
  • Combate ao acne e manchas;
  • Combate às dores nos ossos;
  • Combate às dores de origem inflamatória.

Quais as contraindicações da geoterapia?

Antes de iniciar um tratamento de geoterapia verifique quais as principais contraindicações

Como em todas as outras terapias e tratamentos, tanto alternativos como convencionais, também na geoterapia é necessário ter em conta os possíveis efeitos negativos que podem acabar por surgir devido a diversas razões. Por esse motivo, embora a geoterapia seja uma técnica segura, é importante ter em conta as seguintes contraindicações:

  • Não recorra a esta terapia se tiver ferimentos abertos;
  • Não aplique a argila em feridas profundas;
  • Não recorra a esta terapia se apresentar ferimentos suturados;
  • Não recorra a esta terapia se apresentar queimaduras;
  • As pessoas que usam marca-passo não devem aplicar as argilas na zona do abdómen;
  • Não aplique a argila com água fria no peito;
  • Caso esteja menstruada, não recorra a esta terapia.

Que cuidados deve ter antes de iniciar a terapia?

Existem algumas coisas que podem maximizar a eficácia dos tratamentos de geoterapia

Para se certificar de que realiza o tratamento da geoterapia de forma eficaz e segura, recomendamos seguir as seguintes dicas:

  • Não reaproveite a argila usada;
  • Não aqueça a argila no micro-ondas;
  • Não mexa na argila com objetos de metal, a não ser que se trate de aço inoxidável;
  • Recorra a uma argila virgem e estéril que não tenha compostos industriais;
  • Realize o tratamento duas horas antes ou depois das refeições, principalmente se pretender aplicar a argila perto da zona do ventre.

A geoterapia pode ser uma técnica bastante útil para a sua saúde, mas apenas se for realizada corretamente. Para tal, certifique-se de que lê as contraindicações e compreende o processo de aplicação da argila no corpo. Se tiver dúvidas, contacte um profissional especializado nesta terapia. Esperamos ter ajudado.

Catarina Fonseca

Desde cedo uma curiosa nata, decidiu seguir Ciências da Comunicação para desenvolver a sua paixão pelo jornalismo e pela escrita. Agora formada, gosta de se aventurar pelo mundo, conhecer novas pessoas e culturas, e leva sempre um caderno e câmara fotográfica às costas para eternizar as suas experiências.