Influenciar pessoas: como o fazer de forma assertiva?

Todos nós gostamos de conseguir influenciar pessoas. O poder da persuasão é algo que nos pode ajudar, e muito, seja nos relacionamentos pessoais ou até em ambiente laboral, como por exemplo numa entrevista de emprego.

Enquanto algumas pessoas parecem nascer com características que as ajudam a conseguir promover as suas ideias, outras nem por isso. Não obstante, com algum trabalho e paciência, a “arte” de influenciar pessoas é algo que se pode desenvolver.

É impossível falar deste assunto sem citar o escritor norte-americano Dale Carnegie, autor do livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas.”, um best seller muito popular ainda nos dias de hoje.

O tema desperta-lhe interesse? Então não deixe de ler este artigo, onde, além de abordar o poder da influência, partilhamos algumas dicas de como o fazer de forma assertiva. Boa leitura!

Influenciar pessoas sendo gentil

Este é um segredo que líderes conhecidos utilizam e, aparentemente, os resultados são promissores. Certamente já ouviu a expressão “amor com amor se paga”. Embora não se trate de amor, influenciar pessoas pode funcionar dessa forma.

Isto é, ao sermos gentis, os destinatários das nossas ações e palavras também o serão connosco. Portanto, não espere as pessoas demonstrarem bondade e gentileza consigo, seja o primeiro a ter esta atitude, e logo verá o resultado.

Influenciar os outros sim, mas nunca pela crítica

Comece a treinar este princípio consigo mesmo. As pessoas que são extremamente críticas perdem demasiado tempo e energia num exercício que nada lhes traz. Todos cometemos erros e isso é algo perfeitamente natural.

Aceitar o erro como parte da vida é algo importante. Por isso mesmo, recomendamos que seja compreensivo com as falhas dos outros, afinal de contas com as nossas palavras podemos destruir ou edificar a alma de alguém, inclusive a nossa.

O livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas” tem passagens interessantes:

“Quando tratarmos com pessoas, lembremo-nos sempre de que não estamos tratando com criaturas de lógica. Estamos tratando com criaturas emotivas, criaturas suscetíveis às observações norteadas pelo orgulho e pela vaidade.

(…)

Benjamim Franklin, um tanto descontrolado na sua juventude, tornou-se tão diplomata, tão hábil no lidar com as pessoas, que foi nomeado embaixador americano na França. O segredo do seu sucesso? “Não falarei mal de nenhum homem”, disse ele, e “falarei tudo de bom que souber de cada pessoa.”

How to Win Friends and Influence People – Dale Carnegie

Observamos, a partir deste trecho, que aquele velho ditado, “olho por olho, dente por dente”, não funciona na verdade. Não podemos levar tão a sério o que as pessoas dizem, principalmente quando estão embrulhadas nas suas próprias emoções, muitas vezes negativas.

Influenciar pessoas depende, então, do autocontrolo e domínio próprio, para não responderemos ao mal da mesma forma. Evite julgamentos e surpreenda as pessoas.

No referido livro, conta-se a história de um piloto de avião muito experiente, que quase perdeu a vida e de mais duas pessoas numa aterragem. Conseguiu escapar de um desastre, embora a aeronave tenha sido bastante danificada. O piloto sabia que havia algo errado com o combustível. Depois do susto, foi verificar a aeronave e confirmou as suas suspeitas: o avião foi abastecido com um tipo de combustível errado.

Quem foi o culpado? O mecânico. Vamos ser honestos, qualquer um de nós ficaria furioso numa situação como esta e repreenderia, de forma dura, o mecânico responsável por abastecer o avião. Ao chegar ao pé do piloto, este verificou que o mecânico estava em lágrimas e, ao contrário do que seria de esperar, o piloto abraçou-o e pediu-lhe para abastar a sua outra aeronave, como uma demonstração de confiança.

Certamente esse mecânico nunca esqueceu as ações do piloto e também nunca mais colocou combustível errado em nenhuma aeronave. O que aprendemos aqui? Quando o assunto é influenciar pessoas, a bondade e o perdão surpreendem e são capazes de gerar muitas mais mudanças positivas do que uma dura repreensão.

Parece ser difícil, mas comece a colocar em prática algumas das ideias promovidas por este livro. Verá certamente o que será influenciar pessoas de uma forma positiva..

Quantas vezes julgamos as pessoas com as melhores intenções,  querendo mesmo acertar e até ajudar essas pessoas de verdade, mas o tiro sai pela culatra: o caminho para influenciar pessoas passa pela gentileza, bondade, perdão, mesmo quando não merecem!

Influenciar pessoas através dos elogios

Outro grande segredo para influenciar pessoas é saber elogiar. Não falamos aqui de bajulação, de dizer algo apenas para agradar. Isso não aporta nenhuma mudança efetiva. No seu livro, Dale Carnegie refere-se a uma apreciação sincera, o elogio que vem do “coração”. Esse sim, pode mudar a vida de alguém.

Para isso acontecer, é preciso que haja o mínimo de humildade. E aqui entra outro grande segredo da arte de influenciar pessoas: ouvir o que têm para dizer de forma aberta e sincera e não contrapor simples porque sim. Desmond Tutu, que recebeu o Prémio Nobel da Paz, tem uma frase curiosa a este respeito: “Não levante sua voz, melhore os seus argumentos.”

Influenciar pessoas de forma positiva implica, muitas vezes, colocar o ego de lado, colocar-se no lugar do outro e não ficar preocupado em ter razão. É desenvolver empatia, um olhar apurado em direção ao outro, entender o que está por trás das suas palavras e ser benevolente. Isso não significa que se irá anular, mas que antes de dar opinião, vai considerar verdadeiramente as palavras do outro.

Isto vale para qualquer tipo de relacionamento. Pais e mães, por exemplo, são muitas vezes demasiado rígidos com os filhos, criticando muitas das suas ações:

  •  “Deixas sempre as tuas roupas no chão, vais ficar sem mesada”;
  • “Não estudas o suficiente, assim não será ninguém na vida”.

Já foi comprovado que até mesmo os animais respondem a estímulos positivos e não punitivos. Isso não quer dizer que não tenha de haver disciplina em casa, no entanto, é preciso moderar os hábitos de falar negativamente e focar-se sempre nas coisas boas e não nas más. Para influenciar pessoas, é preciso focar-se nos acertos e saber elogiar de maneira sincera. Experimente fazer esta mudança.

O ser humano gosta de se sentir importante!

Já constatou que todos nós sentimos a necessidade de aprovação de sermos reconhecidos pelas coisas boas que fazemos? Faz parte da nossa natureza. Portanto, aqui fica uma dica final para influenciar pessoas: se quer ganhar o coração de alguém, vender algum serviço ou produto, melhorar o relacionamento, faça o outro sentir-se importante.

A redação do trabalhador.pt