Isolamento térmico: conheça as várias opções disponíveis

Depois de sair à rua num dia de inverno, o que a generalidade das pessoas espera ao chegar em casa é abrir a porta e entrar num ambiente mais quente. No entanto, quem vive em regiões com inverno mais rigoroso, sabe que nem sempre isso acontece. O isolamento térmico surge como a solução a este problema.

Mas isso não acontece única e exclusivamente no inverno. Nos dias mais quentes, a falta de isolamento térmico pode ter o mesmo efeito, fazendo com que as altas temperaturas da rua passem para o interior dos edifícios, fazendo com que se torne necessário o recurso ao ar condicionado ou a uma ventoinha.

O isolamento térmico assume-se assim como algo essencial a ser considerado na construção de uma casa, escritório ou edifício industrial. No inverno para deixar a temperatura interior mais amena e no verão para a deixar mais fresca. Tudo isto tem consequências diretas no seu conforto e bem estar.

Neste artigo abordamos alguns pontos do isolamento térmico, nomeadamente os seus inúmeros benefícios, os melhores materiais para isolar a sua casa e outras informações que lhe poderão ser úteis.

Quais os benefícios do isolamento térmico?

São inúmeros os benefícios do isolamento térmico

Como o próprio nome indica, o isolamento térmico consiste no isolamento do edifício ou de uma divisão, impedindo a entrada ou saída de calor/frio, mantendo as temperaturas do interior dos edifícios mais amenas.

Com um isolamento térmico bem feito, o ambiente interno não perde demasiado calor, mesmo quando a temperatura externa está muito baixa e, da mesma forma, não fica tão quente ou abafado quando a temperatura está exterior é bastante alta.

Além disso, o isolamento térmico tem também outras vantagens, nomeadamente eficiência energética do próprio edifício (casa). Isso acontece porque evita que o ambiente perca calor nos dias frios ou que haja a temperatura suba excessivamente nos dias quentes. A longo prazo é algo que lhe permite poupar algum dinheiro na conta de eletricidade, dado tornar desnecessário o recurso a aparelhos de climatização, como os aquecedores ou o ar condicionado.

Que opções de isolamento térmico existem?

No mercado são comercializados vários materiais próprios para isolamento térmico

O isolamento térmico pode ser feito nas paredes, teto ou no piso. Há diferentes materiais que podem ser utilizados – a escolha vai depender da necessidade de cada um. Os mais comuns são:

  • Lã de vidro: uma das opções de isolamento térmico mais usadas e também uma das mais caros. Trata-se de um material lev e fácil de usar e que te inúmeras opções de aplicação, além de não ser inflamável, apresentando um baixo risco de incêndio.
  • Lã de rocha: produzida a partir de lã mineral, tem uma alta durabilidade e funciona como isolante térmico e também como isolante acústico, além de ser resistente à água.
  • Espuma de poliuretano: é um material muito leve, tem boa durabilidade. É resistente à água e, por isso, uma boa opção para locais externos e/ou que eventualmente se possam molhar.
  • Aglomerado de cortiça expandida: material derivado da cortiça, é uma opção com um bom custo-benefício, pois além do isolamento térmico serve também como isolamento acústico. Pode ser usado em paredes, piso e tetos.
  • Poliestireno expandido ou extrudido: tratam-se ambos de produtos sintéticos provenientes do petróleo, são fáceis de manusear e de aplicar, e costumam ter um bom preço.

Qual custo do isolamento térmico?

Regra geral, as várias opções de isolamento térmico mais dispendiosas são mais eficazes

Os valores dependem do material – e o mesmo material pode ter preços diferentes, dependendo da espessura ou de outros fatores. No geral, o valor é calculado pelo metro quadrado (m²), que pode variar entre os 5€ aos 35€, em função da qualidade.

Todos os matérias previamente referidos podem ser encontrados em retalhista de bricolage ou de produtos de construção, como são exemplo: Leroy Merlin, AKI, Bricomarché e Brico Depôt.

É importante lembrar que isolar térmicamente um edifício não é uma tarefa simples e, por isso, nada melhor que recorrer a um profissional especializado. Isto implica, naturalmente, um custo que deve ser considerado. Acresce que apenas um profissional saberá avaliar o local onde o isolamento será feito e, a partir daí, indicar os materiais mais adequados.

Embora cada vez mais comum edifícios residenciais, o isolamento térmico é muitas vezes mal aplicado, sendo a sua consequência mais comum o aparecimento de problemas de humidade. Outra razão que o deverá fazer recorrer a um profissional.

Dicas adicionais de isolamento térmico

Há pequenas coisas que pode fazer para maximizar o isolamento térmico da sua casa

Sem prejuízo do que fomos referindo ao longo do presente artigo, há dicas que o podem ajudar a manter a casa aquecida durante os períodos mais frios.

Partilhamos algumas formas simples de o fazer:

  • Isolar as janelas e as portas para evitar que o frio entre por pequenas frestas.
  • Trocar os móveis de lugar, colocando-os encostados de forma a que as paredes fiquem mais cobertas, o que evita que fique demasiado frio.

Esperamos que o presente artigo o tenha ajudado a compreender a importância do isolamento térmico dos edifícios. Agora é consigo!

Mariana Bueno

Brasileira, jornalista e escritora. Desde criança tem os livros como os seus grandes companheiros e, mais tarde, transformou a escrita em profissão. É formada em Comunicação e pós-graduada em Media Digitais. Gosta de transmitir informações por meio dos seus textos e adora ouvir e contar boas histórias, de preferência as que descobre ao viajar por diferentes lugares.