Lavagem nasal: o que é e como fazer?

Respirar bem é fundamental. Não obstante, essa função, essencial para a manutenção das atividades vitais do nosso organismo pode ser comprometida por alguns fatores que dificultam o funcionamento das vias respiratórias, o que causa aquela terrível sensação de nariz entupido que todos nós já experienciamos alguma vez na vida.

Facto é que, para respirar adequadamente, as cavidades nasais, responsáveis por filtrar, humedecer e aquecer o ar que é levado para os pulmões, precisam de estar devidamente húmidas e desobstruídas, portanto, razão pela qual merecem uma atenção especial nos cuidados do dia a dia.

Entre esses cuidados, está a lavagem nasal, procedimento recomendado por médicos especialistas e muito comum como hábito de higiene diário. Esse método é bastante eficaz na remoção de secreções, micróbios e alérgenos presentes na cavidade nasal, o que permite a limpeza das vias áreas superiores, fluidificação e descongestivo nasal.

Se sofre com os efeitos da congestão nasal, então está na hora de entender no que consiste a lavagem das vias áreas e aprender a fazer todo o processo de uma forma segura e eficaz. Para isto, continue a leitura deste artigo, onde encontrará todas as informações de que precisa para eliminar quaisquer dúvidas acerca deste interessante – e necessário – tema.

O que é a lavagem nasal?

Prática antiga, cuja origem está na tradição médica Ayurveda (uma ciência de cura milenar tradicional da Índia que existe há mais de cinco mil anos), a lavagem nasal é uma técnica excelente para eliminar as secreções das vias áreas superiores no caso de uma gripe ou episódios de rinite alérgica e sinusite, por exemplo.

Ao humedecer o nariz, a lavagem proporciona uma sensação de bem-estar e alívio imediatos, interrompendo o incómodo causado pelo bloqueio das vias respiratórias, mais precisamente, das cavidades nasais. Ademais, é uma ótima maneira de manter o nariz devidamente limpo, livre da presença de secreções, micróbios e alérgenos que tão mal fazem à nossa saúde.

A técnica consiste em injetar soro no interior da narina (seja utilizando um aparelho específico para este fim ou uma seringa sem agulha) e, depois, por força da gravidade, deixar que o soro saia pela outra narina, procedimento simples que auxilia na limpeza do catarro e alivia a dor e o desconforto. A principal vantagem da lavagem nasal é que não tem restrições em relação à idade, por isso pode ser feita nos mais velhos e mais novos, diariamente.

Benefícios da lavagem nasal

A lavagem nasal ajuda a limpar e eliminar as impurezas das vias respiratórias, bem como prevenir e combater doenças, visto atuar como uma importante ferramenta para garantir um bom mecanismo de defesa da mucosa nasal. Além deste, existem outros benefícios, a saber:

  • Evita ressecamentos: o nariz é muito sensível a clima seco e, devido à secura, os seios da face não conseguem humidificar a região da mucosa. Ao fazer a lavagem nasal, ajudará a aquecer as vias intranasais, o que evitará que os seios da face fiquem mais suscetíveis a sangramentos ou outras reações.
  • Previne otites: designa-se por otite qualquer inflamação ou infeção no ouvido. O excesso de secreção ou edema na mucosa do ouvido pode prejudicar a respiração, bem como a audição.
  • Limpeza de poluições: estão constantemente expostos à poluição, seja em casa, na rua, no trabalho ou na escola, e estas impurezas acabam por ser acumular, entre outros, no nariz – por isso é tão importante fazer a lavagem nasal diariamente, técnica capaz de eliminar resíduos de pó, fumos e outros resquícios de poluição que provocam o ressecamento das vias áreas e infeções.
  • Menor risco de sofrer de doenças respiratórias: a rinite é uma doença respiratória que está associada à poluição, cujos sintomas incluem espirros, comichões e dificuldade para respirar. Para evitar esse problema poderá recorrer à lavagem nasal, visto acalmar as vias respiratórias ligadas ao nariz e expulsar o antígeno responsável por essas reações.
  • Fluidifica secreções: a lavagem nasal é um ótimo estímulo para que as secreções produzidas no nariz tenham uma melhor fluidez. Lavar o nariz ajuda na produção desse material, além de o deixar mais limpo.

Todavia, para aproveitar todos estes benefícios, é fundamental que a lavagem nasal seja feita de forma correta e com os dispositivos adequados. Confira adiante o passo a passo para realizar o procedimento de maneira segura.

Como fazer a lavagem nasal com soro?

Em adultos e crianças a lavagem nasal deve ser feita na pia da casa de banho, o que facilitará o procedimento. Caso não disponha de um aplicador específico, produto que pode ser encontrado em qualquer farmácia, poderá utilizar uma seringa sem agulha, obedecendo os seguintes passos:

  1. Lave as mãos antes de começar o procedimento;
  2. Encha a seringa com cerca de 5 a 10 ml de soro fisiológico;
  3. Durante o procedimento deve-se abrir a boca e respirar também pela boca;
  4. Incline o corpo para frente e a cabeça ligeiramente para o lado;
  5. Posicione a seringa na entrada de uma narina e pressione até que o soro saia pela outra narina. Se for preciso, ajuste o posicionamento da cabeça até que o soro entre por uma e saia pela outra narina.

O mais indicado é que o processo seja repetido de 3 a 4 vezes em cada narina, a depender da necessidade. Ademais, é possível encher a seringa com mais quantidade de soro, já que o líquido será eliminado pela outra narina. Para finalizar a lavagem nasal, assoe o nariz para remover o máximo de secreção possível.

Como fazer a lavagem nasal nos bebés?

Para realizar a lavagem nasal corretamente, coloque o bebé no seu colo, de frente para o espelho, e segure a cabeça para que não se mova – o que evitará que se magoe. Comece a limpeza colocando 3 ml de soro fisiológico na seringa; depois, introduza-a na narina do bebé, pressionando-a de forma rápida, para que o jato de soro entre numa narina e saia naturalmente pela outra. Com o tempo, vai notar que a criança se adapta ao procedimento – que é indolor e altamente eficaz no alívio da congestão nasal -, por este motivo, não será mais necessário segurá-la para aplicar a técnica.

Importante: caso não se sinta preparado para realizar este método em si ou no seu filho, recomendamos que converse com um médico pediatra ou otorrinolaringologista, profissionais que poderão sanar todas as suas dúvidas acerca da lavagem nasal, procedimento inofensivo e muito eficiente, sobretudo quando feito de maneira adequada. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)