Limpeza de pele: quais os benefícios e contraindicações

A higienização adequada e frequente da pele, é um dos fatores que ajudam a evitar a acumulação de impurezas, prevenindo a obstrução dos poros, e consequentemente o surgimento de cravos e espinhas.

Além dos cuidados diários com a pele, que podem ser realizados com recurso a cosméticos apropriados, idealmente indicados por dermatologista, este profissional poderá, em determinados casos, recomendar a realização de procedimentos estéticos, como uma limpeza de pele.

A limpeza de pele abre os poros, fazendo com que a pele respire, além de remover impurezas e controlar a oleosidade, dando um aspeto saudável à pele.

Ao longo deste texto, abordaremos a limpeza de pele, procurando dar resposta a algumas das perguntas mais frequentes, nomeadamente quanto aos seus benefícios e às suas contraindicações.

Em que consiste a limpeza de pele?

A limpeza de pele é um procedimento estético realizado por profissionais, como dermatologistas e esteticistas. Durante este tratamento são removidas as impurezas acumuladas na pele, resultantes, entre outros, da poluição, maquilhagem, que levam a produção de radicais livres.

Os radicais livres são “agentes agressores” que danificam a estrutura da pele, designadamente o colagénio e a elastina, potencialmente causando o envelhecimento precoce da pele e o surgimento de espinhas, acne e borbulhas na cara, por exemplo. A limpeza de pele atua precisamente aqui.

Este procedimento é realizado em várias etapas: higienização da região, esfoliação, remoção de cravos, hidratação, entre outras. Em peles oleosas é indicado fazer a limpeza de pele uma vez ao mês, e em peles secas e sensíveis a cada dois meses.

Inicialmente a limpeza de pele era um procedimento utilizado somente por mulheres, no entanto, hoje em dia este procedimento é também procurado por homens, precisamente por entenderem a importância do cuidado com a pele, não só por motivos estéticos, como também por motivos de saúde – e ainda bem!

Quais os benefícios da limpeza de pele?

São muitos os benefícios de uma limpeza de pele profunda. As consequências vão desde uma pele mais brilhante e com uma aparência saudável, à prevenção de inflamações da pele.

Entre as vantagens da limpeza de pele, destacamos a:

  • Prevenção do aparecimento de cravos e espinhas;
  • Promoção da renovação da pele e remoção de células mortas;
  • Redução da produção de oleosidade na pele;
  • Prevenção do envelhecimento precoce (rugas e linhas de expressão);
  • Favorecimento da desintoxicação da pele;
  • Promoção da sensação de uma pele limpa e suave por mais tempo;
  • Prevenção de inflamações da pele;
  • Melhoria na circulação sanguínea.

Contraindicações da limpeza de pele

Apesar de ser um procedimento com inúmeros benefícios, a limpeza de pele tem contraindicações em algumas situações.

Peles que apresentam um grau avançado de acne, por exemplo, não devem ser submetidas a um procedimento de limpeza de pele profundo, principalmente quando existem espinhas inflamadas e amareladas, sob pena de piorar o quadro da acne e causar cicatrizes.

Em caso de problemas graves de acne, deverá ser consultado um dermatologista para ser indicado o tratamento mais adequado e, sendo caso disso, a prescrição de medicamentos. Além disso, a limpeza de pele é contraindicada para peles muito sensíveis, com alergia, rosácea ou descamação.

A limpeza de pele é também contraindicada para pessoas que estejam submeter-se a peelings químicos ou aplicação de cremes com ácidos.

Durante a gravidez, apesar de não ser contraindicada, é importante que ao submeter-se a este tipo de tratamento, o profissional utilize produtos mais suaves, realizando uma limpeza menos profunda.

Limpeza de pele profunda ou comum?

Apesar de serem procedimentos diferentes entre si, algumas pessoas não conhecem a diferença entre uma limpeza de pele profunda e uma limpeza comum:

  • A limpeza de pele profunda é um procedimento estético mais profundo que tem por objetivo remover as impurezas da pele e tratar lesões e inflamações da acne leve, por exemplo. Só deve ser realizada por profissionais especializados, como dermatologistas e esteticistas.
  • A limpeza de pele comum, trata-se de um procedimento feito em casa, no cuidado diário com a pele, com água micelar e um sabonete específico para o seu tipo de pele. Visa a remoção de resíduos comuns que se acumulam na pele, como por exemplo os resultantes do uso de maquilhagem.

É possível fazer limpeza de pele em casa?

Sim. Não obstante, importa referir que, regra geral, a limpeza de pele profunda apenas pode ser realizada em clínicas de estética ou dermatologistas especializados, dado serem necessárias técnicas e aparelhos específicos para retirar cravos e espinhas, sem causar infeções.

Todavia, é perfeitamente possível fazer uma limpeza de pele menos profunda em sua casa, apenas com o recurso a produtos cosméticos – nestas situações não há retirar cravos.

Passos para uma limpeza de pele em casa

  1. Lave o rosto com um sabonete indicado para o seu tipo de pele (dê preferência a sabonetes líquidos ou em gel);
  2. Em seguida, seque o rosto e liberte vapor de água para o rosto da seguinte forma: coloque água quente numa bacia e aproxime o rosto desta para receber o vapor, cobrindo a cabeça com uma toalha;
  3. Depois, faça uma esfoliação do rosto na região T (testa, nariz e queixo);
  4. Em seguida, use uma máscara facial indicada para o seu tipo de pele;
  5. Por fim, remova a máscara com água, ou uma toalha macia molhada, seque a pele suavemente e aplique um hidratante.

Que cuidados ter após a limpeza de pele?

Após realizar a limpeza de pele, é normal que a pele fique avermelhada e com algumas marcas que desaparecerão em alguns dias, justamente por isso, é  necessário ter alguns cuidados com a pele.

O principal cuidado passa por evitar uma exposição prolongada ao sol por, pelo menos, três dias, além de utilizar protetor solar.

Neste processo, é importante também, não utilizar cosméticos com ácidos ou muito gordurosos. Porém, deve-se manter os cuidados diários com a pele, lavando com sabonete e hidratando-a. Este procedimento deve ser repetido duas vezes ao dia.

Mitos e verdades sobre limpeza de pele

FraseVerdade ou mito?
“Todas as lesões provocadas pela acne podem ser removidas através de uma limpeza de pele.”Mito: nem todas as lesões da acne podem ser removidas durante a limpeza, como por exemplo as espinhas inflamadas, sob pena de causarem cicatrizes. Caso se trate de um tipo grave de acne, a limpeza de pele é contraindicada.
“Após a limpeza o rosto pode ficar dorido e vermelho.”Verdade: como o procedimento passa pela remoção dos cravos e espinhas leves, o rosto pode ficar mais sensível, avermelhado e dorido.
“As gestantes não podem fazer limpeza de pele.”Mito: As grávidas podem submeter-se a uma limpeza de pele, todavia, é recomendável que o profissional utilize produtos mais suaves (sem álcool ou parabeno).
“Os adolescentes podem submeter-se a este tratamento.”Verdade: como este é um procedimento que ajuda no controlo da oleosidade da pele, é possível ser realizado em qualquer idade, inclusive na puberdade.
“É importante fazer uma limpeza de pele periodicamente.”Verdade: a frequência da limpeza de pele varia de caso para caso. Para pessoas com pele oleosa é recomendado fazer a cada 30 dias, já para peles sensíveis e secas a cada 60 dias.
“Não me posso expor ao sol após a limpeza de pele.”Verdade: após o procedimento a pele fica mais sensível, com algumas marcas e um pouco vermelha. Porém, a exposição solar deve ser evitada, pelo menos, durante os três dias subsequentes.

Esperamos que o presente artigo lhe tenha sido útil!

A redação do trabalhador.pt