Estudar na Universidade do Minho: guia para quem acabou de chegar

Se te estás a preparar para ir de malas e bagagens para a Universidade do Minho, vamos aqui apresentar-te algumas dicas para melhor te adaptares e para potenciares a tua experiência enquanto estudante universitário.

A Universidade do Minho é uma instituição de ensino superior, cuja oferta educativa se estrutura em torno de licenciaturas, mestrados integrados, mestrados e doutoramentos. Encontra-se dividida em três pólos:

  • Campus de Gualtar, em Braga, onde estão situadas as Escolas de Ciências, de Direito, de Psicologia, de Enfermagem, de Medicina, ​os Institutos de Ciências Sociais e Humanas, de Educação e de Letras e Ciências Humanas, e também parte da Escola de Engenharia.
  • Campus de Azurém, Guimarães, que acolhe a maior parte das escolas de Engenharia bem como a Escola de Arquitetura;
  • Campus de Couros, em Guimarães, onde funcionam a Licenciatura em Teatro, Design de Produto, entre outras.

O que é comum aos pólos e às duas cidades?

1. Valores da Universidade do Minho

Braga e Guimarães sempre foram associadas a uma certa rivalidade – sobretudo no campo desportivo. Neste caso, ambos os campus da Universidade do Minho (em Braga e Guimarães) representam uma unidade e regem-se pelos mesmos valores e regras.

2. Espaços comuns à universidade

Cada campus da Universidade do Minho disponibiliza espaços comuns a todas as escolas:

  • Refeitório a funcionar no horário de almoço e ao jantar com várias opções alimentares;
  • Bares com serviço de refeição leve;
  • Biblioteca geral em cada campus;
  • Reprografias;
  • Livrarias.

3. Alojamento universitário

Relativamente ao alojamento, Braga tem duas residências universitárias, enquanto que a cidade de Guimarães tem uma. Se tiveres interesse em viver numa residência terás de te candidatar a uma vaga, no entanto, os alunos bolseiros têm prioridade no acesso ao alojamento. Caso cumpras os requisitos poderás dividir quarto com outro colega ou ter um quarto exclusivamente para ti. As residências têm disponíveis outras valências como refeitório, lavandaria self-service, salas de estudo, entre outras. O espírito de residência é muito apreciado por alguns estudantes e tens aqui uma excelente oportunidade para conhecer muitos alunos, vindos de todas as partes do país.

Se, pelo contrário, não conseguires vaga numa residência ou até nem quiseres, tens de ponderar alugar um quarto. A Universidade do Minho foi fundada em 1973, é uma das faculdades mais recentes do nosso país. O pólo de Braga foi construído um pouco afastado do centro e à sua volta foram criando espaço de habitação. Assim, tanto em Braga como em Guimarães existe bastante oferta no que aos quartos e apartamentos diz respeito e a preços acessíveis, em comparação a outras cidades universitárias.

Por último, podes optar pelo programa Avóspedagem, um projeto apoiado pela Universidade do Minho que consiste no alojamento de estudantes em habitações de seniores bracarenses. Neste caso, a Universidade suporta com algumas das despesas.

4. Receção ao caloiro

A Recepção ao Caloiro da Universidade do Minho acontece todos os anos no início do ano letivo e realiza-se no Multiusos de Guimarães. Tal como o nome indica, dão-se as boas-vindas aos alunos recém chegados, estes desfilam pelas ruas da cidade minhota carregados de latas, a Latada, e faz-se a festa, com artistas convidados e muita cerveja à mistura.

5. Enterro da Gata

A queima das fitas da Universidade do Minho denomina-se Enterro da Gata. A “gata” representa o insucesso escolar, que ninguém quer, e por isso, no início da semana de festividades, a “gata” morre e é velada ao longo de um desfile pelas ruas da cidade. Ao longo da semana existem vários momentos como a serenata, a missa de finalistas, a entrega das insígnias e muitos momentos de festa com inúmeros concertos e muita festa. Ao contrário da Recepção que acontece em Guimarães, o Enterro da Gata tem lugar no Estádio Municipal de Braga.

6. Atividades culturais

A Universidade do Minho dispõe de vários grupos culturais nas mais variadas áreas:

  • Associação Recreativa e Cultural da Universidade do Minho (ARCUM) – É um projeto cultural e recreativo que engloba vários grupos, entre eles: o Grupo de Música Popular da Universidade do Minho; Tuna Universitária do Minho; Grupo Folclórico da Universidade do Minho e Grupo de Fados de Coimbra da Universidade do Minho. O ARCUM organiza dois grandes eventos anuais: o FUMP, Festival Universitário de Música Popular e o FITU, Festival Internacional de Tunas Universitárias.
  • Coro Académico da Universidade do Minho (CAUM) – foi fundado em 1989 por professores e estudantes e desde então tem mantido uma atividade regular.
  • Associação de Percussão da Universidade do Minho (iPUM) – é dos grupos mais recentes, criado em 2008. Nasceu com o objetivo de promover a cultura e as tradições portuguesas através do uso da percussão e que incluísse gaitas de foles, danças tradicionais e artes circenses.

Estes são alguns exemplos dos muitos grupos culturais da Universidade do Minho. Se te consideras uma pessoa com mais aptência para o desporto, podes optar por uma (ou várias) das 70 modalidades desportivas que existem nas Instalações Desportivas da Universidade. Todos os anos existem eventos desportivos, um deles é o Troféu do Reitor, aberto a toda a comunidade estudantil e que promove a competição saudável.

Podes ainda fazer parte da Associação de Estudantes, cuja missão é olhar pelas necessidades dos estudantes. Organizam também eventos como exposições, concertos, sessões de teatro, entre outras. Está também encarregue de organizar o Enterro da Gata.

Campus da Universidade do Minho em Braga

O campus de Gualtar, da Universidade do Minho, fica localizado em Braga

1. Locais para estudar e, às vezes, fingires que estudas

Se gostas de estudar em cafés, tens em Braga algumas opções:

  • Maria Bolacha – tem várias pastelarias, uma delas mesmo à saída do campus. Aqui podes estudar, uma vez que o ambiente não é muito barulhento, podes trabalhar em grupo porque as mesas assim o permitem e ainda adoçar a boca.
  • Montalegrense – um espaço muito amplo, com muita luz e sempre acolhedor (nos dias mais quentes do ano este espaço é o teu melhor amigo porque a temperatura é climatizada).
  • Cereal World – abriu recentemente e os alunos têm sido atraídos pelo espaço, que lhes permite estudar mas também porque podem experimentar dezenas de espécies de cereais.
  • Spirito – naqueles dias de calor, estudar na esplanada da Spirito pode ser gratificante (mas comer um cupcake talvez seja mais). Encontra-se no centro da cidade, não deixes de ir.

Se, pelo contrário, gostas mais de sossego:

  • Podes dirigir-te a uma biblioteca da faculdade ou então à Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.
  • Livraria Centésima Página. É uma livraria mas tem cafetaria e um jardim onde se pode estar tranquilamente. Mesmo que não seja para estudar, não percas a oportunidade de conhecer este espaço.

2. Para a diversão noturna

Em Braga não faltam sítios para a diversão.

  • Stephane Bar e Carpe Noctem – dois bares nas imediações da Universidade muito visitados por estudantes. Seja pela esplanada para conviver durante o dia ou pela boa música e bom ambiente para aproveitar noite dentro.
  • Sardinha Biba – esta discoteca conta já com vários anos de atividade. É mais seletiva, mais requintada mas uma boa opção para noites mais calmas.
  • KeimÒdrumo – é uma discoteca a pensar mais nos estudantes, as grandes noites acontecem às quartas feiras porque é a noite académica. Por norma há transporte assegurado para a ida e o regresso. É diversão garantida.

3. Para almoçar ou jantar

  • Tasquinha Bracarense – aquele sítio com pão, sopa, prato, bebida, sobremesa e café por uma pechincha. Está localizado mesmo ao lado da faculdade.
  • Taberna Belga – enquanto estudante em Braga não podes deixar de visitar a Taberna Belga e comer uma francesinha.
  • McDonalds – sim, existe um mesmo ao lado da faculdade mas guarda esta opção só para dias mesmo excepcionais. Saúde acima de tudo, já basta a massa com atum quase todos os dias.

4. Para lazer

Braga é uma cidade jovem, no entanto, repleta de tradições numa aliança entre a História e a Religião. Em cada esquina de Braga descobres uma igreja, todas elas belas, e em todos os cantos um café ou restaurante moderno. É uma cidade asseada, segura e no geral maravilhosa para viver.

Podes visitar o Santuário do Sameiro ou fazer o escadório do Bom Jesus do Monte. Aproveita para conhecer a Braga Romana, um evento que se realiza todos os anos e pretende recriar o universo romano através das vestes, das danças e iguarias.

E não podes deixar passar o S. João de Braga, caso ainda não conheças.

Campus da Universidade do Minho em Guimarães

Os campus de Azurém e Couros, da Universidade do Minho, são em Guimarães

Se fores para Guimarães, estarás na cidade Berço de Portugal, uma cidade com uma história riquíssima.

1. Onde podes estudar

Em Guimarães podes optar por estudar em cafés como:

  • Café Concerto Centro Cultural Vila Flor – Perto da estação, tem um horário alargado e, por isso, é uma ótima opção para estudantes.
  • Casinha Boutique –  Existem vários e têm sempre um ambiente muito calmo e coisas boas para comer, desde as bolachas, aos gelados, passando pelos crepes salgados. Um bom spot para aquelas alturas em que tens de almoçar e estudar ao mesmo tempo.
  • Desgraça Café – tem um bom espaço junto ao pólo de Guimarães com bons snacks para qualquer hora.

Se prezas o silêncio, a Biblioteca Municipal Raúl Brandão, nunca desilude com o ambiente sossegado e pouco barulhento.

2. Para diversão e convívio

  • Poncha’s Madeira Bar – Um sítio irreverente e, como o nome indica, a poncha é a principal atração. Poderás no entanto provar os outros itens da ementa.
  • BA – O Bar Académico marca encontro às quartas feiras, noite académica e é o espaço ideal para descontrair. Os estudantes são os principais clientas mas como o nome indica, tem razão de ser.
  • Estúdio 544 – Uma discoteca recente com uma decoração incrível e funcionários muito atenciosos.
  • 4ever.bar – ambiente acolhedor para uma noite de diversão com amigos. O ritmo de eleição é afrolatinos, ideal para dançar.

3. Para almoçar ou jantar

  • Restaurante Snack Bar Buxa – no centro histórico, combina a cozinha tradicional com o empratamento mais cuidado e moderno. É referência na cidade.
  • Tio Júlio – aberto até há 1 hora da madrugada, é paragem obrigatória de muitos jovens para petiscar a horas mais tardias.

4. Para lazer

Em Guimarães tens algumas paragens obrigatórias. Uma delas é o castelo e próximo do castelo a Capela de São Miguel do Castelo, onde reza a lenda terá sido batizado o primeiro Rei de Portugal. Ponto seguinte é o Paço dos Duques de Bragança que neste momento é um museu. A praça de Santiago é o sítio certo para estar seja de tarde ou à noite, é o local mais jovem da cidade.

Em todas as ruas de Guimarães existe algo para descobrir. Se fores estudante nesta cidade, percorre-as todas, não ficarás desiludido.

No dia 29 de Novembro realiza-se o “Pinheiro”, uma festa nicolina onde podes ver um pinheiro a circular por Guimarães. É muito divertida e não podes deixar de ver. As Festas da Cidade ou Gualterianas constituem um dos principais cartazes turísticos de Guimarães com os concertos, animação de rua, feira de gado, entre outras atividades.

A Universidade do Minho é uma excelente opção. Não só por ser considerada uma ótima faculdade com uma excelente oferta educativa mas também porque Braga e Guimarães são cidades vizinhas, diferentes mas extremamente ricas culturalmente. E não te esqueças: se fores estudar para Braga, não deixes de visitar Guimarães e vice-versa.

Mariana Ledo

Uma eterna namorada da literatura, vibra com as pequenas notas que encontra nas páginas dos livros da biblioteca. Decidiu viver das palavras e por isso formou-se em Estudos Portugueses e Lusófonos, pela Universidade do Minho.