Polvilho doce: conheça este maravilhoso ingrediente!

Já alguma vez ouviu falar em polvilho doce? Ingrediente tipicamente brasileiro, o polvilho doce, também conhecido como fécula da mandioca, dá origem a várias receitas deliciosas – e este é apenas um dos motivos que faz com que mereça ser mais utilizado na nossa culinária.

Além de poder ser usado em várias receitas, este ingrediente é também um ótimo aliado de uma alimentação saudável, dado os inúmeros benefícios para a saúde.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o polvilho doce, as suas origens, benefícios e conhecer algumas receitas que vão incrementar o seu cardápio? Então continue a leitura deste artigo e surpreenda-se com tudo o que é possível fazer com este ingrediente delicado e versátil. Boa leitura!

Qual é a origem do polvilho doce?

O polvilho doce é proveniente da mandioca, planta tuberosa bastante consumida no Brasil. Esta raiz tão popular do outro lado do Atlântico chegou a ser eleita pela Organização das Nações Unidas (ONU), como o alimento do século XXI. A reverência mostra-nos a importância que a mandioca tem na alimentação dos brasileiros, visto ser um alimento abundante, nutritivo e, principalmente, muito acessível.

A extração do polvilho doce depende de um processo demorado, que começa com a mandioca sendo amassada até se transformar numa pasta à base de amido, nomeadamente, a fécula. Depois desta etapa, a fécula é desidratada até que atinja a consistência de um fino pó branco – isto é, o polvilho doce, principal ingrediente usado no confeção do famoso pão de queijo e tantas outras receitas.

Existe também o polvilho azedo que, embora passe por um processo industrial muito semelhante ao do polvilho doce, difere deste no teor da acidez, visto que é submetido à fermentação durante o seu fabrico. Por isso, estes dois ingredientes possuem um sabor e aroma distintos, e reagem de forma diferente quando adicionados a uma receita. Com o polvilho azedo, é também possível fazer pão de queijo – embora com um sabor mais marcante -, pão e tapioca.

Quais os benefícios do polvilho doce?

Como referido, o polvilho doce é um dos derivados da mandioca, alimento bastante nutritivo, visto ser fonte de substâncias preciosas, entre elas, dois tipos de hidrato de carbono, nomeadamente a amilopectina e a amilose. Esta dupla faz com que a glicose seja libertada mais lentamente para o organismo, evitando assim picos de açúcar no sangue. Graças a esse efeito, o pâncreas é poupado a “trabalhos exaustivos”, reduzindo o risco de diabetes tipo 2. Ademais, tanto a mandioca quanto os seus derivados – ricos em amido e fibras – conferem uma sensação de saciedade prolongada, ajudando, inclusive, na perda de peso.

E não fica por aí! O polvilho doce contém vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B3 e potássio. É um ingrediente livre de glúten e gorduras, por esse motivo pode ser consumido por pessoas portadoras da doença celíaca ou que seguem uma dieta  sem glúten. Além disso, é muito utilizado na preparação de receitas light, que podem substituir receitas preparadas com a farinha branca, item que, por ser pobre em nutrientes, está associado a problemas como a obesidade, inflamações, problemas digestivos, etc.

Receitas à base de polvilho doce

Como já referimos, com o polvilho doce é possível preparar várias receitas saborosas, como o pão de queijo, massa para pizza, bolos, biscoitos, tapioca e muito mais! Conheça agora algumas receitas com polvilho doce para fazer em casa e descobrir toda a versatilidade deste ingrediente que tem tudo para conquistar o coração (e o estômago) dos portugueses.

Pão de queijo

Ingredientes:

  • 1 chávena (chá) ou 240 ml de óleo;
  • 1 chávena (chá) ou 240 ml de água;
  • 1 chávena (chá) ou 240 ml de leite;
  • 2 colheres (sopa) de sal;
  • 1 kg de polvilho doce;
  • 3 a 4 ovos;
  • 300 g ou 3 chávenas (chá) de queijo flamengo ralado;
  • 100 g ou 1 chávena (chá) e meia de queijo parmesão ralado.

Modo de preparação:

  1. Numa panela, coloque 1 chávena (chá) de óleo, 1 chávena (chá) de água, 1 chávena (chá) de leite e 2 colheres (sopa) de sal;
  2. Misture e aqueça em lume médio até ferver;
  3. Num recipiente, coloque 1 kg de polvilho doce, faça um buraco no meio do polvilho e despeje a mistura de leite a ferver;
  4. Com uma colher, misture rapidamente o leite quente no polvilho até escaldar completamente;
  5. Adicione, aos poucos, de 3 a 4 ovos e misture;
  6. Junte 300 g de queijo flamengo e 100 g de queijo parmesão ralados no ralo fino, e vá misturando até incorporar todos os ingredientes e a massa ficar lisa;
  7. Com o auxílio de uma colher, pegue em pequenas porções de massa, faça bolinhas e coloque no forno. Neste ponto da receita, se preferir, poderá guardar os pães de queijo em pequenos sacos e levar ao congelador;
  8. Coloque em forno médio preaquecido a 200ºC por cerca de 30 minutos ou até dourar;
  9. Retire do forno e sirva em seguida.

Biscoitos de polvilho

Ingredientes:

  • 5 colheres (sopa) de óleo;
  • 12 colheres (sopa) de água;
  • 1 e 1/2 chávena (chá) de polvilho doce;
  • 1/2 chávena (chá) de queijo flamengo curado ralado;
  • 3 ovos;
  • Óleo para untar.

Modo de preparação:

  1. Numa panela, leve o óleo e a água a lume médio até levantar fervura;
  2. Despeje o polvilho doce de uma vez só, mexendo vigorosamente;
  3. Adicione o queijo e os ovos, um a um, mexendo sempre. Quando a massa estiver uniforme, retire do lume;
  4. Coloque num saco de confeitar com o bico da sua preferência e faça os biscoitos em formato de tirinhas, bolinhas ou argolas, diretamente num tabuleiro grande untado;
  5. Leve ao forno médio, preaquecido, por 20 minutos ou até que os biscoitos estejam assados, porém claros;
  6. Retire do forno, espere que arrefeçam e sirva.

Pão de polvilho doce

Ingredientes:

  • 1 chávena (chá) de farinha de trigo;
  • 1 chávena (chá) de polvilho doce;
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó;
  • 3 ovos;
  • 1 chávena (chá) de leite morno;
  • 1/2 chávena (chá) de azeite extra virgem;
  • 1 colher (chá) de sal;
  • Margarina e farinha de trigo para untar e enfarinhar.

Modo de preparação:

  • Numa tigela, misture a farinha, o polvilho e o fermento;
  • No liquidificador, bata os ovos, o leite, o azeite e o sal. Junte à mistura anterior, mexendo até ficar homogéneo;
  • Transfira para uma forma de bolo inglês de tamanho médio, untado e enfarinhado, e leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por 35 minutos ou até dourar;
  • Deixe arrefecer, desenforme e sirva.

Tapioca

Esta preparação, tipicamente brasileira, é uma opção rápida e completa para o pequeno almoço. Preparada a partir do polvilho doce, permite os mais diversos recheios doces e salgados, entre eles, chocolate, queijo, carnes, banana, doce de leite e muitos outros. Por não ter glúten e gorduras, é uma ótima alternativa ao pão feito a partir da farinha branca, visto ser mais nutritiva e mais saudável, ideal para integrar na sua dieta – desde que o recheio seja igualmente light, claro.

Descubra agora como preparar a base da tapioca:

Ingredientes (2 porções):

  • 1 chávena (chá) polvilho doce;
  • Sal a gosto;
  • Água para hidratar o polvilho.

Modo de preparação:

  1. Num recipiente, coloque o polvilho doce e adicione água até o cobrir;
  2. Coloque o sal a gosto e mexa. Deixe a mistura descansar por três horas;
  3. Retire a água, coloque um pano limpo em cima do polvilho já hidratado e deixe-o descansar por mais 1 hora, para que absorva a humidade;
  4. Desfaça as bolinhas de polvilho com uma colher e passe-as por uma peneira;
  5. Numa frigideira antiaderente, adicione o polvilho, moldando a tapioca de acordo com o fundo da panela (formato arredondado);
  6. Deixe em lume baixo até dourar e, em seguida, vire-a para o outro lado, como se fosse uma panqueca;
  7. Retire do lume e recheie com os ingredientes da sua preferência.

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)