Raças de cães pequenos: qual a que melhor se adequa a si?

Os cães são animais de companhia amorosos e fiéis companheiros. Seja ou não um aficionado por cães, não há propriamente como negar que as raças de cães pequenos são particularmente fofas.

Algumas raças de cães pequenos são mais conhecidas do que outras, mas todos os cães pequenos têm as suas próprias características. Alguns têm personalidade forte, talvez até um pouco agressiva. Outros, apesar do tamanho, podem precisar de mais espaço para viver bem, podendo um apartamento não ter o espaço necessário

Por isso, antes de decidir adotar um cão, o ideal é pesquisar um pouco sobre cada raça. Desta maneira, entenderá melhor as necessidades e características específicas de cada uma.

As raças de cães pequenos mais populares

Se as raças de cães pequenos são as que lhe despertam maior atenção, então acreditamos que este artigo lhe pode ser útil. Garantimos que o vai ajudar a decidir qual a raça canina que melhor combina com consigo.

1. Chihuahua

Chihuahua

Os chihuahuas são considerados uma das raças de cães pequenos de menor dimensão. O seu peso dificilmente ultrapassa os 3 kgs e têm uma esperança média de vida de entre 14 a 18 anos.

Este cão pequeno gosta de atenção e é extremamente leal. Justamente por isso os chihuahuas são excelentes companheiros. São cães ativos e gostam de estar sempre se movimentando e gastando bastante energia (o que pode ser feito dentro de casa, sem problema algum).

Apesar da fama, os chihuahuas são bons animais de estimação caso sejam tratados com amor, carinho e respeito. No geral, só são agressivos quando se sentem ameaçados ou sentem que seus donos estão em perigo.

Como muitas raças de cães pequenos, podem ser mais propensos a latir do que alguns cães de grande porte. Podem também tentar dominar seus donos e ser um tanto ao quanto temperamentais.

Em relação aos cuidados, as variedades de pêlo curto precisam de cuidados mínimos, como escovar os pelos de vez em quando. Já os chihuahuas de pêlo mais longo precisam ser escovados mais regularmente (todas as semanas) e, de tempos em tempos, precisam de uma tosquia.

CaracterísticasValores
Requisitos de exercício20 minutos/dia
Nível de energiaAlto
Expectativa de vida14 a 18 anos
Tendência para se babaremBaixa
Tendência para roncaremMédia a alta
Tendência para ladrarMédia a alta
Tendência para cavarBaixa
Necessidade de atençãoAlta

2. Poodle toy

Poodle toy

O poodle toy é uma versão miniatura do poodle comum e vive entre 14 e 18 anos. Esta é uma das raças de cães pequenos mais inteligentes e mais facilmente treináveis ​. O poodle toy é um cão que presta muita atenção ao dono, aprende rapidamente e reage bem a métodos de treino positivo.

Este cão de pequeno porte também precisa sempre de algum tipo de estímulo mental para ser feliz. Algumas pequenas atividades alegram o poodle toy, como, por exemplo, jogar às escondidas ou atirar objetos para os irem buscar

Outro ponto importante é que essa variedade de poodle precisa de bastante companhia com frequência, dado tender a sofrer de ansiedade quando está longe do ser humano.

Regra geral, os poodle toys dão-se bem com outros cães e precisam de ter o pelo cortado com alguma frequência. Uma característica positiva é que o pelo desta raça de cão pequeno é hipoalergênico (não provoca tantas alergias).

O poodle toy é uma ótima raça de cão de pequeno porto para quem sempre quis um cão mas não tem muito espaço em casa (quem vive num apartamento, por exemplo) e tem tendência a sofrer com alergias.

CaracterísticasValores
Requisitos de exercício40 minutos/dia
Nível de energiaAlto
Expectativa de vida10 a 14 anos
Tendência para se babaremBaixa
Tendência para roncaremBaixa
Tendência para ladrarMédia
Tendência para cavarBaixa
Necessidade de atençãoAlta

3. Pug

Pug

O rosto achatado e os olhos esbugalhados são características inconfundíveis dos pugs. Esta raça de cães pequenos adoram ser o centro das atenções, são brincalhões e muito amorosos.

Esta é uma raça que vive entre 12 e 15 anos, quando em ambiente propício. Por conta da sua estrutura, os pugs não se dão bem em climas muito quentes ou muito frios. Regra geral, quando treinados e bem socializados, estes cães de pequeno porte dão-se bem com outros animais e crianças.

Apesar de não ser muito peludo, os pugs soltam muito pelo. Por isso, precisam de ser escovados com alguma frequência. É ideal também que o dono passe um pano húmido nas dobras da pele para remover o excesso de sujidade que possa lá estar acumulada.

CaracterísticasValores
Requisitos de exercício20 minutos/dia
Nível de energiaMédio
Expectativa de vida12 a 15 anos
Tendência para se babaremBaixa
Tendência para roncaremAlta
Tendência para ladrarMédia
Tendência para cavarBaixa
Necessidade de atençãoAlta

4. Corgi

Corgi

Existem dois tipos de corgi: os cardigan welsh e os pembroke welsh. A grande diferença é que a variedade pembroke welsh não possui rabo, apresentado também traços de personalidade um pouco distintos.

Os corgis cardigans costumam ser animais de companhia um pouco reservados com estranhos, mas adoram divertir-se quando se “abrem”. Já os pembroke welsh são mais extrovertidos. No geral, os corgis ladram, mas não chegam a incomodar com latidos excessivos.

Os cães da raça corgi vivem em torno de 10 anos e são extremamente companheiros e carinhosos. É preciso ter alguns cuidados com a dieta deste cão de pequeno porte, porque caso engorde, podem ter sérios problemas na coluna.

Os corgis geralmente são bons animais com crianças, mas precisam ser bem socializados e bem treinados. Referir também que costumam dar-se bem com outros cães quando expostos e socializados desde cedo.

CaracterísticasValores
Requisitos de exercício20 a 40 minutos/dia
Nível de energiaMédio
Expectativa de vida10 a 12 anos
Tendência para se babaremBaixa
Tendência para roncaremBaixa
Tendência para ladrarAlta
Tendência para cavarBaixa
Necessidade de atençãoAlta

5. Dachshund

Dachsund

Apesar do seu tamanho, os dachshunds são conhecidos pela natureza corajosa, não tendo medo de enfrentar animais de muito maior porte do que eles. Os dachshunds vivem em torno dos 12 anos e são muito carinhosos e leais. Adoram brincar, mas podem ser agressivos com estranhos e outros cães.

Os dachshunds são bons com crianças quando bem tratados, mas podem ser um pouco difíceis de treinar. Como foram criados para serem caçadores, esta raça de cão pequeno gosta muito de cavar e precisam de bastante espaço ao ar livre para se sentirem felizes e gastarem energia, não sendo um bom cão para apartamento.

É uma raça que tende a latir bastante e se não gasta energia, pode acabar por danificar móveis e outros objetos dentro de casa. Os dachshunds são propensos a problemas de coluna e, por esse motivo, o ideal é que a sua casa não tenha muitas escadas ou degraus.

Dependendo do tamanho do pelo, o dachshund precisa ser escovado com mais frequência que o habitual. Ainda neste âmbito, referir que é também importante que as suas orelhas sejam limpas pelo menos uma vez ao mês.

CaracterísticasValores
Requisitos de exercício20 a 40 minutos/dia
Nível de energiaAlto
Expectativa de vida12 a 14 anos
Tendência para se babaremBaixa
Tendência para roncaremBaixa
Tendência para ladrarAlta
Tendência para cavarAlta
Necessidade de atençãoMédia

6. Bulldog francês

Bulldog francês

Embora pareça apenas uma miniatura do bulldog comum, não é esse o caso. O bulldog francês tem características físicas distintas, como as “orelhas de morcego” e uma estrutura óssea do rosto um pouco mais achatada.

O bulldog francês é uma raça de cão de pequeno porte com uma personalidade bastante amigável e com alguma necessidade de atenção. É um cão perfeito para quem mora sozinho, já que com mais pessoas, existe uma maior probabilidade de tentar competir pela atenção de seu dono.

À semelhança de outras raças de cães pequenos, o bulldog francês adapta-se bem à qualquer residência e, embora não seja a companhia ideial para grandes corridas pelo parque (em virtude de alguns problemas respiratórios), gosta de dar longas caminhadas.

O bulldog francês apresenta um pelo fácil de manter limpo, necessitando de pouca escovação, no entanto, tal como os pugs, precisam que as dobras da pele sejam higienizadas com frequência.

CaracterísticasValores
Requisitos de exercício20 minutos/dia
Nível de energiaMédio
Expectativa de vida9 a 11 anos
Tendência para se babaremAlta
Tendência para roncaremAlta
Tendência para ladrarMédia
Tendência para cavarBaixa
Necessidade de atençãoMédia

Qual a raça de cães pequenos mais indicada?

Embora nos deparemos muitas vezes com a pergunta “qual as melhores raças de cães pequenos?” a verdade é que nenhuma raça canina é melhor que as outras, a única coisa que as distingue são diferentes características e personalidades.

Agora que já conhece quais as seis raças de cães pequenos mais populares e descobriu um pouco sobre as suas personalidades e necessidades, acreditamos que facilmente descobrirá qual a raça de cão de pequeno porte que melhor se adequa a si e ao espaço que dispõe.

Lembre-se de que os cães precisam de atenção, cuidado, treino e amor, as raças de cães pequenos não são exceção. Adotar um cão deve ser um ato levado a sério, pois exige responsabilidade e comprometimento. Mas garantimos que, independente da raça de cão pequeno que escolher, não há nada melhor do que ter um animal de companhia.

A redação do trabalhador.pt