Regras do basquete: conheça os principais fundamentos

Desporto que atrai milhares de pessoas ao redor do globo, o basquetebol ou basquete, como é também conhecido, é um jogo conhecido por ser dinâmico, rápido e passível de ser praticado em todas as estações do ano.

Ademais, uma das suas principais características é o fair play, ou seja, nele deve prevalecer o jogo justo e limpo, por isso, o contato violento entre os seus participantes, entre outras tentativas de obter vantagem de forma desleal, é terminantemente proibido.

Se gosta de desportos coletivos em que o espírito desportivo é levado a sério, então vai-se certamente interessar em conhecer as regras do basquete, acompanhe!

Um pouco sobre a história do basquetebol

Antes de falarmos sobre as regras do basquete, que tal conhecer um pouco mais sobre a história deste desporto democrático e popular? Criado em 1891 pelo professor canadiano James Naismith (1861-1940), o basquetebol surgiu como uma opção de lazer para os alunos da Associação Cristã para os Jovens (YMCA) de Springfield, Massachusetts. Naismith procurava um desporto que não fosse tão violento quanto os tradicionais rugby e futebol americano e que pudesse ser praticado dentro do ginásio por conta do inverno rigoroso e da chuva no norte dos Estados Unidos da América.

Assim, motivado por essas nobres razões, conseguiu criar uma modalidade que até os dias de hoje continua relevante – após mais de 130 anos após a sua invenção, o basquetebol é praticado em pelo menos 217 países – e conquista todos os dias adeptos em todo o mundo!

Certamente o seu criador jamais imaginaria que o desporto que idealizou se tornaria um sucesso absoluto, capaz de levar milhares de espectadores aos estádios, atrair patrocínios milionários e transformar os seus jogadores em verdadeiras celebridades internacionais.

Evolução do basquetebol

No entanto, o basquetebol tal e qual o conhecemos hoje é uma evolução do desporto, que começou de forma quase rudimentar, dadas as inúmeras limitações técnicas à época da sua criação. Para se ter uma ideia, o primeiro jogo foi realizado com uma bola de futebol, e o modelo de cesta possuía um fundo – o que obrigava os atletas a subirem numa escada para recuperarem a bola a cada ponto conquistado. Não obstante, não demorou para que o fundo da cesta fosse removido, o que garantiu muito mais agilidade ao basquete.

No que respeita às regras do basquete, foram definidos treze fundamentos básicos pelo professor Naismith; no entanto, atualmente muita coisa está diferente dos preceitos originais, mas o princípio da bola ao cesto permanece, afinal, o objetivo é colocar a bola no cesto do adversário, bem como não permitir que pontuem no seu cesto. Alternando entre ataque e defesa, vence a equipa que fizer mais pontos durante o tempo de jogo. Adiante falaremos de maneira pormenorizada sobre o assunto.

Principais regras do basquete

Como referido a base do desporto manteve-se sempre, no entanto, algumas regras do basquete foram alteradas. Por exemplo, nos treze fundamentos não era permitido ao jogador bater com a bola no chão para fazer dribles, e a cada três faltas do mesmo atleta da equipa era considerado ponto para a equipa adversária.

Felizmente, as regras do basquete evoluíram e fizeram com que esse desporto se tornasse mais interessante para o público. Vamos conhecê-las melhor, confira.

a) Dimensões da quadra

A quadra de basquete tem um formato retangular e medidas oficiais de vinte e oito metros de comprimento por quinze de largura. As linhas centrais são traçadas paralelamente às linhas de fundo e no centro está inscrito um círculo com cento e oitenta centímetros de raio. É a partir dele que tem início a partida.

A zona de cesto de três pontos é traçada trazendo como referência o ponto central do aro até seis metros e vinte e cinco centímetros para cada lado. A partir dessa medida, os cestos passam a valer três pontos.

b) Número de jogadores

As regras do basquete preconizam que cada equipa deve ser formada por 5 atletas, ou seja, em quadra, são dez jogadores disputando a vitória. Além desses jogadores, cada equipa deve ter no mínimo 3 e no máximo 7 atletas no banco de reservas.

c) Posições dos jogadores

Os atletas dividem-se em três posições: armador, ala e pivô, sendo que a generalidade das equipas joga com um pivô, dois armadores e dois alas. Conheça infra as características de cada uma dessas funções:

  • Armador – considerado o líder, o grande articulador da equipa, o armador é responsável por organizar as jogadas e distribuir o jogo, procurando as melhores formas de ir ao ataque.
  • Ala – cabe ao ala funções muito parecidas com à do armador, todavia, é da sua responsabilidade também impedir contra-ataques adversários e disputar os ressaltos.
  • Pivô – de acordo com as regras do basquete, o pivô é o jogador que está posicionado próximo à cesta, todavia, as suas funções não se resumem a fazer pontos. É dele a responsabilidade de atrair a marcação para que outros atletas se infiltrem na área adversária para fazer cestos, ademais, deve impedir a progressão do armador da equipa adversária.

d) Duração de uma partida de basquetebol

Uma das principais características do basquetebol é a agilidade, por isso, cada segundo é precioso! A partida tem a duração corrida de 40 minutos, sendo este tempo dividido em 4 partes, cada uma com 10 minutos.

Não obstante, é comum que os jogos excedam esse tempo, afinal, todas as vezes que a bola para ou sai de jogo, o cronómetro é pausado. Outro ponto interessante é que podem ser computados pontos para uma equipa com o cronómetro zerado: sempre que um jogador fizer um lançamento faltando um segundo para o fim da partida, enquanto a bola estiver na sua trajetória, a pontuação ainda está a valer. Por isso, são muito famosos os cestos históricos e inacreditáveis que ficaram marcados na história deste desporto tão emocionante.

e) Início da partida

No início do jogo, o árbitro lança a bola para o ar, dentro do círculo do meio campo. Nesse momento, um atleta de cada equipa salta para disputar a posse da bola e assim começar a partida.

f) Pontuação

Nas regras do basquete, sempre que o jogador consegue acertar no cesto a pontuação do basquete é computada e dividida de acordo com a distância do lançamento. Quando realizados fora do grande círculo, isto é, atrás de 6,25 metros, os lançamentos valem 3 pontos. Se pontuados dentro do grande círculo, 2 pontos são somados ao placar. Há também o chamado lance livre, que vale apenas um ponto e deve ser realizado no “garrafão” – área específica de formato retangular abaixo do cesto.

g) Falta

Como referido, as regras do basquete não admitem contacto físico, no entanto, se isso acontecer entre os jogadores de equipas adversárias, seja intencionalmente ou não, o toque é considerado falta. A defesa deve manter os braços para cima ou para baixo, e caso esteja com os braços abertos lateralmente e o atacante encoste neles, é marcada falta da defesa.

Se a falta acontecer durante uma troca de passes ou qualquer situação que não seja a de lançamento, a equipa que sofreu a falta cobra uma lateral a seu favor. Todavia, se a falta impedir um lançamento, é dada à equipa que a sofreu o direito a cobrança de 2 lances livres.

h) Punições

As regras do basquete deixam claro que um jogador pode ser expulso da partida, o que acontece em casos de infrações – sejam convencionais (quando advêm de contato físico) ou técnicas (resultado de atos de indisciplina ou insubordinação do atleta em quadra).

Cada jogador pode cometer até quatro faltas não técnicas no jogo, e por isso, na quinta falta será expulso da quadra. Mas quando o assunto é faltas técnicas, a tolerância é menor: neste tipo de punição, com apenas duas advertências o jogador pode ser eliminado da partida. Importante referir que, ao contrário de outros desportos, no basquetebol, quando um atleta é expulso, este poderá ser substituído por outro jogador.

i) Lance livre

O lance livre, de acordo com as regras do basquete, é marcado na decorrência de faltas em três situações distintas. A saber:

  1. se o atleta que sofreu a falta conseguir converter o lançamento, então terá direito a um lance livre;
  2. se a falta tiver impedido o jogador de fazer encestar a bola, este terá o direito a dois lances livres;
  3. se o lançamento que deu origem à falta era de três pontos, então a equipa terá direito a três lances livres.

j) Reposição de bola

Depois de um cesto, o jogo recomeça na linha de fundo da quadra e a posse de bola é da equipa que sofreu o ponto contra. Após a falta, o jogo recomeça na lateral da quadra.

l) Passos

As regras do basquetebol permitem apenas dois passos do atleta quando este tem a bola na mão. Ultrapassado o limite, é necessário que o jogador passe a bola para outro da sua equipa ou a lance.

m) Regra dos segundos

Existem várias regras do basquete que são classificadas por segundos. Conheça as principais:

  1. regra dos três segundos: se não estiver com a bola na mão, o atleta não pode ficar mais do que três segundos dentro do “garrafão”;
  2. regra dos cinco segundos: o jogador pode ter até cinco segundos de tempo de contato com a bola;
  3. regra dos oito segundos: este é o tempo limite para a equipa que estiver com a posse de bola na defesa avançar com o objeto para o ataque;
  4. regra dos vinte e quatro segundos: segundo as regras do basquete, este é o tempo limite que a equipa tem para lançar a bola na cesta.

n) Empate

Ao contrário do futebol, por exemplo, um jogo de basquete nunca acaba empatado. Caso isso aconteça, são adicionados 5 minutos para um eventual desempate, e assim sucessivamente até que uma das equipas vença.

Dados sobre o basquetebol em Portugal

Se o basquetebol conquistou milhares de adeptos em todo o mundo, em Portugal não seria diferente. Confira infra os principais factos e dados deste desporto em nosso país:

  • Atualmente, o basquetebol é o segundo desporto que mais praticantes tem em Portugal, perdendo apenas para o futebol. Foi introduzido por aqui em 1913, pelo professor de Educação Física suíço Rodolfo Horney, que exerceu a sua atividade em Lisboa durante 12 anos.
  • A primeira prova inter-regional de basquete foi realizada em 1922, entre Lisboa, Porto e Coimbra, sendo esta última a vencedora. Cinco anos depois, em 1927 foi fundada a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB), na cidade do Porto. Já o primeiro Campeonato Português de Basquetebol foi disputado em 1932/1933, cujo vencedor foi o Sport Clube Conimbricense.
  • Em 1932 foi fundada a Federação Internacional de Basquetebol, sendo Portugal um dos oito países fundadores.
  • O primeiro encontro de basquetebol feminino ocorre em 1934. Nesse mesmo ano a FPB passa a sua sede para Lisboa, por intervenção da Confederação Portuguesa de Desportos.
  • A primeira Taça de Portugal, até 1953/54 designada Taça de Honra, foi disputada em 1943/1944, sendo vencida pelo Atlético Clube de Portugal.
  • A Liga Portuguesa de Basquetebol é a principal divisão do basquetebol de Portugal. É organizada pela Federação Portuguesa de Basquetebol, entidade referência no país.

Curiosidades sobre o basquetebol

Agora que já conhece as regras do basquete, a sua história e dados relevantes do desporto em Portugal, que tal conhecer algumas curiosidades acerca desta modalidade? Acompanhe!

  • Os primeiros aros de basquetebol eram, na verdade, cestos para pêssegos com o fundo intacto. As primeiras cestas com correntes passaram a ser usadas no início do século XXI.
  • As primeiras cestas de basquete eram pregadas na varanda do mezanino da quadra. Todavia, os espectadores na varanda continuamente a interferir nos lançamentos, o que levou à invenção da tabela.
  • Os Estados Unidos da América são o berço do basquetebol, onde é disputada a liga mais famosa e com os melhores jogadores do mundo, a NBA. No entanto, a federação internacional que regula o desporto é a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) e, por mais estranho que isso possa parecer, existem diferenças entre as regras do basquete para essas duas instituições. Não obstante, essas diferenças não chegam a interferir na dinâmica geral do jogo, visto que as adaptações do basquetebol norte-americano foram feitas para dar mais emoção e dinâmica aos jogos – o que atrai mais público e patrocínio.
  • Nenhum outro desporto apresenta mais lesões do que o basquete, sendo que a lesão mais comum nesse jogo costuma ser entorse no tornozelo.
  • O romeno Gheorghe Mureşan, com 2,31 m de altura, é o jogador mais alto que já jogou na NBA. Já o título de jogador mais baixo a jogar na liga vai para o norte-americano Tyrone Curtis “Muggsy” Bogues, com apenas 1,60 m.

O que achou das regras do basquetebol? Como são relativamente simples, fica mais fácil reunir os amigos para disputar uma partida deste jogo que, além de muito dinâmico, pode ser bastante divertido. Se também gosta de se arriscar em outras modalidades, vai gostar de ler o nosso artigo sobre as regras do voleibol. O que importa é manter-se sempre ativo e saudável, por isso, pratique desporto e tenha uma vida mais leve!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)