Ruído branco: o que é, principais benefícios e como o utilizar

Conversa animada, música alta, ronco, buzinas, latidos de cães… estes são barulhos que perturbam o seu sono ou atrapalham a sua concentração durante a realização de alguma tarefa? Se sim, provavelmente adoraria eliminar todos os estímulos sonoros que lhe deixam inquieto e que o atrapalham a manter o foco, não é mesmo? Pois bem, existe uma maneira simples de amenizar o desconforto causado por ruídos externos – para isto, basta trocar os sons irritantes por outro tipo de ruído, mas que, ao contrário do que pode imaginar, não causam qualquer stress, mas sim, bem-estar e tranquilidade.

Estamos a falar do ruído branco, um artifício bastante comum, mas cujos efeitos são supereficientes, impactando diretamente a saúde do seu sono e, claro, na sua qualidade de vida. Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue a leitura deste artigo e conheça todos os detalhes acerca desse interessante tema.

O que é o ruído branco?

Chamamos de ruído branco qualquer som constante que tenha a capacidade de abafar barulhos externos, como os mencionados no início deste artigo. Em termos técnicos, trata-se de um sinal sonoro com todas as frequências na mesma potência, isto é, nenhuma delas sobressai – por isso só pode ser gerado eletronicamente, tal e qual uma barreira de ondas sonoras.

Ao contrário do ruído rosa e do ruído castanho, respetivamente representados pelos sons da chuva e de uma cascata ao longe, por exemplo, o ruído branco não é natural, além de ser bem mais forte e amplo – daí ser perfeito para esconder outros sons.

Atualmente, vem sendo largamente utilizado em salas de espera de hospitais e clínicas médicas com o intuito de tranquilizar pacientes, objetivo atingido em virtude do seu efeito relaxante. O mesmo “truque” tem sido também utilizado com recém-nascidos, que aparentemente dormem melhor quando “embalados” pelo ruído branco.

Como é que o ruído branco atua sobre o cérebro?

Ainda não existem dados científicos robustos que comprovem a eficácia do ruído branco – todavia, teoricamente, esse tipo de som faz com que o nível máximo da audição seja atingido. Isso significa que outros estímulos, mesmo que intensos, não teriam a capacidade de ativar o córtex cerebral, camada externa do nosso cérebro rica em neurónios e responsável pelo processamento neuronal mais sofisticado e distinto.

Importante referir que, durante o sono, a audição é o único sentido ainda ativo, por esse motivo, o ruído branco poderia estimular o repouso durante o tempo de descanso, dada a sua capacidade de abafar tudo que acontece em nosso redor. Em bebés, os investigadores têm observado que a exposição ao som faz com que estes se sintam seguros e protegidos, pois o chiado é muito similar àqueles que ouviam ainda no ventre da mãe – como a respiração, as batidas do coração, os sons do sangue a correr nas veias, entre outros.

Existe relação entre o sono e o ruído branco?

Ao que tudo indica, sim, pois o ruído branco tem a capacidade de acalmar o cérebro ao neutralizar os sons que prejudicam o sono (estímulos auditivos intensos ativam o córtex e interrompem o descanso). Funcionam, portanto, como uma barreira protetora contra outros sons. Dessa forma, podem ser muito úteis para aqueles que acordam facilmente a meio da noite por causa de barulhos inconvenientes.

Dormir, como é sabido, é consequência de um estado de relaxamento, e os ruídos brancos ajudam a proporcionar essa sensação. Ademais, é por isso que muitas pessoas dormem mais rápido enquanto estão a ver televisão ou quando expostos ao barulho das ondas do mar e da chuva a cair, por exemplo.

O ruído branco pode ajudar no tratamento da insónia?

Quem sofre de insónia, condição caracterizada pela dificuldade de adormecer e manter-se adormecido ao longo da noite, via de regra, apresenta cansaço extremo no dia seguinte e irritabilidade, o que impacta diretamente na produtividade no trabalho e nas relações interpessoais. No entanto, o ruído branco pode apresentar efeitos positivos nesses casos, uma vez que promove um estado de relaxamento e inibe sons externos que eventualmente possam atrapalhar ainda mais a pessoa insone.

Não obstante, devem ser aditados outros cuidados durante a noite por quem sofre de insónia, entre os principais:

  • preparar um lugar aconchegante: uma cama macia, com roupa de cama limpa e almofadas confortáveis são certamente um convite ao sono. Permita-se sentir este prazer;
  • ajustar a luminosidade do quarto: diminua a intensidade da luz e evite a luz azul emitida por ecrãs de televisão e smartphones. Prepare o seu corpo para entrar no modo de “relaxamento”;
  • livre-se de barulhos e outros estímulos que possam atrapalhar o sono, como o som das notificações do telemóvel (durante a noite, o mais recomendado é que ative o modo avião);
  • ajustar a temperatura, para que não sinta frio ou calor em demasia.

Existem casos, inclusive, em que essas medidas são suficientes para o tratamento da insónia, não sendo necessário, portanto, tratamentos medicamentosos. Nos demais casos, em que é imprescindível o acompanhamento médico e uso de fármacos específicos, o ruído branco poderá ser utilizado como estratégia complementar de tratamento.

Faça um teste hoje mesmo e tente notar a forma como o seu corpo reage ao ruído branco. Para isso, basta ligar o ventilador, aquecedor ou ar-condicionado, principais geradores do ruído branco (principalmente se não tem o privilégio de morar perto de uma cascata ou da praia, sons naturais que propiciam um estado de relaxamento incomparável!). Caso não disponha dos eletrodomésticos mencionados, poderá sempre recorrer a alternativas, tais como:

  • YouTube – na plataforma de vídeos mais visitada do mundo o utilizador encontra de tudo, inclusive, um vasto acervo de vídeos com ruídos brancos. Basta procurar por sons de chuva, cascata, ventilador, entre outros tipos de sons que o ajudarão a relaxar.
  • Archive.org – para otimizar a pesquisa neste site que disponibiliza imagens, textos e áudios, os termos da pesquisa devem ser escritos em inglês, pois só assim conseguirá encontrar os melhores resultados. Importante referir que o archive.org dispõe de uma biblioteca com 7.500 resultados para a pesquisa por “white noise”.
  • SimplyNoise – trata-se de uma aplicação que oferece opções de ruído branco, rosa e castanho, além de um modo de oscilação e temporizador para se desligar sozinho. Para baixar, basta aceder à Apple Store ou Google Play Store e fazer o download gratuito.
  • Chroma Doze – consiste numa aplicação para ouvir ruídos brancos que permite ao utilizador escolher e regular o próprio espetro auditivo, ou seja, poderá modificar o som até que este fique perfeito para si.
  • Relax Melodies: Sleep and Yoga – esta aplicação é ideal para quem prefere sons da natureza, como trovões, pássaros, águas e até instrumentos como piano e violino que podem ser associados em volumes diferentes e com temporizadores individuais.

Agora que já sabe o que é ruído branco e como o pode o ajudar a ter uma noite de sono reparadora, que tal fazer um teste para ver se esta estratégia funciona consigo? Escolha a app que mais se adapta ao seu espetro auditivo e experimente diferentes ruídos até encontrar o mais agradável, aquele que será capaz de o fazer dormir. E não se esqueça de fazer a higiene do sono, tática que também lhe ajudará a adormecer rápido e afastará de uma vez por todas o fantasma da insónia. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)