Bicho da madeira: como eliminar os carunchos?

Se tem em casa mobiliário em madeira, além de objetos, portas e outros detalhes, especialmente de madeira antiga, então, muito provavelmente já se deparou com “visitas indesejáveis”. Não falamos dos vizinhos do 2.º andar, mas sim do bicho da madeira, também conhecido como carunchos.

O termo bicho da madeira ou carunchos, não se refere a um bicho em específico, mas sim a um conjunto de insectos que se “alimentam” de madeira, sendo vulgarmente conhecidos por esse nome.

Se estiver interessado em identificar o seu aspeto, poderá pesquisar pelos nomes:

  • Anobium punctatum;
  • Hylotrupes bajulus;
  • Lyctus brunneus;
  • Nacerdes malamura;
  • Dinoderus minutus;
  • Euophryum spp;
  • Korynetes caeruleus;
  • Ernobius mollis.

Embora surjam essencialmente em mobília de madeira, os bichos da madeira / carunchos poderão também ser encontrados em alimentos, malas de roupa e outros lugares. Não raras vezes, os bichos da madeira passam completamente despercebidos, em parte, por estarem ainda na fase de larva (o bicho da madeira tem quatro fases: ovo, larva, pupa e adulto).

Quando identificado, geralmente já na fase de adulto, poderá já ser tarde demais, estando o estrago já feito.

Pelo exposto, torna-se importante identificar e eliminar a presença do bicho da madeira o mais cedo possível se for. Neste artigo partilhamos algumas dicas de como lidar com o bicho da madeira.

Porque surge o bicho da madeira?

Parece não haver uma causa única para o aparecimento do bicho da madeira / carunchos, mas sim uma conjugação de fatores que potenciam o seu surgimento. Não obstante, um desses fatores – porventura o mais importante – é a humidade.

Se tem mobiliário (sobretudo antigo) num espaço húmido de sua casa, então recomendamos que procure deixar as janelas abertas de forma a ventilar a divisão e assim diminuir o nível de humidade da mesma. Se os móveis de madeira tiverem portas, então sugerimos que as abra por algum tempo, pelo menos, uma a duas vezes por semana.

Outra forma de manter os bichos da madeira / carunchos longe é fazer limpeza periódica a todas as divisões da sua casa, nomeadamente ao interior dos móveis de madeira, sejam antigos ou recentes.

Como identificar o bicho da madeira?

Como previamente referido, por começar logo a “comer” a madeira, ainda na fase de larva, torna-se particularmente difícil notar antecipadamente a presença do bicho da madeira / carunchos. Os bichos da madeira colocam ovos em pequenas fendas na madeira e a destruição começa de dentro para fora, o que só torna mais complicado perceber que está perante um problema.

O primeiro sinal da presença de bichos da madeira costuma ser o aparecimento de um pó fino libertado pela madeira. Se notar algo semelhante a isso nos seus móveis ou outros objetos de madeira, deverá ficar atento e verificar também se há algum furo, por menor que seja (outro sinal da presença desta praga).

Caso consiga encontrar os tais “furinhos” na madeira, poderá, através destes, perceber a gravidade do problema. Regra geral, caso sejam claros (tom branco) significa que o problema ainda se encontra num estágio inicial, sendo mais fácil lidar com esta praga. No entanto, caso os furos sejam escuros, isso poderá ser um indício que o móvel/objeto se encontra já danificado no seu interior – porventura até oco por dentro.

Uma boa forma de perceber se há espaços ocos dentro da madeira é através do som. Ao bater numa superfície oca o som é consideravelmente diferente de uma superfície sólida.

Como acabar com os bichos da madeira?

É importante referir que não há nenhuma fórmula mágica para eliminar o bicho da madeira / caruncho. Existem sim algumas coisas que poderá fazer para diminuir a probabilidade de aparecer, mas, como já referimos, nem sempre irá funcionar. Tudo dependerá do grau do estrago já feito.

1. Cuprinol e inseticidas

A melhor forma de lidar com os carunchos é recorrer a produtos próprios. Muitos destes produtos são facilmente encontrados em hipermercados ou drogarias. Um dos mais indicados é o chamado “cuprinol”. Este produto deve ser aplicado nas fendas na madeira. Para tal pegue num bocado de algodão e junte-lhe crupinol, aplicando-o na zona afetada.

Poderão também ser utilizados outros inseticidas comuns em cada furo, devendo cobrir o local com um plástico transparente por um período de 24 horas.

Independentemente do produto aplicado, é importante ler as orientações de segurança nos rótulos, bem como tomar os devidos cuidados, fazendo uso de luvas e máscara para não inalar químicos. Lembre-se que os inseticidas são produtos perigosos.

2. Lubrificante e ácido bórico

Existem muitos outros produtos que, não obstante não serem específicos para esta praga, podem ser utilizados para combater os bichos da madeira. Um deles é o lubrificante que normalmente utilizamos em carros, motociclos ou bicicletas.

O ácido bórico pode também ser uma alternativa. Trata-se de uma substância anti-séptica que pode ser usada como uma espécie de armadilha. Para isso dilua o ácido bórico em água, aplicando-o abundantemente num pedaço de madeira que deverá colocar próxima do local afetado. Com o tempo, os carunchos presentes na madeira irão deslocar-se do local onde se encontram até ao pedaço de madeira no qual aplicou ácido bórico.

Independentemente do produto (seja lubrificante, ácido bórico ou outro) é importante que esteja ciente que, em função da forma como for aplicado, poderá causar danos nos móveis e objetos.

3. Produtos que tem por casa

Há, ainda, a opção de utilizar produtos ou objetos que a maioria das pessoas tem em casa e que podem funcionar como “inseticidas naturais” junto dos carunchos.

Colocar folhas de louro ou um pequeno recipiente com borra de café dentro dos armários também poderá ajudar a afastar os carunchos. Neste caso será preciso trocar a cada 15 dias.

Pulverizar os locais afetados com um pouco de vinagre, quando o problema ainda está num estágio inicial, poderá também ser uma alternativa natural para lidar com este problema.

4. Limpeza da área afetada

Para além de todos os produtos ou substâncias previamente referidas, sugerimos que após a sua aplicação proceda a uma limpeza na zona afetada.

Se tiver armários de madeira na cozinha, recomendamos que armazene os alimentos em potes e retire sempre todos os resquícios de alimentos que estejam nas prateleiras. Para limpeza, faça uso de pano húmido com uma mistura de água, detergente e vinagre (ou sabão de coco) e, posteriormente, passe um pano seco.

Já nos quartos, sala de estar e demais divisões da casa, opte por limpar os móveis de madeira passando apenas um pano seco, sem nenhuma das substâncias ou misturas citadas anteriormente, já que, ao contrário da cozinha, não deverá haver acumulação de gordura ou outros resíduos alimentares. Depois de usar o pano seco para tirar a poeira, se desejar, pode aplicar os produtos de limpeza que habitualmente utiliza, que sejam específicos para uso em madeira.

Se os móveis afetados forem fáceis de desmontar, faça-o. Esta pode ser uma ótima forma de perceber se o móvel ainda tem “salvação” ou se, por outro lado, já está destruído.

Com todas estas dicas acreditamos que poderá ser possível eliminar os bichos da madeira ou, pelo menos, minimizar os danos causados por estes. No entanto, em alguns casos, poderá não ser possível “salvar” o móvel ou objeto afetado. E a única solução será a remoção da parte danificada ou o descarte do mesmo.

A redação do trabalhador.pt