Viana do Castelo: descobre o que visitar na “Princesa do Lima”

O ano de 2020 tem sido peculiar, um ano contranatura, que nos tem impedido de ser aquilo que nos torna humanos: o ser social. Nisto descobrimos alternativas. Sejam alternativas ao convívio, ao abraço e ao beijo, aos divertimentos e até aos destinos de férias. Nestes primeiros tempos de recuperação, reparamos que os caminhos se voltaram para o norte.

Um dos destinos mais procurados nos últimos tempos tem sido  a “Princesa do Lima”, ou seja, Viana do Castelo. Esta bela cidade tem muito para oferecer. Não só é considerada a capital do folclore com os seus bonitos trajes trabalhados e coloridos como tem das maiores romarias do país, as Festas da Sr.ª da Agonia que este ano, infelizmente, serão celebradas de forma digital, atendendo à situação atual (Covid-19).

O que visitar fora do centro Viana do Castelo?

Praia de Moledo, Viana do Castelo

Fazer praia em Viana do Castelo não só é possível como é recomendado. As praias ricas em iodo são benéficas para a saúde e algum vento nunca fez mal a ninguém. Já ir a banhos é só recomendado aos mais corajosos. Poderá ser o pretexto ideal para experimentares alguns desportos aquáticos como é o caso do surf, kitesurf, windsurf ou até vela. Para além de uma grande frente marítima, Viana do Castelo tem também o Rio Lima e aqui poderás tentar a tua sorte na canoagem ou remo.

Viana do Castelo é uma região com imenso verde, inúmeros trilhos e passadiços onde te podes aventurar. Podes percorrer o monte de Santa Luzia e observar os cavalos em estado selvagem e no percurso podes ainda encontrar algumas lagoas onde podes descansar e refrescar. Falando em refrescar, em Montaria, por entre a densa vegetação, vais descobrir a Cascata do Pincho, uma das mais bonitas cascatas a norte de Portugal.

O que visitar no centro de Viana do Castelo?

Tempo-Monumento de Santa Luzia, Viana do Castelo

Entre outros, no centro de Viana do Castelo podes visitar:

  • Biblioteca Municipal;
  • Centro Cultural de Viana do Castelo;
  • Praça da República (comércio local);
  • Tempo-Monumento de Santa Luzia.

No centro da cidade podes visitar obras de dois dos mais conceituados arquitetos nacionais: a Biblioteca Municipal, projetada por Álvaro Siza Vieira e o Centro Cultural de Viana do Castelo, da autoria de Eduardo Souto de Moura. Viana do Castelo tem sido considerada a “Meca da Arquitetura”, referência à requalificação urbana levada a cabo nos últimos anos.

Não podes deixar de visitar o famoso Gil Eannes, antigo navio hospital construído em Viana do Castelo e que dava apoio à frota bacalhoeira portuguesa. Foi convertido em museu no ano de 1998 e recebe todos os anos milhares de turistas. Aqui podes contemplar um atípico pôr-do-sol, prometemos.

No centro do centro podes encontrar a Praça da República com o seu chafariz de pedra e o edifício dos Paços do Conselho, a Igreja da Misericórdia e os seus painéis de azulejos. A partir da Praça da República podes embrenhar-te nas inúmeras ruas envolventes e quem sabe fazer algumas compras no comércio tradicional.

A partir do centro podes apanhar boleia do funicular e ir até ao Tempo-Monumento de Santa Luzia, dedicado ao Sagrado Coração de Jesus e, se não fores dado à claustrofobia, podes subir até ao zimbório. Do alto, a vista é de cortar a respiração, o ex-libris da cidade. Para mais tarde recordar e porque as fotografias analógicas já não parecem deste tempo, podes posar para uma fotografia “à la minute”. Como a descer todos os santos ajudam, podes regressar novamente ao centro pelo escadório.

Depois de desceres os 659 degraus, uma bola de berlim do Manel Natário pode ser uma boa opção. Provavelmente terás de aguardar na fila, mas se há fila é porque são boas. E são.

Viana do Castelo é mais que um concelho

Depois de explorares Viana do Castelo podes explorar outras cidades, vilas e aldeias emblemáticas, nomeadamente Vila Nova de Cerveira, Ponte de Lima, Soajo, Sistelo e Melgaço.

Vila Nova de Cerveira

Vila Nova de Cerveira

É a Vila das Artes. Assim intitulada por acolher a Bienal das Artes Plásticas que atrai muitos visitantes bem como artistas nacionais e internacionais. Do monte podes ver a Ilha da Boega, uma pequena ilha no Rio Minho que vista do alto tem a forma de um coração e que atrai muitos curiosos. Aqui encontras um baloiço gigante, recentemente inaugurado e que permite aproveitar, ainda mais, da vista.

Ponte de Lima

Ponte Velha, Ponte de Lima

A vila mais antiga de Portugal está sempre cheia de vida, ora em festa, ora com feiras e encontros. A Avenida dos Plátanos transforma-se todas as estações consoante os tons das estações. Junto ao Rio Lima poderás encontrar os 12 jardins expostos, vencedores do concurso internacional de jardins (atenção que só os poderás ver de Maio a Outubro e todos os anos o tema do concurso se altera) e podes aproveitar uma boa tarde de sol na piscina da vila. Os mais aventureiros podem optar por descer o rio numa canoa.

Soajo

Soajo

Pertence ao Parque Natural da Peneda-Gerês e é uma das aldeias mais bonitas do distrito de Viana do Castelo. Ideal para um fim de semana romântico, podes alugar uma casinha típica e explorar a natureza que a rodeia. Quem a visita espera encontrar os 24 espigueiros que criam uma paisagem muito característica e maravilhosa.

Sistelo

Sistelo

Considerado o Tibete Português, a aldeia de Sistelo é uma das 7 Maravilhas de Portugal. Pertence ao concelho dos Arcos de Valdevez e é conhecida pala famosa paisagem verde dos socalcos e pelos passadiços envolventes. Sistelo está na moda e tinha mesmo de ser.

Melgaço

Torre de menagem, castelo de Melgaço

É o município mais a norte de Portugal e muito famoso pelo seu vinho Alvarinho. Tem água com propriedades curativas, reconhecidas desde 1884, famosa por curar doenças de estômago e diabetes. A zona envolvente às Termas de Melgaço é também ela muito calma e tranquila com os seus bosques verdes.

De Melgaço podes ir até Castro Laboreiro. Situada em pleno Gerês, esta aldeia tem um dos mais caricatos sistemas de habitação. Aqui encontras as inverneiras, zonas mais abrigadas dos ventos gélidos e que são ocupadas durante os meses de inverno. Durante os meses mais quentes, os habitantes mudam-se para a brandas. Em Castro Laboreiro encontras belas pontes de épocas distintas e claro, o cão de raça Castro Laboreiro, daqui oriundo.  

Viana do Castelo pode parecer um destino menos comum, podes nem te lembrar que existe tão escondido lá no norte. Mas é sem dúvida uma boa opção para estes tempos estranhos. Em Viana do Castelo poderás manter o distanciamento social, respirar ar puro e mesmo assim aproveitar e recuperar energias.

Mariana Ledo

Uma eterna namorada da literatura, vibra com as pequenas notas que encontra nas páginas dos livros da biblioteca. Decidiu viver das palavras e por isso formou-se em Estudos Portugueses e Lusófonos, pela Universidade do Minho.