Chás para baixar o ácido úrico: viver com mais saúde

Sabia que o ácido úrico é uma das substâncias produzidas naturalmente pelo nosso organismo? É resultado da quebra das moléculas de purina – uma proteína que está presente em vários alimentos -, por ação de uma enzima denominada xantina oxidase.

As purinas, depois de utilizadas, são desintegradas e transformadas em ácido úrico. Parte deste permanece no sangue, enquanto a outra parte é eliminada pelos rins. Esta é a situação ideal, não obstante, existem casos em que os níveis de ácido úrico ficam elevados na corrente sanguínea, e isso ocorre, basicamente, em razão de três fatores:

  • Aumento da produção de ácido úrico;
  • Baixa eliminação do ácido úrico pela urina;
  • Interferência do uso de determinados medicamentos.

Então, como resposta a esse desequilíbrio, ao qual se dá o nome de hiperuricemia, formam-se pequenos cristais de urato de sódio, muito similares a agulhas. Estes depositam-se em diversos locais do corpo, sobretudo nas articulações, mas também nos rins, sob a pele ou em qualquer outra região do corpo.

Engana-se quem pensa que este é um problema de menor gravidade: estudos recentes realizados por médicos brasileiros revelaram que níveis elevados de ácido úrico no sangue podem desencadear acidentes cardiovasculares. Ou seja, é bom ficar atento para evitar maiores transtornos.

Se ficou interessado neste assunto e quer saber mais sobre as consequências da hiperuricemia, sintomas, tratamentos e remédios caseiros para contornar este problema, então não deixe de ler este artigo.

Quais os principais sintomas de ácido úrico alto?

O excesso de ácido úrico no sangue provoca os seguintes sintomas:

  • Dor e inchaço numa articulação, especialmente dedo grande do pé, tornozelo, joelho ou dedos;
  • Dificuldade em movimentar a articulação afetada;
  • Vermelhidão no local da articulação, que pode até ficar mais quente que o habitual;
  • Deformação da articulação, devido à acumulação excessiva de cristais;
  • Cálculo renal.

É através de exames ao sangue ou à urina que o médico poderá confirmar a suspeita de hiperuricemia. Via de regra, o profissional de saúde solicita estes exames quando o paciente apresenta dor nas articulações, ou quando existem suspeitas de doenças mais graves, como leucemia ou lesão renal. Caso tenha identificado alguns dos sintomas, não deixe de procurar ajuda médica urgente.

Quais as causas do excesso de ácido úrico?

A generalidade das pessoas que sofre com a hiperuricemia apresenta histórico familiar deste problema, o que permite afirmar que há, uma influência genética considerável. Entretanto, existem outros fatores que podem contribuir para o seu surgimento, entre eles, alimentação desregrada, consumo excessivo de álcool, uso de certas medicações e presença de outras doenças.

Os homens são os principais afetados pelo problema, visto que o estrógeno, uma hormona feminina, tem um efeito uricosúrico, capaz de estimular a alimentação do ácido úrico pela urina.

Existem soluções caseiras para baixar o ácido úrico?

Sim, mas reforçamos a importância de consultar sempre o seu médico para que este defina o tratamento mais indicado contra a hiperuricemia. No entanto, existem remédios naturais que são benéficos, como alguns chás para baixar o ácido úrico. Estas infusões são indicadas pelas suas propriedades diuréticas e purificadoras, por isso, poderão colaborar para a eliminação do ácido úrico pela urina.

Chás para baixar o ácido úrico.

Preparados com plantas benéficas ao organismo, os chás para baixar o ácido úrico são importantes aliados no tratamento da hiperuricemia, pois ajudam a eliminar cálculos renais e dores nas articulações, um dos principais sintomas deste problema. Anote as receitas:

1. Chá de cardo mariano

O cardo mariano é uma planta rica em benefícios para a saúde. É a partir desta que se faz um dos mais eficientes chás para baixar o ácido úrico, pois as suas propriedades potenciam as funções dos órgãos excretores do corpo. Ademais, os antioxidantes presentes na sua composição auxiliam no funcionamento do fígado, enquanto ajudam a limpar o sangue, prevenindo assim problemas relacionados ao excesso de ácido úrico.

Modo de preparação:

  • Esmague vigorosamente os botões de cardo mariano, numa quantidade aproximada de 2 colheres de sopa de chá de cardo mariano (30 g);
  • Aqueça 1 chávena de água (250 ml) numa panela e, antes de ferver, adicione o cardo de leite;
  • Reduza o fogo e aguarde 5 minutos. Desligue, espere arrefecer por 10 minutos;
  • Beba a meio da manhã e, se quiser, novamente a meio da tarde, por pelo menos três semanas, de forma contínua.

2. Chá dente-de-leão

O chá dente-de-leão não poderia faltar nesta lista de chás para o baixar ácido úrico, pois as suas propriedades purificadoras e diuréticas são eficazes na contenção do problema. Os seus componentes melhoram as funções renal e hepática, além disso, evitam a retenção de líquidos. Anote a receita.

Modo de preparação:

  • Coloque uma quantidade aproximada de 1 colher de chá de pétalas de dente-de-leão secas (5 g) – em 1 chávena de água (250 ml) fervente;
  • Cubra o chá e deixe por 10 minutos;
  • Beba duas chávenas por dia durante duas semanas.

3. Chá de alcachofra

A alcachofra contém ácidos linoleico, oleico e cafeico que auxiliam na decomposição e eliminação de purinas (proteína presente em vários alimentos, lembra-se) da corrente sanguínea. As suas propriedades diuréticas ajudam na produção de urina, que é um fator chave na redução do ácido úrico. Confira como preparar este que é, comprovadamente, um dos melhores chás para baixar o ácido úrico:

Modo de preparação:

  • Lave 1 alcachofra e, com a ajuda de uma faca, corte a haste;
  • Remova as folhas externas e deixe apenas as mais suaves;
  • Despeje 2 chávenas de água (aproximadamente 500 ml) numa panela e leve ao lume;
  • Quando ferver, adicione as folhas de alcachofra e reduza o lume, deixando por mais 5 minutos;
  • Retire e deixe arrefecer. Beba um copo pela manhã, em jejum, e repita durante o meio da tarde por duas semanas.

4. Chá de urtiga

A urtiga ajuda a purificar o sangue, por isso é um dos melhores chás para baixar o ácido úrico. A planta contém substâncias que reduzem a inflamação decorrente da retenção de ácido úrico e ajudam na eliminação dos cristais que se formam nos rins.

Modo de preparação:

  • Coloque 1 colher de chá de urtiga (5 g) numa 1 chávena de água (250 ml) fervente e cubra;
  • Deixe arrefecer por 10 a 15 minutos;
  • Beba um copo do chá, em jejum, todos os dias, por pelo menos duas semanas.

5. Chá de cavalinha

Para terminar as nossas sugestões de chás para baixar o ácido úrico, recomendamos o chá de cavalinha, planta cujas propriedades diuréticas ajudam a aumentar a produção de urina – o que é fundamental para a eliminação do ácido úrico e outros resíduos do corpo.

Modo de preparação:

  • Adicione 1 colher de sopa de cavalinha (15 g) a 1 chávena de água (250 ml) a ferver;
  • Cubra e deixe por 10 minutos;
  • Quando estiver pronto para beber, filtre;
  • Beba duas chávenas por dia – uma em jejum – e repita no meio da tarde por três semanas.

Caso apresente sintomas que indiquem altos níveis de ácido úrico, qualquer um dos chás para baixar o ácido úrico poderá ajudar a controlar esses índices de forma natural. Fazendo o consumo regular de uma dessas infusões conseguirá eliminar as toxinas e os resíduos onde o ácido úrico está em excesso, o que evitará complicações. Importante referir que as informações disponibilizadas neste artigo são meramente informativas, não substituindo o necessário aconselhamento médico. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)