Retenção de líquidos: como tratar o inchaço corporal?

A retenção de líquidos é uma condição muito incómoda. Nas mulheres, principalmente, a retenção causa inchaço no corpo. Pernas inchadas no final do dia, marcas da pressão exercida pela roupa ou sapatos, e sensação de “peso” no corpo são apenas alguns sintomas que as pessoas que sofrem da retenção de líquido sentem.

Mas será que é possível evitar esta condição? Em caso afirmativo, como? Para responder a esta e outras perguntas redigimos o presente artigo onde abordamos os principais pontos da retenção de água pelo corpo. Confira!

Quais as causas da retenção de líquidos?

A retenção de líquidos é resultado do excesso de água entre as células do corpo. As mulheres são as mais atingidas por esta condição, ficando mais inchadas não só durante o período menstrual, como também na menopausa. Isto ocorre por conta das fortes alterações hormonais durante estas fases da vida da mulher.

Existem outros fatores que podem causar a retenção de líquidos, nomeadamente:

  • Variação da pressão sanguínea;
  • Consumo exagerado de proteínas e sais;
  • Sedentarismo;
  • Disfunções hormonais;
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Má circulação sanguínea;
  • Problemas renais, cardíacos ou hepáticos;
  • Doenças da tiroide;
  • Reações inflamatórias.

Quais os sintomas da retenção de líquidos?

Além do manifesto inchaço causado pela retenção de líquidos, é ainda possível que quem é afetado por esta condição apresente outros sintomas. Entre eles:

  • Dores no corpo, principalmente nas áreas inchadas;
  • Desconforto intestinal;
  • Stress;
  • Aparecimento ou agravamento da celulite.

Como é o diagnóstico da retenção de líquidos?

Escusado será dizer que o diagnóstico da retenção de líquidos apenas pode ser feito por um médico. Regra geral, é prescrita a realização de analises clínicas, entre outros exames, para determinar a quantidade de sais e proteínas no sangue. Em alguns casos, poderá ser necessário realizar exames específicos nas áreas afetadas pela retenção de água, de forma a avaliar o estado das veias e artérias.

Após o diagnóstico, o médico deverá indicar qual a melhor forma de tratamento para cada caso. Em alguns, uma mudança nos hábitos alimentares, aliada ao exercício físico, poderá ser suficiente. Em casos mais graves, poderá haver necessidade de recorrer a diuréticos e, possivelmente, a tratamentos estéticos como a drenagem linfática.

Que alimentos propiciam a retenção de líquidos?

Os maus hábitos alimentares podem influenciar a retenção de líquidos. Entre outros, o consumo de alimentos ricos em gorduras e com um alto teor de sal, por exemplo, fazem com que o corpo retenha mais água de forma a diluir o sal. A consequência é o inchaço.

Alimentos que podem propiciar a retenção de líquidos:

  • Alimentos com muito sal;
  • Produtos com alto teor de sódio;
  • Salsicha, salame, presunto e enchidos;
  • Álcool, principalmente na cerveja;
  • Temperos industrializados;
  • Refeições instantâneas;
  • Pão, massa e farinhas;
  • Sumos artificiais;
  • Refrigerantes.

O que fazer para atenuar a retenção de líquidos?

Criar hábitos saudáveis pode ter um importante impacto na atenuação da retenção de líquidos. Por este motivo, recomendamos que:

  • No final do dia, deitar-se com as pernas mais elevadas em relação ao corpo;
  • Praticar exercício físico, principalmente ciclismos, caminhada e corrida;
  • Fazer pequenas pausas durante o horário de trabalho (para se movimentar);
  • Alimentação saudável e rica em alimentos diuréticos.

Que alimentos diminuem a retenção de líquidos?

A ingestão de, pelo menos dois litros de água por dia, por exemplo, é algo essencial no “combate” à retenção de líquidos. Acresce que todos os alimentos com propriedades antioxidantes e diuréticas, bem como aqueles ricos em potássio, contribuem para que a retenção de líquidos diminua.

Seguem alguns exemplos:

  • Melancia: contém um alto teor de água, o que mantém o corpo hidratado e possui um alto poder diurético;
  • Melão: trata-se de uma fruta diurética e possui uma forte ação antioxidante. Além disso, possui um alto nível de potássio que regula os níveis da pressão arterial;
  • Abacaxi: possui muitas fibras que melhoram o funcionamento do sistema digestivo. Contém bromelina, uma enzima que auxilia na digestão de alimentos;
  • Pera: auxilia na eliminação do excesso de líquidos corporais e possui pectina, uma enzima que regula o açúcar do sangue e ajuda a controlar os níveis de colesterol;
  • Maçã: para além de um ótimo diurético natural, possui uma grande quantidade de potássio e vitamina B6;
  • Limão: rico em potássio, fibras e vitamina C, o que contribui para o bom funcionamento do corpo;
  • Coco: além de uma ótima fruta para se hidratar, a água do coco possui magnésio e potássio, que auxiliam na eliminação de líquidos.
  • Legumes, como a batata, o feijão e a abóbora.

Receita de sumo para a retenção de líquidos

Ingredientes:

  • ¼ prato de sobremesa de couve, lavada e picada;
  • 1 fatia grande de melão;
  • 250 ml de água de coco;
  • 1 colher de sopa de hortelã picada;
  • ¼ de colher de sopa de suco de limão;
  • ¼ de uma maçã;
  • Gelo.

Preparação: Basta ralar todos os ingredientes no liquidificador até que tudo se misture. Se quiser, acrescente um pouco de adoçante. Beba gelado.

Por fim, referir que o presente artigo não substitui o aconselhamento médico, pretendendo ser um guia genérico para os principais aspetos desta condição.

A redação do trabalhador.pt