Dicas práticas de como fazer um resumo

Um resumo nada mais é que um “apanhado” dos aspetos mais importantes de um documento. Em poucas palavras, um resumo consiste num texto curto onde se procura reunir as ideias principais sobre um determinado assunto.

Saber resumir um texto é uma competência essencial em várias etapas da vida. Seja em trabalhos escolares, comunicados profissionais ou até artigos académicos, os resumos fazem parte do dia a dia de um estudante e de um trabalhador.

Embora para muita gente possa parecer que não haver grande ciência por detrás de como fazer um resumo, não é suficiente copiar trechos do texto original ou compilar as passagens mais relevantes. Fazer um resumo é bem mais que isso, saber como selecionar as ideias principais e as palavras chaves poderá ser mais difícil do que inicialmente possa parece. Escrever o texto por palavras próprias é uma outra etapa essencial. Mas falaremos disso adiante.

Neste artigo partilhamos algumas dicas de como fazer um resumo, procurando explicar em que situações este tipo de texto curto, breve e conciso deve ser feito.

Dicas de como fazer um resumo

As “regras” de como fazer um resumo dependem muito do objetivo do mesmo. Um resumo de um artigo académico será diferente de um resumo de um texto literário. Não obstante, há um conjunto de regras transversais que podem e devem ser seguidas:

  • Ler e reler. Nem sempre uma única leitura do material a ser resumido vai ser suficiente. Pode ser preciso reler, com calma, até compreender totalmente o assunto.
  • Durante a leitura do texto que pretende resumir, use assinale os trechos onde constam as ideias principais.
  • No entanto, nunca copie esses trechos tal e qual como estão no documento original, nem mesmo como citação. O resumo deve ser escrito com as suas próprias palavras, explicando as ideias que retirou.
  • Faça uma lista das palavras-chave que estão presentes no texto original. Isto poderá ser particularmente útil na hora de conectar as ideias para “montar o resumo”.
  • Um resumo não precisa de ter informações ou descrições extensivamente detalhadas, por regra, estes aspectos são considerados supérfluos. No entanto, em resumos técnicos, o importante poderão ser estes pormenores.
  • Como qualquer texto, qualquer resumo precisa de ter uma estrutura. Queremos com isto dizer que é necessário um início, meio e fim. Isto é particularmente importante na construção da narrativa.
  • Em documentos mais extensos, fazer um resumo de cada página ou de cada capítulo pode ser uma importante ajuda para depois conseguir condensar tudo num resumo geral.
  • Dependendo do tema, fazer gráficos e esquemas relacionando alguns pontos-chave também o poderá ajudar.
  • Procure na internet resumos similares sobre o mesmo tema ou o mesmo tipo de material não para os copiar, mas sim para retirar algumas ideias.
  • Ao fazer o resumo, tenha atenção às orientações do professor ou empresa em relação ao número de palavras, tipo e tamanho de letra e outras especificações. O conteúdo é importante, mas a forma também.
  • Dever reler, quantas vezes precisar, para confirmar se a narrativa que está a construir faz sentido, designadamente se está a passar as ideias essenciais do texto/documento original.

Tipos de resumos de acordo com o objetivo

Como já referido existem vários tipos de resumos, devendo cada um ser redigido de acordo com o seu propósito. Entre os principais tipos de resumos, destaque para os:

Resumos escolares

Uma ótima forma para os estudantes conseguirem compreender melhor os assuntos leccionados em sala de aula redigir resumos. Isto, por exemplo, é uma excelente forma de auxiliar o estudo para testes e exames. Isto é particularmente útil para assimilar ideias, dado ser algo simples que o pode ajudar a lembrar-se do assunto de um modo geral e a melhorar a compreensão da matéria.

Em alguns casos, os resumos poderão ser, também, solicitados por professores como “trabalhos para casa”. No início pode parecer uma tarefa complicada, mas, com a prática irá adquirir esta competência. Ou seja, quanto mais vezes fizer um resumo, mais simples isso se tornará. Com o tempo as ideias vão começar a fluir naturalmente durante a leitura de um livro ou artigo. E isso certamente vai facilitar a redação de novos resumos.

Além disso, fazer resumos é uma forma de exercitar a capacidade de síntese, o que pode ser muito importante em muitas situações futuras, na universidade ou no mercado de trabalho.

Resumos de artigos

Os artigos escritos por universitários (trate-se de uma licenciatura ou mestrado) como parte de trabalhos de conclusão de curso, como a dissertação de mestrado, por exemplo, precisam muitas vezes de incluir um resumo em língua portuguesa e inglesa.

Há diferentes tipos de resumo que podem ser exigidos em relação a um livro, uma tese ou outro tipo de conteúdo:

  • Resumos indicativos: são mais simples, apenas indicam os pontos principais de um assunto ou documento, para dar uma ideia geral do que se trata; mas não dispensa a consulta ao material original caso haja necessidade de saber mais sobre o tema.
  • Resumos informativos: como o próprio nome indica, têm como objetivo informar; são mais completos e, ainda que de forma concisa, explicam um pouco mais sobre o tema em questão, não sendo necessário consultar o original, a menos que queira se aprofundar.
  • Resumos críticos: são os resumos que, além do conteúdo indicativo e das informações sobre o assunto, incluem também uma análise opinativa, com o ponto de vista de quem escreve.

Resumos académicos

Nos casos dos resumos para uma dissertação de mestrado, a serem colocados logo depois dos agradecimentos, a ideia é serem uma introdução ao tema, identificando o tema e o propósito da tese. Este resumo deve ainda contar uma secção onde são indicadas as palavras-chave.

Há algumas normas que precisam de ser seguidas em relação à estrutura de um resumo. Estas podem variar de acordo com o que for solicitado pelo professor ou orientador. No entanto, regra geral, deve contar com: uma introdução, objetivo geral e específico, metodologia ou material estudado e conclusão. No caso de uma tese, é importante citar também o resultados da pesquisa ou do experimento realizado.

Resumos profissionais

Os resumos profissionais podem ser necessários em diferentes situações: ao se candidatar a uma vaga de emprego, como uma informação para anexar ao currículo, para enviar um email formal relacionado ao trabalho, para fazer uma carta de apresentação endereçada a empresas, para atualização do perfil profissional em sites como o Linkedin, entre outros.

Neste tipo de resumos é preciso incluir a sua experiência profissional, formação académica e demais qualificações, bem como outras informações relevantes para o mercado de trabalho, de forma que, ao ler, os empregadores tenham vontade de conhecer um pouco mais sobre o profissional.

Como visto, os resumos são ferramentas eficientes e úteis. E, além de serem algo importante durante a vida escolar, universitária e profissional, saber como fazer um resumo ajuda-o também a trabalhar a memória, memorizar informações e ampliar os conhecimentos.

Mariana Bueno

Brasileira, jornalista e escritora. Desde criança tem os livros como os seus grandes companheiros e, mais tarde, transformou a escrita em profissão. É formada em Comunicação e pós-graduada em Media Digitais. Gosta de transmitir informações por meio dos seus textos e adora ouvir e contar boas histórias, de preferência as que descobre ao viajar por diferentes lugares.