Vinho Alvarinho: conheça as peculiaridades desta bebida!

Alguma vez teve o prazer de degustar o delicioso vinho Alvarinho? Se já provou esta saborosa bebida, certamente deixou-se encantar pelas suas peculiaridades, que fazem dela uma das mais apreciadas em Portugal. Se este assunto é do seu interesse e deseja saber tudo sobre o vinho Alvarinho, então fique atento às curiosidades e informações que trazemos para si neste artigo. Boa leitura!

A origem do vinho Alvarinho

O vinho Alvarinho é fabricado a partir da uva Alvarinho, uma casta típica portuguesa, cuja origem é a Região dos Vinhos Verdes, mais precisamente, as vilas de Melgaço e Monção. Entretanto, os espanhóis tentam reivindicar a sua origem, afirmando tratar-se de uma uva proveniente da Galiza, região com um clima bastante húmido e frio, onde ganhou o nome de Albariño. A disputa não é por caso, visto que a uva Alvarinho está entre as castas brancas nobres, considerada, por muitos, como a melhor de Portugal.

Atualmente, é plantada em diversas regiões de Portugal e do mundo, porém, é importante salientar que o verdadeiro vinho Alvarinho é originário de Melgaço ou Monção, visto que estes concelhos apresentam um microclima característico que afeta positivamente a qualidade da bebida, fenómeno que é conhecido como fator terroir.

Diferentemente de outras castas, a produção da uva Alvarinho não é exatamente próspera. Isto explica-se: os seus cachos são pequenos, e possuem muitas sementes. Embora os bagos sejam pequenos, a uva apresenta uma interessante vantagem, pois a sua pele é grossa, característica que lhe confere uma considerável resistência ao frio. O seu alto teor de açúcar resulta em vinhos mais alcoólicos, de elevada acidez e vigor.

Como são os vinhos Alvarinho?

Perfumados, delicados, estruturados e de cor intensa com reflexos citrinos. Estas são as principais características do vinho Alvarinho, que apesar de ser um vinho branco, apresenta uma quantidade significativa de taninos. O tanino é uma substância química que, embora seja mais comum em outras castas de uvas, principalmente nas tintas, também pode ser encontrado em uvas de pele mais grossa, uma das características da uva Alvarinho.

O vinho Alvarinho é bastante aromático, visto que as suas notas apresentam uma mistura extremamente agradável de flores e frutas, maçã, maracujá, erva cidreira e flor de laranjeira. Quanto ao paladar, podemos dizer que é fresco, de acidez equilibrada com notas cítricas e minerais.

Como já referido, o alto teor de açúcar da uva Alvarinho resulta em um vinho de elevada graduação alcoólica, que pode ser superior a 11%, enquanto outros Vinhos Verdes costumam atingir, no máximo, 9%.

O vinho Alvarinho pode ser armazenado, pois o seu potencial de envelhecimento suporta facilmente os dez anos de idade, atingindo assim toda a sua maturidade e plenitude. Não obstante, é importante recordar que, apesar de suportar a fermentação em madeira, dificilmente o ganho será maior do que a perda da fruta.

O que torna o vinho Alvarinho tão especial?

O vinho Alvarinho diferencia-se por apresentar um alto grau alcoólico, boa capacidade de envelhecimento e corpo robusto. Além disso, a sua cor cítrica brilhante desperta admiração, assim como os seus aromas  florais e frutados. Há no Alvarinho um agradável equilíbrio entre açúcar, álcool e acidez, o que proporciona uma experiência notável ao paladar. É considerado pelos especialistas como um vinho rústico, mas de alta qualidade.

O vinho Alvarinho deve ser bebido fresco, porém, nunca muito gelado, pois tal temperatura costuma comprometer seus aromas. O ideal é servi-lo entre os 10 e os 12 graus, para que assim a experiência esteja à altura da grandiosidade da bebida.

Harmonização do vinho Alvarinho

Pode ser degustado sem acompanhamento de refeições, todavia, o vinho Alvarinho é bastante versátil, sendo, portanto, compatível com uma variedade de receitas. Isto dá-se em virtude de ser um vinho leve, frutado, mineral e de boa acidez.

Entre as principais combinações estão comidas do mar, como peixes gordos, bacalhau assado ou grelhado, frutos do mar de acentuado sabor, sardinha, ostras e pratos da culinária japonesa e coreana. Além de todas estas possibilidades, o Alvarinho pode ser a combinação perfeita para pratos à base de carne de porco e aves, desde grelhadas até com recheio de risoto ou arroz.

O vinho Alvarinho também pode ser um grande parceiro para massas e uma vasta gama de queijos, como o Cottage e o Brie, bem como os de sabores e aromas intensos, como o Provolone, Reblochon ou Taleggio.

Curiosidade sobre o vinho Alvarinho

Sabia que existe um museu dedicado ao vinho Alvarinho? Sim, e o edifício do século XVII está localizado no centro histórico de Monção, onde acontecem, além da comercialização, a divulgação e a degustação deste exuberante vinho. Se é um amante da bebida, recomendamos que, ao viajar por Portugal, faça não apenas a célebre Rota do Vinho do Porto, mas que inclua no seu caminho a Região dos Vinhos Verdes, visto que estes são dois ótimos destinos para os enófilos em férias.

O vinho Alvarinho é tipicamente português, produzido por uma casta de uva que é considerada uma das mais importantes variedades da Região dos Vinhos Verdes. Está entre os vinhos mais premiados internacionalmente, sendo, por este e por outros motivos, uma verdadeira referência quando falamos de bebidas classe A. Se ainda não conhece o Alvarinho, não espere mais para aproveitar todos os seus aromas e sabores. Desfrute hoje mesmo desta bebida tão especial!

Luana Castro Alves

Graduada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)