Enviar um currículo por email: dicas para o fazer de forma adequada

A internet trouxe muitas vantagens, designadamente na procura ativa de emprego que é hoje mais fácil, não havendo necessidade de andarmos porta a porta a entregar currículos. Aliás a generalidade, senão mesmo todas, as ofertas de emprego estão disponíveis online. No entanto para se candidatar a um emprego não basta enviar um simples email com o seu curriculum em anexo, sob pena de nem chegar a ser considerado pelo recrutador.

Enviar um currículo por email: passo a passo

Existe todo um passo a passo que pode aumentar – e muito – as suas chances de sucesso sempre que se candidata a uma oferta de emprego. Quer saber como fazer? Então siga os passos que em seguida lhe indicamos:

1. O endereço de email é profissional?

Feita a revisão do curriculum vitae, passamos para o email propriamente dito. Da mesma forma que uma fotografia pode dar ou não um ar profissional também o próprio email tem esse efeito. Por exemplo, recomendamos que use uma conta de correio eletrónico com um nome pouco profissional quando se candidata a ofertas de emprego. Por exemplo, endereços de email como fofinha28 ou bonitinho31, são manifestamente desadequados. Para o efeito tentar criar um email com o seu primeiro e último nome, por exemplo: anacorreia, luisalberto, catarinaneves.

2. O assunto do email é apropriado?

O assunto do email é algo importante, pois pode ser determinante para chamar a atenção do departamento de recursos humanos que irá ler (ou não…) o seu email. Já alguma vez tinha pensado que uma simples linha de texto pode ser decisiva para a tua contratação?

No entanto é importante perceber se, neste âmbito, a própria empresa tem algum requisito. Por exemplo, em muitas das grandes empresas as candidaturas a emprego são analisadas por computadores, pelo que colocar no assunto o que a empresa diz pode ser decisivo.

Em muitas situações é pedido pela própria que no assunto se identifique o nome da vaga (tal e qual como no anúncio de emprego) ou a respetiva referência. Nestas situações deverá cumprir com o estipulado. Exemplo do que deve colocar no assunto:

  • Candidatura à vaga de assistente técnico
  • Candidatura à referência 1HRPCXP65

No entanto, caso lhe seja dada liberdade para escrever o que quiser no corpo do texto, podes sempre improvisar um pouco, colocando alguma habilidade que o destaque das outras. Em seguida, coloques a tua profissão, um verbo de ação, e por fim o nome da vaga.

Por exemplo:Jornalista experiente procura oportunidade como editor-chefe”.

É importante referir que o assunto do email deve ser curto. Quando for para dizer o que o diferencia, limite-se apenas um único elemento para ser o mais conciso possível.

3. O que deve constar no corpo do email?

Ao falar sobre ti, o mais recomendado é segurar a empolgação, e escrever o mínimo que puder. Até mesmo porque o recrutador terá certamente muitas mais candidaturas para analisar ao longo do dia e portanto não terá muito tempo para a sua. Coloque-se na pele do recrutador, uma email demasiado extenso não o “assustaria”? Facilite-lhe o trabalho ao mesmo tempo que se ajuda a si próprio.

A não ser que expressamente pedido pela empresa, o texto que vai redigir no email deve ser formal (mas sem exageros) e não deve ser demasiado extenso ou explicativo, aliás o seu currículo estará precisamente em anexo para esse propósito. Encontre um equilíbrio para colocar todas as informações necessárias e de forma isso parecer natural.

´´É importante formatar o corpo do email de uma forma adequada. Prefira uma fonte que seja legível (por exemplo: arial, calibri, trebuchet ms,sans serif, verdana). Quanto ao tamanho, prefiras o 11 e justifique o alinhamento depois.

4. Como deve ser estruturado o corpo do email?

Primeiro, a introdução. Caso saibas o nome do avaliador ou recrutador, pode começar com “Caro …”. E caso não conheça, um simples “Caro Sr(a).” ou “Prezado Sr(a).” já é o suficiente. Nesta parte, evite saudações coloquiais, como “Bom dia”, “Olá”, entre outras.

Depois, vem a apresentação, onde você irá mostrar um pouco de ti, designadamente a sua experiência e a sua mais recente formação académica, terminando com uma uma muito breve explicação do seu interesse na vaga/empresa. Lembre-se, isto deve ser muito fácil e rápido de ler.

Em último lugar, os agradecimento/cumprimentos. Nesta parte deverá demonstrar expetativa num um futuro contato, colocando-se à disposição do recrutador para qualquer questão. Por exemplo: Encontro-me disponível para qualquer esclarecimento que tenha como necessário.

5. O currículo é o adequado?

Por fim, e talvez mais importante, antes mesmo de fazer o envio deste documento, você deve fazer uma revisão do mesmo, procurando aferir se o seu currículo vai ao encontro do que a empresa para a qual se quer candidatar procura. Um currículo padronizado (igual para todos) tem um único benéfico, o poupar-lhe tempo neste processo, no entanto tem inúmeras desvantagens, razão pela qual recomendamos que personalize sempre o seu currículo em função da vaga.

Algumas dicas extras

É fundamental destacar que o seu currículo é uma espécie de marketing pessoal/profissional que está a fazer. Portanto, deverá priorizar no corpo do email as suas tuas conquistas (lembre-se que o recrutador quer contratar a melhor pessoa possível). Portanto, além das suas atribuições objetivas, deverá demonstrar que é o melhor candidato à vaga em questão.

Fora isso, é bom ficar atento, pois até a hora de mandar um currículo é importante. Por exemplo, de acordo com uma recente pesquisa, o melhor horário para fazer o envio é entre às 6:00 e às 10:00.

Em suma, tenha sempre em mente que o teu endereço de email deve parecer profissional, que deverá escrever no assunto do email aquilo que lhe for indicado, que no corpo do email deverá resumir em 4 ou 5 linhas as suas conquista e apetências profissional e, por último, não se esquecer de anexar o seu currículo (adequado à oferta de emprego em questão)

Boa sorte!

A redação do trabalhador.pt