Quais os melhores vinhos portugueses?

Certamente já sabe que Portugal é um dos maiores exportadores de vinho no mundo. No que se refere à produção de vinho na Europa, ocupamos o quarto lugar, apenas atrás de Espanha, França e Itália, países que também produzem vinhos de altíssima qualidade.

Em Portugal já foram registados mais de 250 tipos de uvas nativas, cultivadas em vinhas de diferentes regiões, algumas protegidas pela UNESCO e classificadas como Património Mundial da Humanidade. É o caso da Vinhateira do Alto Douro, região onde é produzido o célebre Vinho do Porto, e da Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, no arquipélago dos Açores.

Neste artigo,  apresentamos-lhe os melhores vinhos portugueses, bem como as vantagens e diferenciais que lhes conferem uma altíssima qualidade. Irá entender porque os nossos vinhos encantam os mais exigentes especialistas e ganham novos admiradores a cada dia. Boa leitura!

Diferenciais dos melhores vinhos portugueses

Engana-se quem acredita que os melhores vinhos portugueses são apenas os fortificados, isto é, aqueles com adição de aguardente vínica, como os famosos Vinho do Porto e Vinho Madeira. Sim, é inquestionável que estes rótulos são quase unanimes entre os apreciadores da bebida, cuja tradição é responsável por boa parte da fama que Portugal ostenta no exterior no que diz respeito à produção vinícola.

Não obstante, hoje podemos observar uma grande revolução vitivinícola que tem como intenção diversificar a produção e apresentar ao mercado mundial produtos de altíssima classe, prontos para concorrer com os melhores vinhos da Europa e do Novo Mundo. Esta revolução pode ser observada nos investimentos maciços em tecnologia e conhecimento em plantio, cenário que proporciona vinhos concentrados, complexos e únicos, com uma excelente relação qualidade/preço.

Entre as vantagens e os diferenciais dos melhores vinhos portugueses estão a grande diversidade de uvas nativas e a topografia de Portugal, fatores que contribuem para que o vinho português seja tão especial. As nossas regiões vitivinícolas são capazes de fabricar produtos com características bastante peculiares, que contribuem para a riqueza de sabores e aromas da bebida que atrai todos os anos milhares de enófilos às nossas vinhas.

Além dos já mencionados Vinho do Porto e Vinho Madeira, considerados por muitos como os melhores vinhos portugueses, temos também os Vinhos Verdes, produzidos na maior região demarcada do país e uma das maiores de toda a Europa.

Podem ser tintos, brancos e rosés, e apenas aqueles produzidos na D.O.C do Vinho Verde podem ostentar esta denominação no seu rótulo, reforçando assim a exclusividade e origem do refrescante e leve vinho.

Quais são os melhores vinhos portugueses?

Do Douro ao Alentejo, a qualidade dos vinhos portugueses cresceu muito nos últimos 20 anos graças aos investimentos em tecnologia e conhecimento em plantio.

Além disso, outros aspetos, como o fator terroir e a topografia, são fundamentais para a produção de bebidas diversificadas e de grande sofisticação. Não é por acaso que os melhores vinhos portugueses ganham importantes prêmios internacionais, visto que sintetizam as  qualidades de maciez e fruta madura dos vinhos do Novo Mundo, com a elegância dos grandes vinhos europeus.

Seleção dos melhores vinhos portugueses

Poderiam constar muitos outros nesta lista, não obstante, tendo que selecionar alguns, a nossa opção vai para:

  • Casal Garcia Branco;
  • Periquita Original;
  • Follies Touriga Nacional;
  • Porto Cálem Velhotes Tawny;
  • Periquita Reserva.

Em seguida, abordamos cada um deles mais pormenorizadamente.

1. Casal Garcia Branco

Com mais de 80 anos de tradição, o Vinho Verde Casal Garcia Branco abre a nossa seleção dos melhores vinhos portugueses. É produzido pela vinícola Aveleda, inaugurada em 1870 e líder mundial no fabrico de Vinho Verde. Fazem parte da sua composição as uvas Trajadura, Loureiro, Pedernã e Azal, castas tipicamente portuguesas.

O Vinho Verde Casal Garcia Branco apresenta características bastante peculiares, como uma deliciosa e subtil doçura no paladar. Além disso, possui aroma de frutas cítricas e notas florais, e uma cor amarelo palha com reflexos esverdeados. É considerado um vinho leve, refrescante e muito fácil de beber, harmonizando perfeitamente com receitas à base de bacalhau, saladas em geral, peixes grelhados, frutos do mar e canapés frios.

2. Periquita Original

Famoso por ter sido o primeiro tinto engarrafado em Portugal, no longínquo ano de 1850, o Periquita Original é considerado como um dos melhores vinhos portugueses, oriundo da região de quintas portuguesas. Está presente em mais de 70 países, ostentando inúmeras medalhas de ouro conquistadas em competições realizadas em Portugal, na Espanha e Alemanha. Ganhou o seu nome em homenagem à propriedade onde originalmente foram plantadas as suas primeiras vinhas, a Cova da Periquita.

É fabricado a partir das uvas Aragonez, Castelão e Trincadeira, combinação que resulta em um vinho tinto seco, de cor vermelho rubi e corpo médio, proveniente da região de Setúbal. O seu aroma é rico e encantador, cujo buquê exala perfumes de frutas vermelhas, café, cacau e tâmaras. No paladar, é igualmente interessante, apresentando taninos macios e elegantes, de boa acidez.

Harmoniza perfeitamente com bolinhos de bacalhau, carnes de aves, pratos vegetarianos, massas em geral, pizzas e queijos médios.

3. Follies Touriga Nacional

Os apreciadores do Follies Touriga Nacional estão espalhados pelos quatro cantos do mundo. E não é por acaso: este vinho apresenta qualidade, sabor e aroma acima da média, o que faz dele presença cativa nas listas de melhores vinhos portugueses. Assim como o Casal Garcia Branco, também é produzido em solos da região de Vinhos Verdes, pela vinícola Aveleda, uma das mais tradicionais produtoras de Portugal.

Totalmente produzido a partir da uva Touriga Nacional, o Follies Touriga Nacional é um vinho tinto seco bastante harmonioso. A sua cor granada intenso encanta os seus admiradores, assim como seu aroma de frutos silvestres e ligeiro toque de madeira, que lhe confere notas de baunilha. O seu paladar é fresco, cujos taninos são macios, resultando em uma bebida de notável elegância.

Quanto à harmonização, vai bem com chocolate, café, sobremesas à base de nozes, queijos azuis, como Roquefort e Gorgonzola, e carnes.

4. Porto Cálem Velhotes Tawny

A Porto Cálem é famosa pela sua produção de Vinhos do Porto de altíssima qualidade. Fundada em 1859, é responsável por um dos melhores vinhos portugueses, o Porto Cálem Velhotes Tawny. Trata-se de um vinho tinto, fortificado e doce, cujo amadurecimento se dá em barris de carvalho por um período que varia de 3 a 4 anos.

Fazem parte da sua composição as castas de uvas Tinta Barroca, Tinta Roriz, Touriga Franca e Touriga Nacional. A sua coloração é castanha aloirada, e o seu aroma a frutas secas e nozes resulta num paladar equilibrado, elegante, doce e macio.

Pode ser harmonizado com sobremesas à base de chocolate, castanhas e frutas secas, o que certamente proporcionará uma experiência única àqueles que provarem o Velhotes Tawny, um dos melhores vinhos portugueses.

5. Periquita Reserva

Assim como os demais vinhos de reserva, isto é, vinhos preparados com uvas selecionadas e de amadurecimento mais longo em barris de carvalho francês e americano, o Periquita Reserva passa pelo processo de tanoaria, o que lhe confere mais estrutura, acidez equilibrada, taninos adequados, longevidade, sabores e aromas intensos. Na sua composição, encontramos a uva Castelão, a Touriga Nacional e a Touriga Francesa, conferindo-lhe uma cor avermelhada rubi intenso que lhe é tão característica.

Os seus aromas impressionam, sendo formados por frutas vermelhas e negras, com toques florais e baunilha. No paladar apresenta um macio, equilibrado, encorpado e persistente, com boa acidez.

Carnes vermelhas grelhadas, carnes de caça, lasanha, molhos condimentados, queijos fortes e massas ao sugo estão entre os acompanhamentos ideais do Periquita Reserva, que não poderia faltar na nossa seleção de melhores vinhos portugueses.

Como já referido, Portugal está entre os grandes produtores e exportadores de vinhos no mundo. A nossa tradição proporciona aos consumidores desta bebida uma experiência inigualável, agradando, portanto, aos paladares mais exigentes. Agora que já conhece os melhores vinhos portugueses, que tal escolher o seu favorito desta seleção para degustar em boa companhia? Esperamos que tenha um momento único, e que partilhe este artigo com seus amigos, para que também eles possam apreciar os rótulos aqui mencionados. Obrigado pela leitura!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)