Currículo: 7 dicas essenciais para melhorar o seu cv

Todos nós já enviámos inúmeros currículos que possivelmente nem mais de 10 segundos de atenção receberam por parte de recrutadores. Não recebemos chamadas, emails, nem feedback de volta, resta apenas uma grande insatisfação por mais uma vez não sabermos o que estava errado ou o que faltava no nosso currículo.

O que é que faltaria a este documento para torná-lo atrativo aos olhos do recrutador, e melhor ainda, como é que o currículo nos iria ajudar a garantir um novo emprego?

Neste artigo, iremos partilhar alguns truques menos conhecidos e que certamente irão melhorar o seu currículo.

Como melhorar o seu curriculum?

Já todos sabemos que é importante utilizar um tipo de letra facilmente reconhecido, que devemos partilhar a nossa experiência de trabalho e tentar manter uma aparência limpa e organizada. Estas são as dicas mais comuns, e por isso, as mais implementadas por todos os candidatos. Por outras palavras, se todas as pessoas colocam as mesmas coisas no currículo, como é que é possível se destacarem das restantes?

Em seguida deixamos-lhe 7 dias que consideramos essenciais para que melhorar o seu currículo e chamar a atenção dos recrutadores.

1. Utilizar uma ordem cronológica reversa

Esta dica é para ser aplicada na parte da experiência profissional e, como o nome indica, sugerimos começar por inserir o seu trabalho mais recente e ir enumerando todos os outros até chegar ao primeiro.

Os currículos que apresentam uma ordem cronológica reversa são mais facilmente analisados por um ATS, Applicant Tracking System, ou em português, Sistema de Rastreamento de Candidatos. Trata-se de um software de recrutamento criado para auxiliar as empresas a encontrar o candidato mais adequado para determinada posição. Através de algoritmos próprios, consegue ler e analisar os currículos, e dizer aos recrutadores se uma pessoa corresponde ao que estes procuram de forma rápida e eficiente, poupando assim muito tempo às equipas de Recursos Humanos.

Ao adotar a dica da cronologia reversa, com a ajuda de um ATS, o recrutador consegue facilmente identificar qual foi a posição em que trabalhou mais recentemente e comparar a forma como essa experiência está relacionada com o que vai fazer no cargo em questão.

2. Deixe espaços em branco

Os recrutadores não querem ler currículos com informação corrida e saturada. Um erro comum consiste em inserir o máximo de informação possível para mostrar que tem realmente muita experiência e que está preparado para encarar qualquer cargo. No entanto, não é por incluir muita informação que toda ela se torna relevante. Inclua apenas experiência profissional que tenha obtido nos últimos 10 anos e mencione apenas cargos que interessem para este novo trabalho. Por exemplo, se estiver a candidatar-se para uma posição de médico num novo hospital, não interessa nada se já trabalhou num café quando tinha 18 anos.

O que queremos dizer é que deve incluir apenas informação relevante e não saturar a página do currículo. No caso de precisar de mais espaço, opte por margens de 0,5 no topo e fundo da página, e margens de 0.75 nos lados. Quanto mais limpo e organizado o seu currículo estiver, melhor para os olhos do recrutador.

3. Utilize um “cloud generator”

É importante certificar-se de que lê cuidadosamente a descrição do novo trabalho, de forma a utilizar as keywords adequadas. Como referido anteriormente, as empresas utilizam um software próprio para detetar rapidamente se determinado currículo corresponde aos seus requisitos, sendo as keywords uma das ferramentas utilizadas para chegar às conclusões.  Portanto, se na descrição do novo cargo estiverem palavras como “marketing” ou “criatividade”, inclua-as no seu currículo.

Para se certificar de que está a escrever elementos relevantes tendo em conta a descrição do cargo, utilize um cloud generator, uma forma rápida de analisar o seu currículo e verificar se as informações que escreveu vão de encontro aos requisitos da empresa. É muito simples: antes de começar a escrever o seu currículo, coloque a descrição do trabalho num cloud generator. Este pequeno software irá dar-lhe as palavras mais prominentes da descrição de trabalho fornecida. Depois, utilize essas mesmas palavras no currículo, e no fim, coloque-o no cloud generator. Assim, verá se as correspondências estão corretas.

4. Adicione números e detalhes sempre que possível

Uma das melhores formas de destacar as suas competências e de ter um currículo mais apelativo é incluindo números que representem o seu sucesso. Por exemplo, em vez de dizer que já esteve responsável pelo departamento de vendas, diga que as conseguiu aumentar em 10 ou 20%. Por outras palavras, não diga, mostre. Além de servirem para detalhar a sua experiência profissional, os números chamam sempre a atenção do recrutador, pois conseguem destacar-se no meio de tantas frases.

5. Partilhe experiências pessoais

Não estamos a falar de interesses pessoais ou das suas histórias de infância. Mais uma vez, precisa de incluir informação que seja relevante para o trabalho que irá desempenhar. Por exemplo, se disser que tirou uma licenciatura ou mestrado no estrangeiro, o mais provável é que este aspeto o ajude a destacar-se das restantes pessoas. Além disso, este pequeno detalhe fornece informações valiosas ao recrutador: é uma pessoa motivada e corajosa por se mudar sozinho para um novo país, onde provavelmente não falava a língua nem conhecia ninguém.

6. Insira uma secção com o sumário da sua carreira

Em apenas duas ou três frases, apresente informação relevante sobre si. Esta secção deve estar presente logo no início do currículo e facilita imediatamente o trabalho dos recrutadores no que toca a perceber o tipo de candidato que é.

Exemplo: “Editora com mais de 10 anos de experiência na área do jornalismo. O meu objetivo é fornecer informação verdadeira, factual e relevante para o público se manter a par da atualidade.”

7. Mencione experiências de voluntariado

Se já tiver participado em alguma experiência de voluntariado, é importante mencioná-la, pois consegue destacar-se mais uma vez dos restantes candidatos. Além disso, demonstra ser uma pessoa que se preocupa com mais coisas além do dinheiro, nomeadamente ajudar alguém e contribuir de forma a produzir efeitos positivos em comunidades, animais, no ambiente, etc.

Não se pode esquecer que vivemos num mundo competitivo, portanto tem de encontrar formas inteligentes e relevantes para se destacar da multidão. Estas dicas irão certamente fazer a diferença no seu currículo. Boa sorte!

trabalhador.pt

Adicionar comentário