Infeção urinária: quais as causas, sintomas e como tratar?

A infeção urinária é um problema de saúde comum que acontece quando há uma presença em grande quantidade de bactérias ou fungos na urina. O resultado é uma infeção que pode afetar qualquer um dos órgãos do trato urinário, como os rins, o ureter, a bexiga e a uretra, e causar muitas dores, seja ao urinar ou no abdómen, entre outros sintomas.

Regra geral, as mulheres costumam ter infeções urinárias com mais frequência que os homens, em grande medida devido à proximidade da vagina com o ânus, o que aumenta as chances de contaminação e infeção. Mas isso não significa que não possa acontecer também nos homens.

Neste artigo abordamos a infeção urinária, designadamente os seus diferentes tipos, as suas causas, os sinais que ajudam a proceder à sua identificação e as possibilidades de tratamento para tratar este problema.

Quais os tipos de infeção urinária?

Há basicamente três tipos de infeção urinária, que variam dependendo da parte do sistema urinário afetada:

  • Cistite: É o tipo de infeção urinária mais comum. Acontece na bexiga ou no trato urinário inferior e pode ser causada por bactérias do trato gastrointestinal ou pelas relações sexuais.
  • Uretrite: Acontece na uretra, canal que leva a urina da bexiga até ser eliminada. Também pode ser causada por bactérias do trato gastrointestinal ou ser consequência de outras infeções como gonorreia e herpes.
  • Pielonefrite: É a infeção que acontece nos rins e, portanto, o tipo mais grave, pois as bactérias podem afetar a corrente sanguínea. Por isso precisa de ser tratada com urgência e da forma adequada.

Quais as causas da infeção urinária?

Como já referido, as bactérias são as principais causadoras da maioria das infeções urinárias. A presença daquelas na região entre a vagina e o ânus é comum. No entanto, quando as bactérias entram no trato urinário, através da uretra e, depois, na bexiga, poderão surgir complicações.

Há, também, casos em que essas infeções são provocadas por fungos, particularmente quando há um enfraquecimento do sistema imunológico do organismo. 

Infeção urinária na gravidez

Embora possa acontecer com qualquer mulher em qualquer fase da vida, as probabilidades de ter uma infeção urinária na gravidez são maiores e devem ser tratadas com ainda mais cuidado.

Infeção urinária em crianças

Na infância as infeções urinárias também são bastante frequentes, sendo também mais frequente nas meninas do que nos meninos. Quando ainda são bebés ou não conseguem manifestar a dor ou desconfortos, existem alguns sinais que o podem ajudar a identificar o problema, como: odor desagradável na urina, febre sem causa aparente e mal estar geral.

Quais os sintomas da infeção urinária?

Os sintomas são vários e podem ser diferentes em função do tipo de infeção urinária em concreto. Não obstante, há alguns sintomas de infeção urinária que poderão ser comuns, designadamnete:

  • Vontade frequente de urinar;
  • Ardência ou dor ao urinar;
  • “Urgência” em urinar, mesmo quando acabou de voltar da casa de banho;
  • A urina com uma cor mais escura do que o habitual ou com sangue;
  • Dores fortes no abdómen;
  • Odor forte na urina.

Nos casos mais graves de infeção urinária os sintomas acima referidos podem vir acompanhados de perda de apetite, náuseas, mal estar e febre.

Identificando alguns dos sintomas, é importante procurar acompanhamento médico o quanto antes, para que os exames necessários possam ser realizados e, uma vez diagnosticada a infeção, começar o tratamento.

Qual o tratamento para infeção urinária?

O diagnóstico da infeção urinária é realizado a partir da análise clínica dos sintomas apresentados, em conjunto com exames à urina. Em alguns casos, poderá ser também necessário fazer uma tomografia, um ultrassom ou uma ressonância magnética. Confirmado o problema, o profissional de saúde irá indicar o tratamento mais adequado.

Os casos mais simples de infeção urinária, que são a maioria, podem ser tratados em casa, apenas com recurso a medicamentos (sempre prescritos por um médico) – antibióticos, anti-inflamatórios e analgésicos. É também recomendável beber muita água para garantir que o organismo está hidratado. Regra geral, dois ou três dias depois do início do tratamento os sintomas deverão começar a passar.

Já nos casos de infeções urinárias mais graves, principalmente quando estas já se “espalharam”, poderá ser necessário internamento hospitalar.

As infeções urinárias têm cura?

Sim. Em geral os tratamentos costumam ter resultados muito satisfatórios, com o tempo de duração variando em função da gravidade da infeção urinária e do próprio paciente. Mas, isso não significa que o problema não possa acontecer novamente.

Muitas pessoas podem apresentar infeções urinárias de forma reincidente, ou seja, mais do que uma vez. Se isso acontecer num intervalo curto de tempo (duas infeções em seis meses ou três infeções num ano), caracterizando a chamada “infeção urinária repetida”, isso poderá ser um sinal de algo mais sério, sendo importante procurar ajuda médica.

É importante ressaltar que a infeção urinária não é transmissível de uma pessoa para a outra. Não obstante, quando uma pessoa está com este problema, as relações sexuais podem fazer com que as bactérias entrem com mais facilidade no trato urinário, favorecendo o desenvolvimento de infeções.

Existem algumas dicas que podem ajudar a prevenir infeções urinárias no dia a dia, designadamente:

  • Beber muita água ao longo do dia;
  • Não segurar a urina e ir à casa de banho sempre que tiver vontade;
  • Proceder à higienização diária das zonas íntimas;
  • Lavar bem as mãos antes e depois de usar a casa de banho.

Por fim, referir que a informação presente neste artigo não substituiu o necessário acompanhamento médico. Aos primeiros sinais de infeção urinária, não deixe de procurar um profissional de saúde.

Mariana Bueno

Brasileira, jornalista e escritora. Desde criança tem os livros como os seus grandes companheiros e, mais tarde, transformou a escrita em profissão. É formada em Comunicação e pós-graduada em Media Digitais. Gosta de transmitir informações por meio dos seus textos e adora ouvir e contar boas histórias, de preferência as que descobre ao viajar por diferentes lugares.