Teletrabalho: guia para sobreviver ao trabalho a partir de casa

Muitos adeptos do teletrabalho referem que um dos “pontos positivos” do surto de Covid-19 foi contribuir para uma mudança de mentalidades relativamente ao trabalho a partir de casa. Se antes muitas empresas viam com alguma desconfiança o trabalho a partir de casa – encarando-o muitas vezes quase como um dia de férias – hoje vemos que as coisas já não são assim.

Quem trabalha a partir de casa tem, antes de tudo, de conseguir responder a três questões cruciais: Quando trabalho? Onde trabalho? Como criar limites entre a vida pessoal e a vida profissional?

Dicas para trabalhar em casa

Para aqueles que são novos nisto do teletrabalho, seja porque cá chegaram devido ao coronavírus ou porque encontraram um trabalho 100% remoto, deixamos um conjunto de dicas que encaramos como essenciais para que, através da adaptação a novos hábitos e rotinas, consiga manter ou até melhorar os seus níveis de produtividade.

Embora o teletrabalho potencie o conforto, é importante estabelecer regras

1. Criar uma rotina matinal

Da mesma forma que tinha hábitos e rotinas antes de começar a trabalhar, também o deve ter no trabalho a partir de casa. Se antes, corria antes de um longo dia de trabalho não o deixe de fazer só porque está em regime de teletrabalho. Somos seres de rotinas e estas são essenciais para a nossa produtividade.

2. Estabeleça um horário de trabalho

O teletrabalho tem imensas vantagens, a flexibilidade é apontada como uma das principais. No entanto, este excesso de flexibilidade pode ser complicado para os menos organizados. É importante, senão mesmo fulcral, que estabeleça um horário de trabalho e o respeite tal e qual como se estivesse no escritório, caso contrário o seu “excesso de pausas” para ver o programa da manhã ou para ver um serie na Netflix só lhe vai complicar a vida… O trabalho vai acumular!

3. Certifique-se que não é perturbado

As distrações não ajudam, sobretudo quando causadas por outras pessoas. Se vive sozinha não terá grande problemas, no entanto o(a) namorado(a) ou os filhos podem ser um fonte de fonte de distrações. É importante que as regras que estabelecer sejam respeitadas pelas pessoas com que vive, caso contrário o trabalho a partir de casa dificilmente funcionará – a produtividade vai pelo cano abaixo!

4. Não deixe de fazer pausas, mas não abuse

As pausas ao longo do dia são essenciais para continuarmos a ser produtivos – recomendamos pausas de 15 minutos. Ninguém consegue trabalhar ou estudar 5 horas seguidas. Se acha que o consegue, muito provavelmente está enganado. A flexibilidade do trabalho a partir de casa é propicia a que se abuse no número e na extensão das pausas que fazemos ao longo do dia. Evite isto, embora não deixando de as fazer.

5. Faça a sua pausa para almoço

Aqui a lógica é a mesma… Deve continuar a respeitar a sua pausa de 1 hora para almoço. Se necessário, use um temporizador para que ela não seja demasiado longa ou demasiado curta face ao que é habitual. Lembre-se que só tem uma pausa para almoço todos os dias, não 2 ou 3!

5. Saia de casa todos os dias

O teletrabalho é propicio a alguma moleza… Se passar o dia de pijama e apenas se vestir do tronco para cima quando tem videoconferência bem sabe que, muitas vezes, a vontade de sair de casa ao fim do dia de trabalho é pouca. O corpo precisa de movimento e ar puro, levante-se da cadeira ou do sofá e vá à rua todos os dias, seja para ir às compras, dar uma corrida ou outra coisa qualquer.

7. Não deixe de pedir o que precisa

Mesmo que esteja a trabalhar a partir de casa não tem de utilizar o seu computador pessoal para trabalhar. Aliás, a lei portuguesa determina que a sua entidade empregadora está obrigada a fornecer-lhe os instrumentos de trabalho necessários (computador, telemóvel, etc.). Se por exemplo achar que precisa de um teclado, rato ou monitor não deixe de o pedir à empresa.

8. Reserve um espaço para trabalhar

Um dos grandes erros de quem trabalha a partir de casa é não reservar um espaço da sua casa exclusivamente para trabalho – o escritório por exemplo. A grande maioria das pessoas tende a trabalhar na sala de estar como se um escritório se tratasse, deixando muitas vezes a televisão ligada, o que nada ajuda a manter um bom nível de produtividade.

9. Utilize uma VPN quando em teletrabalho

Certifique-se que usa uma VPN sempre que se conecta a redes wi-fi públicas, por exemplo em espaços de coworking, cafés, bibliotecas ou aeroportos. Algumas empresas tem as suas próprias VPN para garantir que o acesso à internet é o mais seguro possível. Se isto tudo lhe parece demasiado complicado contacte o departamento de IT da sua empresa.

10. Tenha um telemóvel só para trabalho

Muito se fala do “direito a desligar”. O trabalho remoto pode potenciar alguns misturas indesejadas entre a vida familiar e a vida profissional – por exemplo a ausência de um horário de trabalho ou de meios de comunicação próprios. Se o seu telemóvel pessoal é também o seu telemóvel de trabalho então aconselhamos que o deixe de ser.

11. Mantenha contacto com os seus colegas

Uma das grandes desvantagens do teletrabalho é a quase ausência de contacto social. Mesmo que tenhas muitas reuniões através de aplicações de videoconferência, o contacto social é indispensável. Embora não haja nenhuma formulá mágica para resolver a coisa, ir ao escritório uma vez ou outra pode ser uma boa solução para manter contactos com os seus colegas de trabalho e chefias.

12. Participe em atividade da empresa

Não desapareça do mapa! Recomendamos que, sempre que possível, não deixe de participar em atividades da empresa, sejam elas ações de formação em formato webinar ou chamadas em videoconferência apenas com o intuito de socializar. Como diz o ditado “longe da vista, longe do coração”.

13. Mais videoconferência e menos e-mails

Trabalhar remotamente pode ser complicado, sobretudo quando o nosso trabalho depende de outras pessoas. Comunicar de forma mais direta com a sua equipa é fundamental, razão pela qual deve privilegiar as aplicações de videoconferência como o Microsoft Teams e Zoom em detrimento dos emails. É seguramente melhor “perder” 2 minutos numa chamada vídeo do que andar numa troca incessante de e-mails.

14. Não seja demasiado exigente consigo

Disciplina é algo essencial no teletrabalho. No entanto, se não está habituado a trabalhar fora do escritório é natural que os primeiros tempos de trabalho em casa possam ser complicados. Dê o seu melhor, no entanto se as coisas não saírem como estava à espera não seja demasiado duro consigo. Ao final de algum tempo as coisas entram nos eixos!

15. Termine o dia de trabalho como começou

O final do dia é tão importante como o início. Da mesma forma que tem rotinas e hábitos antes de trabalhar, também os deve ter e MANTER no final de um longo dia de trabalho. Se antes ia até ao ginásio ou até uma esplanada beber uma cerveja sugerimos que não o deixe de fazer. As pequenas coisas são importantes!

A redação do trabalhador.pt

Adicionar comentário