A importância da linguagem corporal nas entrevistas de emprego

Se está a preparar-se para uma entrevista de emprego, já sabe que é importante estruturar e praticar as suas respostas, fazer a devida pesquisa sobre a empresa e escolher as roupas adequadas. No entanto, há ainda outro aspeto muito importante que não deve ser ignorado: a linguagem corporal.

Quando as respostas não são suficientes

Mesmo se responder impecavelmente a todas as perguntas, acredite que a linguagem corporal errada pode transmitir uma imagem desfavorável da pessoa e profissional que é. Para não correr riscos, disponibilizamos aqui algumas dicas que pode seguir para garantir que o seu discurso eloquente está em sintonia com a sua postura.

1. Gesticule as mãos enquanto fala

Um mecanismo de defesa comum entre candidatos nervosos é esconder as mãos. É normal que não queira deixar o recrutador olhar para as suas mãos transpiradas ou tremidas durante a entrevista, mas a verdade é que é importante demonstrar uma atitude assertiva, e ao gesticularmos as nossas mãos, mostramos que estamos confortáveis e confiantes perante a circunstância em questão.

Acredite que estes pequenos detalhes não passam despercebidos a um recrutador com anos de experiência e que já lidou com muitas pessoas diferentes pelo caminho.

2. Acene frequentemente com a cabeça

Este tipo de gesto demonstra o seu interesse na conversa, além do facto de concordar e compreender o que está a ouvir. Trata-se de um ótimo sinal de que está completamente atento e presente no momento.

Há pessoas que naturalmente acenam a cabeça durante as conversas do dia a dia, no entanto, se isto não for algo que costuma fazer, procure encontrar oportunidades durante a entrevista em que possa implementar esta dica. No entanto, tenha cuidado para não cair em exageros, pois assim mostraria estar ativamente a esforçar-se para demonstrar o seu interesse na conversa, em vez de este transparecer naturalmente.

3. Não se esqueça de sorrir

Um gesto simples, eficaz e frequentemente subestimado. É importante encontrar um balanço entre parecer uma pessoa séria e profissional, mas igualmente simpática e acolhedora. Por vezes, exibimos naturalmente uma cara mais trancada sem nos apercebermos, mas a verdade é que tal expressão facial serve para muitos como um reflexo da nossa personalidade.

Por exemplo, certamente todos conhecemos um amigo que possui a famosa “resting bitch face”, mas que é, na verdade, uma pessoa muito simpática que de arrogante ou intimidante nada tem. Por outras palavras, a nossa expressão facial pode influenciar significativamente a opinião de terceiros relativamente a nós mesmos, portanto, lembre-se de manter uma expressão amigável ao longo da entrevista e sorria, especialmente quando cumprimenta o recrutador ou quando se despede do mesmo.

4. Encoste-se completamente à cadeira

Através deste simples gesto, reflete uma postura segura e confiante da sua parte. Tente manter as costas direitas ao longo da entrevista e evite cruzar as pernas ou os braços, pois ambos podem ser interpretados como gestos defensivos ou reflexões de desconforto. Lembre-se ainda de tentar relaxar os músculos ao máximo, pois qualquer sinal de tensão da sua parte pode transmitir uma imagem indesejada de alguém inseguro e desconfortável.  Se achar útil, treine este tipo de postura uns dias antes em casa, para que no dia da entrevista estes pequenos detalhes podem surgir mais naturalmente.

5. Mantenha o contacto visual

Outro hábito comum entre candidatos nervosos passa por evitar o contacto visual com o recrutador. Esta é uma situação intimidante. Compreendemos isso. No entanto, existem realmente certos aspetos que não devem ser ignorados no que toca a causar uma boa impressão, e o contacto visual é definitivamente um deles.

Quem evita o olhar é normalmente visto como alguém distante e não confiável. Procure sempre manter o contacto visual para mostrar que está presente, atento e interessado na conversa e que, principalmente, não tem nada a esconder.

6. Inicie um aperto de mão firme

Se surgir oportunidade, seja a primeira pessoa a iniciar o aperto de mão, pois mostra imediatamente, na primeira impressão, que é alguém confiante e que está preparado para seguir para a entrevista. Além disso, um aperto de mão firme é visto como um sinal de segurança e convicção, portanto certifique-se de que encontra um balanço ideal entre firmeza e suavidade.

7. Evite cair em velhos hábitos

O mais provável é que todos nós tenhamos alguns hábitos característicos. Há quem roa as unhas, balance as pernas ou utilize os dedos para fazer pequenos encaracolamentos no cabelo. Além de distrativos para o recrutador, estes pequenos gestos também não trazem benefícios para si, pois podem ser interpretados como sinais de desatenção ou aborrecimento, ou simplesmente, falta de profissionalismo. Procure deixar esses hábitos de lado e adote uma postura firme e adequada através das dicas já mencionadas.

O segredo para uma postura adequada acaba por ser o equilíbrio. É desafiante mostrar ser uma pessoa séria, mas não demasiado ou confiante, mas não arrogante, por exemplo. Além disso, já é preocupação suficiente pensar sobre todas as questões que lhe podem ser colocadas, preparar as respostas, fazer a devida investigação pré-entrevista, ou simplesmente treinar a sua mente para não encarar a entrevista como uma situação intimidante que o faz tremer sempre que se lembra dela.

Sabemos que se no topo de tudo isto colocarmos ainda pequenas regras de etiqueta, o mais provável é que encare este cenário como um bicho de sete cabeças que requer demasiado trabalho e preparação. É verdade que uma entrevista de emprego é um momento importante e que exige dedicação da sua parte, no entanto, verá que ao preparar-se adequadamente e com antecedência, as coisas acabarão por surgir naturalmente. Boa sorte!

trabalhador.pt

Adicionar comentário