Como responder à pergunta “quais as suas expetativas salariais”?

A pergunta acerca das expetativas salariais de um candidato é provavelmente a parte mais desafiante de uma entrevista de emprego. Deve ser completamente honesto? Tem medo de pedir demasiado? Vai arrepender-se se pedir tão pouco? Estas são algumas das dúvidas que invadem a mente de uma pessoa na hora da resposta. De forma a não ficar paralisado e cheio de incertezas quanto ao que deve ou não deve dizer, decidimos partilhar algumas dicas que o poderão ajudar.

Porque é que o recrutador faz esta pergunta?

Esta questão é feita por diversas razões:

  • A empresa pretende saber se possui os recursos para atender ao seu pedido;
  • A empresa pretende saber o quanto se valoriza a si e ao seu trabalho;
  • A empresa pretende conhecer as suas ambições para determinar se a sua contratação seria uma boa decisão;

Como pode verificar, a sua resposta permite dar a conhecer muitos aspetos sobre si e pode consequentemente fazê-lo ganhar ou perder o trabalho. Por isso, é necessário fazer a devida pesquisa e treinar o seu discurso. Seguem-se agora algumas dicas que pode seguir para facilitar a construção da resposta ideal para esta pergunta tão complexa. 

O que deve dizer ou fazer?

Não aceite valores baixos da mesma forma que não deve pedir um salário irrealista.

Investigar, investigar, investigar

Antes de saber o que deve pedir de acordo com as suas competências e experiência, convém perceber os números praticados na sua indústria, no seu cargo em específico e na área geográfica em que se encontra. Não serão necessárias muitas visitas ao Google para explorar e compreender todos estes fatores.

Deve recolher o máximo de informação que conseguir e certifique-se de que está a consultar fontes fidedignas. Desta forma, poderá pensar num salário justo.

Esteja preparado para negociar

São raras as vezes em que um primeiro salário não é questionado ou alterado, por isso esteja preparado para enfrentar este cenário. Muitas pessoas sentem-se intimidadas e com receio de perder a oportunidade de emprego, acabando por pedir menos do que o que acham que merecem. Seja honesto e realista. Com base na pesquisa que realizou, refira um salário que considere justo e satisfatório para ambos os lados.

É importante mostrar-se flexível para negociar, pois assim dá a entender que tem ambas as partes em consideração.

Apenas negoceie números que considere justos

Uma entrevista de emprego é das poucas ocasiões oportunas em que pode negociar o seu salário, por isso aproveite-a. Não se contente com números baixos devido ao receio de ser rejeitado, pois se acabar por ficar com o trabalho, irá questionar-se vezes sem conta como seria a sua situação se tivesse negociado e pedido o que realmente merece.

É por esta razão que a pesquisa é tão essencial neste contexto. Como referido anteriormente, faça a devida pesquisa e aponte os ordenados médios praticados na sua área profissional e região. Se apresentar argumentos baseados nestes números, torna-se difícil para o recrutador oferecer um salário mais baixo. 

Tente dar números concretos

A maioria dos recrutadores gosta de saber o salário específico que tem em mente. Neste caso, e se não tiver pensado num valor em concreto, recomendamos que ofereça uma estimativa entre o número mínimo e máximo. Contudo, certifique-se de que os números são aproximados, pois quanto mais afastadas forem as estimativas, maior a probabilidade de acabar num número mais próximo do mínimo do que do máximo.

Por exemplo, em vez de dizer que espera um salário entre os 2.000€ e os 10.000€, mencione valores mais aproximados como 7.000€ e 10.000€. Assim, a probabilidade de acabar com um salário melhor é mais elevada.

Mencione as competências antes dos números

Antes de referir quaisquer valores, certifique-se de que relembra o recrutador quanto à sua experiência. Por exemplo, pode responder algo como “Com base nos meus 20 anos de experiência em diversas áreas, espero um salário entre os 10.000€ e 15.000€.” Desta forma, está a deixar claro o valor e contributo que pode dar à empresa, o que pode influenciar a decisão do recrutador.

Como pedir um salário através de uma candidatura eletrónica?

Agora que partilhámos algumas dicas para aplicar nas entrevistas cara a cara, achamos também relevante abordar o que deve escrever através das candidaturas eletrónicas.

Em primeiro lugar, se a resposta for opcional, pode simplesmente não responder. Contudo, recomendamos que o faça, pois esta é realmente uma questão importante e que permite ao recrutador chegar a várias conclusões. Além disso, quanto mais completa estiver uma candidatura, melhor.

Se decidir responder à questão, lembre-se de que, ao contrário de uma entrevista cara a cara, tem aqui poucas oportunidades para causar uma boa impressão, por isso certifique-se de que escreve aspetos apelativos para a empresa. Aqui ficam algumas dicas:

  • Coloque um salário baseado na sua pesquisa
  • Escreva palavras como “flexível” ou “negociável”
  • Não coloque um único salário específico
  • Ofereça uma estimativa do que pretende receber com valores aproximados
  • Mencione que está disponível para uma entrevista cara a cara

Por fim, gostaríamos apenas de dizer que não precisa de ter medo de responder a questões associadas ao salário que pretende. Encare a situação como uma boa oportunidade para pedir o que realmente acha justo e concretizável tanto para a empresa como para si. Esperamos que as dicas tenham sido úteis. Boa sorte!

trabalhador.pt

Adicionar comentário