Profissões de risco: descubra quais as mais perigosas

Há diversas profissões que envolvem atividades consideradas de risco e, por isso, merecem cuidados especiais. Os profissionais que se destinam a essas atividades estão em risco constante e as suas vidas são algo imprevisíveis, já que, quando saem de casa, não sabem o que pode ocorrer durante um dia normal de trabalho.

É difícil enumerar todas as profissões de risco, pois nem mesmo a Organização Mundial do Trabalho possui um ranking com as profissões mais perigosas do mundo. No entanto, realizámos diversas pesquisas e vamos enunciar algumas das profissões mais perigosas do mundo ao longo deste artigo.

Quais as principais profissões de risco?

São várias as profissões que estão expostos a riscos profissionais. Perante a impossibilidade de abordarmos todas as profissões de risco, elaboramos um lista onde colocamos algumas das mais conhecidas.

1. Polícias

Apesar de todos as provas a que os candidatos às forças de segurança (GNR, PSP e PJ, por exemplo) são submetidos antes de ingressarem na carreira, incluindo testes psicotécnicos, os policias são profissionais que estão diariamente expostos a uma série de ameaças e condições geradoras de stress.

2. Profissionais da saúde

Os profissionais de saúde estão expostos a diversos riscos ao longo da carreira, especialmente, tornando-se alvo vulneráveis a riscos de saúde na linha de trabalho. Nas profissões ligadas à saúde existem elevados graus de stress, devido às repercussões dos seus erros e do contacto com doentes/familiares transtornados, levando também a uma possível deterioração da saúde mental destes profissionais.

3. Coletores de lixo

Os coletores de lixo estão expostos a diversos riscos, em grande medida por ser uma profissão habitualmente desempenhada durante o período noturno. Entre os principais riscos, estão os acidentes de trabalho e potenciais contaminações em virtude do contacto com o lixo.

4. Camionistas

Na estrada constantemente, além do risco de acidentes rodoviários, os camionista também estão vulneráveis a assaltos. Além disso existem também riscos de saúde, em grande medida devido à rotina, por vezes, exaustantes. Por estes e outros motivos constam da lista de profissões de risco.

5. Limpadores de janelas

Esta é uma profissão bastante comum, mas que expõe muito o profissional que realiza esta tarefa, principalmente em prédios com diversos andares. É preciso estar sempre atento aos equipamentos de segurança e movimentos realizados durante a limpeza das janelas.

6. Mineiros

Estes profissionais dedicam-se a explodir, cortar ou remover rochas. É um trabalho extremamente pesado e de alto risco, pois podem acontecer diversos imprevistos, deixando os mineiros totalmente expostos a acidentes de trabalho. Trata-se de uma das atividades mais vezes apontadas como profissões de risco.

7. Pedreiros

Assim como o limpador de janelas, o pedreiro, dependendo do seu local de trabalho, pode ter que encarar grandes alturas, e nem sempre poderá contar com os equipamentos de segurança ou formação necessários.

8. Eletricistas

Além de lidarem com altas cargas elétricas, os eletricistas também fazem parte do grupo que, por vezes, precisa trabalhar em grandes alturas (nos postes de eletricidade, por exemplo) o que acarreta riscos acrescidos de segurança.

9. Duplos de cinema

Os duplos são os profissionais que se dedicam a realizarem cenas de alto risco em novelas, filmes ou séries. Entre acidentes fictícios, assaltos e diversas outras cenas de ação que se propõem a fazer, acabam por estar expostos a riscos variados. Mesmo tendo treino especifico, uma queda de forma incorreta tem sempre as suas consequências, razão pela qual a colocamos na lista de profissões de risco.

10. Astronautas

Apesar de não ser uma profissão comum, é uma profissão que envolve um grande risco. A exposição à radiação e o isolamento (que pode levar à depressão, por exemplo) são dois dos principais.

11. Pilotos de avião

Embora o transporte aéreo seja uma das formas mais seguras de nos deslocarmos, estes profissionais estão expostos a diversos imprevistos que podem ocorrer durante um voo, como a falta de combustível ou problemas na descolagem ou aterragem.

12. Jornalistas

O jornalismo, apesar de não parecer, é uma profissão de risco, sobretudo em determinadas zonas do globo. De acordo com a área que estes profissionais escolhem seguir, poderão estará exposto a riscos relacionados com a sua saúde física e mental.

13. Gasolineiros

Estes profissionais ficam expostos, diariamente, ao benzeno (substância cancerígena), devido aos vapores libertados pelos combustíveis. Há, ainda, o risco de incêndios, além de problemas de ressecamento e queimaduras que o contato do combustível com a pele pode acarretar.

14. Estafetas

Os estafetas lidam com uma grande quantidade de trabalho, com prazos, muitas vezes, curtos para realizarem as suas tarefas. Com isso, acabam por se expor a vários riscos, nomeadamente aos inerentes ao trânsito, daí constarem na lista de profissões de risco.

Vale a pena enfrentar o risco?

Depois de ler todos os riscos que envolvem estas profissão, deve estar a perguntar-se : vale a pena encarar tudo isso? Não há uma resposta perfeita para essa questão. Tudo dependerá de como encara a sua profissão e da satisfação profissional que esta lhe confere. Sejam profissões de risco ou não, a escolha é sempre sua.

Muitas das profissões de risco, justamente pela alta exposição que os profissionais sofrem, acabam por serem bem pagas (não todas!). Além disso, são oferecidos diversas formações antes de encarar qualquer uma dessas atividades na prática.

Se é uma pessoa que não gosta de aventuras e tem medo de diversas das coisas que fomos mencionando ao longo da lista, como de alturas, por exemplo, então, muito provavelmente, essas profissões não são para si. Mesmo um bom salário não compensará!

Apesar disso, há pessoas que parecem já nascer preparadas para encarar profissões de riscos e os seus desafios. No entanto, antes de tomar qualquer decisão sobre a profissão que deseja seguir,  é preciso pesquisar a fundo e estar preparado para tudo que poderá enfrentar.

Como avaliar uma profissão de risco?

É difícil prever, em números, os riscos de uma determinada profissão. No entanto, se está a pensar em seguir profissões de risco, é preciso analisar todas as atividades que esta envolve, mesmo que não seja possível prever isso de forma numérica.

Quando escolhemos uma profissão, é natural pesquisarmos sobre as tarefas do dia a dia, seja na internet ou através de conversas com pessoas que já atuam na área. Estas são as formas maneiras de avaliar os riscos de uma profissão e sabermos se estamos dispostos a enfrentá-los ou não.

Trabalhar numa profissão de risco, seja ela qual for, exige calma, foco e concentração, para que tudo sempre se mantenha em ordem e saiba lidar da melhor maneira com os imprevistos que podem ocorrer. É preciso, ainda, possuir um raciocínio lógico e rápido, caso seja necessário que tomar alguma decisão rápida.

Dicas para prevenir acidentes de trabalho

Os imprevistos podem acontecer, todavia, há alguns cuidados que podemos adotar para os minimizar, sobretudo em profissões de risco. Em seguida, partilhamos algumas dicas:

  1. Utilize sempre os equipamentos adequados;
  2. Esteja sempre à procura de informações: faça cursos e atualize-se sempre;
  3. Não realize tarefas que não está habituado a fazer;
  4. Faça tudo com bastante calma, pois, quando temos pressa para realizar alguma atividade, a probabilidade de acidentes de trabalho é muito maior;
  5. Cuidado ao manusear determinadas ferramentas que podem acarretar riscos;

Gostou de saber mais sobre as principais profissões de risco? Compartilhe este texto com um amigo que também precisa de informação sobre o assunto.

A redação do trabalhador.pt