Borbulhas na cara: causas, tratamento e prevenção da acne

Muito comum na fase da adolescência, mas também presente na idade adulta, as borbulhas na cara são geradoras de vários problemas. As lesões cutâneas, algumas vezes dolorosas, podem deixar cicatrizes e marcas que afetam a aparência e, consequentemente, autoestima de quem sofre com este “problema”.

Como a aparência é um fator importante, sobretudo para os adolescentes, o excesso de borbulhas na cara pode acabar por afetar a parte psicológica, causando timidez, insegurança e até mesmo depressão.

Desta forma, perante os primeiros sinais de borbulhas na cara, é importante lidar com o problema, de forma a iniciar o tratamento adequado o quanto antes que, embora possa ser um processo longo, acaba por ter bons resultados.

Por estarmos cientes que este é um problema que afeta muitas pessoas, mesmo que em diferentes alturas da vida, redigimos o presente artigo onde procuramos dar resposta às perguntas mais problemáticas sobre as borbulhas na cara, nomeadamente as suas causas, os tratamentos possíveis e a forma de as prevenir.

O que são borbulhas?

A pele, que é o maior órgão do corpo humano, possui pequenos folículos pilosos, cada um com uma glândula sebácea. Estas glândulas têm a função de expelir óleo para manter a pele e os cabelos devidamente hidratados.

Porém, alguns fatores hormonais podem fazer com que seja expelida uma maior quantidade de óleo, que acaba por se acumular nas camadas superiores da pele e assim obstruir as glândulas sebáceas.

Este entupimento causa uma inflamação cutânea, conhecido como acne, formando borbulhas (pústulas e pápulas com pus), comedões fechados (pontos brancos) ou abertos (pontos pretos – cravos). Surgem geralmente na “área T” do rosto (testa, nariz e queixo), no entanto, também podem aparecer nos ombros, costas e no peito.

Qual a idade mais afetada pelas borbulhas?

O número de pessoas com problemas de borbulhas tem vindo a crescer desde a década de 80. Estima-se que hoje em cada 5 adolescentes, 4 apresentem borbulhas na cara, podendo este problema permanecer até à idade adulta.

Todavia, não se trata de uma disfunção que atinge apenas os adolescentes. Alguns dados apontam para que 40% das mulheres entre os 25 e os 40 anos também sofram com as borbulhas na cara. Por se tratar de um problema que, regra geral, é causado por alterações hormonais, nas mulheres as borbulhas na cara tendem a surgir sobretudo durante o pré-menstrual ou gravidez.

Que tipos de borbulhas podem surgir na cara?

O processo inflamatório da pele, que como já referido ocorre pela obstrução das glândulas sebáceas, causa dois tipos de borbulhas: a acne inflamatória e a acne comedogênica.

A acne inflamatória é o processo que leva ao aparecimento das borbulhas, pústulas e pápulas cheias de pus. Já a acne comedogênica causa o surgimento de comedões abertos ou fechados. Os dois tipos de acne, inflamatório e comedogênico, podem surgir em conjunto na pele afetada pelo problema.

O que leva ao aparecimento de borbulhas?

O principal fator que leva ao surgimento de borbulhas na cara, é a alteração dos níveis de hormonas masculinos e femininas, também conhecidas por (ou andrógeno e estrógeno, respetivamente. Estas “alterações” ocorrem sobretudo durante a adolescência, embora também possam ocorrer na idade adulta.

Não obstante, existem muitos outros fatores que podem causar borbulhas na cara, listamos alguns deles:

  • Fatores genéticos: pessoas com ascendentes (pais, avós, etc) que têm/tiveram histórico de pele acneica, poderão ter maior propensão a desenvolver o mesmo problema; 
  • Uso de produtos inadequados: as pessoas com propensão ao aparecimento de acne, devem ter maior cuidado na escolha dos produtos para limpeza e hidratação da pele. Recomenda-se cosméticos mais suaves, não demasiado abrasivos ou gordurosos;
  • Tabagismo: além de outros malefícios, o tabaco prejudica também a circulação sanguínea da pele, que tem como função de mantê-la saudável e bonita. Outro agravante é que os químicos encontrados nos cigarros, podem causar irritações na pele tornando-a suscetível a problemas.

Quais sintomas da acne?

Cada casa é um caso. Queremos com isto dizer que cada indivíduo desenvolve sintomas diferentes relacionados com processo inflamatório da pele, isto é, com a acne. Pode até dar-se o caso de haver uma junção de vários sintomas.

Os principais sintomas da acne são:

  • Comedões abertos ou fechados, os conhecidos cravos;
  • Pápulas, lesões arredondadas e endurecidas (borbulhas);
  • Pústulas, lesões com pus (outro tipo de borbulha);
  • Nódulos, inflamações que atingem camadas mais profundas da pele, são avermelhados e podem causar cicatrizes;
  • Cistos, são maiores que as pústulas, mais profundos e inflamados, podem ser muito dolorosos e também causar cicatrizes.

O processo inflamatório causador das borbulhas, não está relacionado a sujidade do sangue ou da pele.

As borbulhas da acne têm tratamento?

Sim. As borbulhas da acne são passíveis de tratamento. Não obstante, tudo depende do grau de severidade, nalgumas situações será possível “curar” este problema de pele, noutras, apenas controlá-lo.

O tratamento precoce das borbulhas da acne é extremamente importante, não apenas para melhorar a parte estética, mas para evitar o agravamento dos processos inflamatórios da pele e até mesmo a saúde psicológica do paciente.

Assim sendo, quanto mais cedo for iniciado o tratamento, melhor será a recuperação e evitará o surgimento de cicatrizes – bastante difíceis de serem resolvidas na idade adulta.

Para o início do tratamento é necessário levar em consideração vários fatores como: a gravidade do problema, a localização e características do indivíduo.

Em caso de inflamações leves, o tratamento das borbulhas pode ser apenas local com a combinação de produtos cosméticos como: ácido salicílico, peróxido de benzoíla e retinóides, todos mediante prescrição médica.

Caso o tratamento cosmético não tenha os resultados esperados, o médico poderá introduzir antibióticos específicos por via oral, associados ao tratamento tópico, que deverá ser mantido no máximo por três meses e por até três períodos.

Nos casos de acne em mulheres adultas, o médico poderá indicar o tratamento hormonal, se não houver nenhuma contra indicação para tal.

O controlo do processo inflamatório que leva às borbulhas na cara, pode ser complementado com procedimentos como: extração de cravos, peelings químicos, microdermoabrasão, alguns tipos de laser, esfoliação química e limpeza de pele (feita por esteticistas especializados), sempre sob a orientação de um médico dermatologista.

É também recomendado introduzir como coadjuvante ao tratamento das borbulhas o uso de protetores solares “oil free”, não manipular as lesões e principalmente moderar a exposição solar.

São inúmeras as possibilidades de tratamento para borbulhas na cara, o mais importante é fazê-lo precocemente e ter o acompanhamento profissional durante todo o processo.

Como prevenir o surgimento de borbulhas?

A pele acneica tem na sua origem disfunções hormonais e genéticas. Portanto parece não haver uma relação direta com a alimentação. Assim sendo, poderá não ser necessária a indicação de dietas especiais para prevenção da acne.

Porém, existem algumas medidas que podem ajudar a prevenir as borbulhas. A primeira é uma boa higienização da pele com sabonetes ou produtos de limpeza indicados para pele acneica ou oleosa. A indicação é fazer a higienização da pele de manhã e à noite, não mais do que duas vezes ao dia. O excesso de limpeza pode causar irritações e até agravar o problema.

Escolher hidratantes e protetores solares “oil free” é outro fator importante para prevenir o aparecimento de borbulhas na cara. Evitar uma exposição ao sol demasiado prolongada é também algo a ter em consideração, dado que, apesar de inicialmente dar a impressão de melhorar o aspecto da pele, poderá levar ao agravamento das borbulhas.

Verdades e mentiras sobre as borbulhas na cara

Existem muitos mitos sobre o surgimento das borbulhas na cara, fazendo com que muita gente tenha como verdades crenças que não estão cientificamente comprovadas.

Cientes disso, procuramos esclarecer alguns dos principais mitos sobre o que causa o processo inflamatório e o aparecimento de borbulhas. Confira a tabela infra:

PerguntaMito ou verdade?
“Não é necessário tratar, pois as borbulhas na cara são próprias da idade” ou “desaparecem com o tempo”.Mito: como pudemos ver ao longo do artigo, a acne é passível de tratamento e quanto mais cedo for iniciado, melhor será o resultado.
“A acne não é uma doença”.Mito: acne é um processo inflamatório da pele, portanto uma doença tratável, que pode ser curada ou, pelo menos, controlada.
“É uma doença transmissível”.Mito: trata-se de um processo inflamatório do indivíduo, portanto não é transmissível para outras pessoas.
“Comer chocolate aumenta o surgimento de borbulhas”.Mito: a pele acneica tem como principais causas as alterações hormonais e a genética, portanto a alimentação não tem relação direta com o seu surgimento.
“As borbulhas aparecem com mais frequência no período pré-menstrual”.Verdade: neste período há uma alteração hormonal, tal como durante a gravidez, sendo mais propício ao surgimento de borbulhas.
“Espremer as borbulhas na cara agrava o problema”.Verdade: espremer as borbulhas além de aumentar o processo inflamatório, pode levar ao surgimento de cicatrizes.
“O uso de hidratantes piora o problema”.Verdade: hidratantes e cremes com muita gordura podem aumentar as borbulhas na cara, o indicado é usar cremes “oil free”.

Esperamos que o presente artigo tenha ajudado a perceber quais as causas, sintomas e tratamento paras as borbulhas na cara. Agora é consigo!

A redação do trabalhador.pt