Coisas que não deve dizer numa entrevista de emprego

Uma entrevista de emprego é um dos momentos mais importantes no processo de avaliação de um candidato. Se foi convocado para uma então é porque, à partida, reúne os requisitos mínimos para a vaga em concreto. Por ser o primeiro momento de “contacto direto” entre o candidato e o recrutador, não só é importante saber o que dizer, mas também, e talvez mais importante, saber aquilo que não pode dizer.

Neste artigo abordamos algumas das coisas que consideramos importantes não referir nas entrevistas de emprego.

1. Não falar mal do seu antigo emprego

Entre as coisas que não deve dizer numa entrevista de emprego, uma das mais importantes é não fazer críticas excessivas ao seu emprego anterior, seja da empresa como um todo, dos seus ex-colegas de profissão e, principalmente, do seu antigo chefe.

Mesmo que tenha sido vítima de um péssimo patrão, o mais recomendado é não expor isso em demasia numa entrevista de emprego, dado que isso poderá não abonar a seu favor.

Coloque-se na pele do entrevistador, será que ao o estar a ouvir queixar-se do seu anterior superior hierárquico , não poderá imaginar que lhe possa fazer exatamente o mesmo no futuro? Provavelmente sim.

Na prática, um candidato que perde muito tempo em lamentações, particularmente de aspetos relacionados com o seu antigo emprego, poderá ser interpretado como uma pessoa que carrega muita negatividade, obviamente algo que não ajudará à sua contratação.

2. Evite fazer perguntas muito básicas

Questionar o entrevistador é importante, pois passa a impressão que o candidato está realmente interessado na vaga de emprego. Porém, não caia na armadilha de fazer perguntas muito básicas ou de resposta óbvia, já que isso poderá transparecer alguma falta de preparação para a entrevista de emprego.

Perguntas como, por exemplo, “o que a empresa faz?” ou “a empresa está bem economicamente?”, demonstra falta de conhecimento, dado que esses são assuntos que deveria saber previamente à entrevista de emprego.

Em suma, o entrevistador poderá encarar perguntas muito básicas como uma falta de preparação da sua parte o que, em última análise, poderá determinar a sua exclusão do processo de recrutamento.

Assim, recomendamos que antes da entrevista procure-se informar, visitando o site da instituição. Também pode ser importante conhecer alguns dos concorrentes da empresa à qual se está a candidatar, além do posicionamento desta no mercado.

3. Evite certos tipos de linguagem

É importante ter presente que, por mais informal que seja, uma entrevista de emprego é um momento de avaliação. Referimos isto por acreditar ser importante manter uma certa postura, designadamente certos tipos de linguagem.

O vocabulário que utiliza é um excelente instrumento para deixar uma impressão positiva no recrutador. Se por um lado deverá evitar palavrões ou baixo calão, por outro deverá também evitar uma linguagem de cariz manifestamente técnico (a não ser que a vaga em concreto assim o exija), sob pena disso dificultar a comunicação.

Isto não quer dizer que precise de ser excessivamente formal, podendo até ser importante sentir-se à vontade em falar com o entrevistador. Não obstante, deverá moderar o entusiasmo que alguma sensação de informalidade possa gerar.

Portanto, muito cuidado com esta questão.

4. Evite exagerar nas expetativas

Suponhamos que este é o seu primeiro emprego, ou, pelo menos, o primeiro emprego naquela área profissional. É normal que construa certas expectativas quanto ao trabalho, no entanto deverá ficar atento para não extrapolar esse sentimento, especialmente em frente do entrevistador.

É muito comum o entrevistador perguntar aos candidatos como se imaginam daqui a alguns anos. Então, é preciso ter um certo cuidado para não deixar transparecer expectativas muito fora da realidade. Exemplo: caso tenha começado a sua carreira muito recentemente, dificilmente, chegará em tão pouco tempo ao topo da empresa.

Como alternativa, poderá apresentar uma espécie de plano de carreira, enumerando todos os conhecimentos e experiências que pretende adquiri ao longo dos anos que passará na empresa (mas tudo dentro da realidade), traçando um objetivo dentro dessas possibilidades. Desta forma, estará a passar a ideia de alguém que se preocupa com o seu futuro profissional, e não a de um simples sonhador.

5. Evite falar demasiado de si

Entre as coisas que se devem evitar dizer/fazer numa entrevista de emprego, esta talvez seja uma das mais difíceis, afinal de contas, a entrevista de emprego é uma ótima oportunidade para fazer marketing pessoal.

Não queremos com isto dizer que deverá deixar de falar de si, aliás foi à entrevista precisamente para isso. No entanto, deverá fazê-lo evitando exageros para não passar uma impressão de “auto-suficiência”, como se fosse resolver todos os problemas da empresa sozinho. Entre outras coisas, isto é irreal e passa uma impressão de vaidade excessiva.

Hoje em dia, o que a generalidade das empresas procura é alguém que saiba lidar com pessoas, que possa trabalhar em equipa de uma maneira natural e tranquila. Queremos com isto sugerir que ao falar de si, o faça como um elemento de uma equipa (uma peça da engrenagem) e não de uma maneira excessivamente individualista.

Por fim, resta-nos sugerir que evite interromper o entrevistador. Boa sorte!

A redação do trabalhador.pt