Manchas na pele: quais as causas, precauções e tratamentos

As manchas na pele são algo relativamente comum. Podem ser causadas por vários fatores, nomeadamente por espinhas, pela exposição solar em excesso, por pancadas e até por queimaduras, não estando, regra geral, ligadas a um processo inflamatório.

Além das causas que anteriormente mencionamos, as manchas na pele podem ser causadas por algumas doenças de pele. Independentemente do “agente causador”, é importante procurar aconselhamento junto de um médico dermatologista.

As manchas na pele, podem ser claras, escuras ou até avermelhadas. Normalmente as manchas escuras são resultado da concentração de melanina na região afetada, que podem ser causadas pela exposição excessiva ao sol, por alterações hormonais e por medicamentos.

Neste artigo abordamos as manchas na pele, procurando responder a algumas das perguntas mais frequentes, designadamente quais as suas causas e como evitar o seu aparecimento.

Tipos de manchas mais comuns na pele

Como referimos, as manchas na pele podem ser causadas por vários fatores, nomeadamente por condições e doenças de pele. Entre as causas mais comuns para o seu aparecimento poderão estar:

  • Melasma;
  • Exposição solar excessiva;
  • Dermatite;
  • Pitiríase versicolor;
  • Fitofotodermatite;
  • Diabetes;
  • Vitiligo;
  • Acne.

1. Melasma

O melasma trata-se do aumento de melanina (proteína que protege a pele das queimaduras do sol). Este processo de acumulação de melanina causa manchas castanhas na pele, regra geral, de forma irregular.

Estas manchas são particularmente visíveis na região da face (maçãs do rosto, lábios superiores, testa, queixo e têmpora), mas podem também afetar outras zonas do corpo (antebraços, pescoço e colo).

Regra geral, este tipo de manchas na pele surgem com mais frequência em mulheres entre os 20 e os 50 anos, ocorrendo muito raramente antes da puberdade. O melasma afeta sobretudo pessoas com um tom de pele mais escuro.

Possíveis causas de melasma:

  • Exposição prolongada ao sol;
  • Problemas na tiroide;
  • Utilização de métodos contracetivos de base hormonal;
  • Gravidez – período em que as alterações hormonais estimulam uma maior produção de melanina.

A melhor forma de evitar as manchas na pele provocadas pelo melasma, é não se expor demasiado tempo ao sol (sobretudo nos períodos de maior intensidade), usar frequentemente protetor solar e evitar ambientes muito quentes. O protetor solar indicado para pessoas com melasma, deve ter proteção UV com fator de proteção acima de 30.

No que concerne ao tratamento deste tipo de mancha na pele, este tem de ser diagnosticado por um médico dermatologista, que indicará produtos tópicos para melhorar as manchas.

2. Manchas induzidas pelo sol

A exposição excessiva ao sol, pode causar outro tipo de manchas na pele, nomeadamente manchas de cor castanha que surgem no rosto, colo e no dorso da mão, áreas mais expostas ao sol.

Normalmente tratam-se de manchas pequenas e afetam principalmente pessoas de pele clara, a partir dos 40 anos. Não obstante, podem também afetar pessoas mais jovens.

A melhor maneira de as prevenir, é evitar a exposição excessiva ao sol e usar protetor solar. Não obstante, caso já tenham aparecido, existem alguns tratamentos estéticos que podem ajudar a removê-las, ou, pelo menos, amenizar o problema.

Porém, é importante procurar a opinião de um dermatologista que fará a indicação dos procedimentos estéticos mais adequados, além de verificar se não se trata de um problema mais sério.

3. Dermatite

A dermatite é causada por um processo alérgico, que tem como consequências o aparecimento de manchas vermelhas ou castanhas na pele e comichão na zona afetada.

Este processo alérgico pode ser desencadeado pela ingestão de alimentos alergénicos, como o camarão e o amendoim, por exemplo. A dermatite pode também ser causada por alergias a algumas substâncias na composição dos cosméticos, nomeadamente hidratantes e perfumes.

Para tratar este tipo de manchas na pele, é necessário o tratamento dos processos alérgicos, sendo portanto imprescindível consultar um médico dermatologista.

4. Pitiríase versicolor

Trata-se de um processo inflamatório causado por fungos, que provocam manchas na pele de coloração branca. Normalmente a contaminação, apesar de ser também conhecida como “micose de praia”, não surge após frequentar a praia. Regra geral, a pessoa já tinha desenvolvido a micose, e após se expor ao sol, e ficar com a pele mais bronzeada, passaram a serem visíveis manchas na pele.

O fungo que causa esta micose, vive na nossa pele, no entanto, é sobretudo quando o indivíduo tem o seu sistema imunitário comprometido, que a pitiríase versicolor se manifesta.

Para resolver o problema das manchas na pele causadas pela pitiríase versicolor, é necessário procurar ajuda médica, de forma a que lhe sejam prescritos medicamentos para combater o fungo.

5. Fitofotodermatite

Ao cortar frutas cítricas, como o limão, a lima e a laranja, são libertados químicos que acentuam a sensibilidade da pele humana à luz solar. Caso não lave corretamente as mãos e as expuser ao sol é provável que surjam queimaduras.

Estas queimaduras podem ser leves, causando apenas manchas escuras na pele, ou  mais graves causando bolhas e ferimentos. Para resolver o problema, quando o resultado for apenas uma mancha, basta higienizar o local, e aplicar protetor solar, devendo as manchas na pele desaparecer com o tempo. Porém, nos casos mais graves, deverá procurar aconselhamento médico para que seja prescrito o tratamento mais indicado.

6. Diabetes

Pessoas que padecem da diabetes podem apresentar manchas na pele de coloração escura. A acantose nigricans, como é conhecida cientificamente, é uma doença caracterizada por hiperqueratose e hiperpigmentação, estando associada à diabetes e a outras condições como a obesidade, hipotireoidismo, hipertireoidismo, entre outros. Regra geral, as manchas na pele surgem nas axilas, dobras do pescoço e no peito.

O tratamento das manchas causadas pela acantose nigricans, carece de diagnóstico e prescrição médica.

7. Vitiligo

Estima-se que, pelo menos, 2% da população mundial seja afetada por esta doença, que causa manchas brancas na pele. Isto ocorre em virtude de haver uma diminuição ou falta de melanina na pele. Normalmente o vitiligo ocorre em regiões como rosto, os órgãos genitais, os cotovelos, as mãos e os pés.

Em virtude de se tratar de uma condição complexa, é importante procurar um dermatologista para lhe ser diagnosticado o tratamento mais adequado.

8. Acne

Pessoas que desenvolvem problemas graves de acne, podem ficar com cicatrizes causadas pelas espinhas, e assim desenvolver manchas na pele. As manchas provocadas pela acne podem ser avermelhadas ou de coloração escura.

É possível fazer tratamentos para atenuar as manchas na pele causadas pela acne, todavia, é necessário primeiro procurar aconselhamento médico para tratar a acne, sob pena de estar a tratar os sintomas e não a causa do problema.

Os tratamentos para manchas na pele provocadas pela acne, podem ser feitos com produtos cosméticos e tratamentos estéticos, sempre sob supervisão de um médico dermatologista.

Conforme vimos neste texto, as manchas na pele podem surgir por várias razões. Por isso é importante estarmos atentos às modificações que vão ocorrendo no nosso corpo. Cuide de si!

A redação do trabalhador.pt