Pressoterapia: o que é, finalidades e benefícios

Se precisa desinchar áreas lesionadas ou desintoxicar o organismo, pode recorrer a uma técnica bastante eficiente para resolver esses problemas, conhecida como pressoterapia. Além de ser indicada no pós-internamento hospitalar, esta técnica, também conhecida como drenagem linfática mecânica, pode ser aplicada em tratamentos estéticos.

Entre os diversos inúmeros benefícios da pressoperatia estão uma melhoria no fluxo sanguíneo e linfático, colaborando na eliminação do excesso de líquidos do corpo. A pressoterapia é um tratamento não invasivo que aplica, numa única sessão, três processos: terapia de infravermelhos para eliminar a gordura corporal, pressoterapia para drenagem linfática e electroestimulação de baixa frequência, cuja intenção é modelar a silhueta e promover o aceleramento do metabolismo.

Como pôde observar, a pressoterapia é um tratamento que oferece inúmeras vantagens àqueles que a ela recorrem, seja qual for o motivo. Se ficou interessado e quer saber mais sobre como esta técnica é aplicada, os seus benefícios e outras informações importantes, recomendamos que continue a leitura deste artigo. Boa leitura!

Como é aplicada a pressoterapia?

A pressoterapia pode ser aplicada em todo o corpo ou apenas nas regiõesque desejar tratar, como o abdómen, as pernas, as costas e os braços. É feita com a utilização de um aparelho (câmara) cuja aparência se assemelha umas grandes botas – que cobrem as áreas onde será exercida a compressão. Essas “botas” são infladas com ar de modo a pressionarem o corpo de uma maneira ritmada, mobilizando assim a linfa e desinchando a região.

Para que a drenagem apresente bons resultados, é indicado que seja aplicada em todas as regiões do corpo, pois só assim a saída dos fluidos linfáticos acontecerá de uma forma efetiva, tal e qual a drenagem manual. Desta forma, aconselhamos a que opte por aparelhos que possuam o conjunto de câmaras completo.

Para que serve a pressoterapia e como fazer?

Como referido, a pressoterapia é um ótimo tratamento para eliminar o excesso de líquidos do corpo, problema que causa o inchaço de algumas regiões, bem como um grande desconforto. O tratamento é indicado nos seguintes casos:

  • Depois de uma cirurgia plástica ou de um tratamento estético como a lipocavitação;
  • No combate à celulite;
  • Para auxiliar no desinchaço da região abdominal;
  • Para tratar o linfedema no braço, muito comum após uma mastectomia;
  • Para quem tem varizes de pequeno a médio calibre ou sofre com a retenção de líquidos e fica com as pernas inchadas;
  • Para quem sofre com a sensação de peso nas pernas e sente dor na região;
  • Em casos de insuficiência venosa crónica, cujos sintomas são o inchaço, o escurecimento da pele ou o eczema;
  • Durante a gravidez, visto que a pressoterapia é capaz de eliminar o inchaço das pernas e pés, promovendo assim o bem-estar da gestante. Todavia, nunca deverá ser aplicada na região da barriga.

Qual a duração da sessão de pressoterapia?

As sessões de pressoterapia duram, em média, 40 minutos, podendo ser realizadas diariamente, caso seja necessário. Regra geral, são realizadas em clínicas de estética ou de fisioterapia, que contam com profissionais capacitados para a aplicação da técnica.

Embora seja um procedimento seguro, a pressoterapia não é indicada para pessoas que estejam a sofrer com alguma infeção ativa no lugar em que será realizada a drenagem, visto que essa infeção se pode espalhar em virtude da compressão aplicada. Também é contraindicada para pacientes que possuam trombose venosa profunda, pois a pressão exercida pode desprender coágulos sanguíneos, o que pode ser fatal.

Quais as vantagens da pressoterapia?

A pressoterapia é um tratamento que promove o bem-estar e o relaxamento enquanto cuida do seu corpo por inteiro. Além disso, restaura as funções naturais do organismo, desintoxica o corpo e emagrece. Conheça outras vantagens desta técnica:

1. Melhorar a circulação sanguínea

Quando o sangue encontra obstáculos, deixa de fluir livremente, problema que provoca doenças cardiovasculares e uma sensação de cansaço nas pernas, apenas para citar algumas das consequências provenientes da má circulação sanguínea. A pressoterapia é indicada para estes casos, pois exerce pressão sobre os músculos, que por sua vez apertam as veias e empurram o sangue, favorecendo assim a circulação, a remoção de resíduos e a regularização da pressão arterial.

2. Melhorar o sistema linfático

Também conhecida como drenagem linfática mecânica, a pressoterapia pressiona os membros, promovendo uma melhoria do fluxo linfático e venoso, e elimina resíduos, fortalecendo assim o sistema imunitário. É importante referir que, quando o sistema linfático não funciona adequadamente, várias consequências são observadas, entre elas:

  • acumulação de celulite;
  • acumulação de gordura;
  • retenção de líquidos;
  • sensação de pernas pesadas e inchadas;
  • problemas musculares e articulares.

3. Tonificar a pele e os músculos

A pressoterapia fortalece músculos e articulações, ajudando a definir o abdómen, os braços e as pernas. Por facilitar o fornecimento de sangue, restaura e oxigena os tecidos, permitindo a regeneração muscular e o alívio dos incómodos espasmos musculares.

4. Auxiliar na perda de peso corporal

Por estimular o sistema linfático, a pressoterapia ajuda a eliminar a gordura e as substâncias tóxicas do organismo. Por esse motivo é indicada para tratar a celulite, diminuir o volume corporal, melhorar a qualidade da pele e perda de peso corporal.

5. Promover o relaxamento do corpo e da mente

A pressoterapia é um tratamento que promove o bem-estar, alivia a fadiga e faz com que os músculos relaxem. O procedimento estimula pontos nervosos de maneira estratégica, sendo muito eficaz no combate ao stress.

6. Prevenção e alívio da dor

A pressoterapia permite a ativação da circulação venosa e linfática, técnica que estimula a eliminação de substâncias tóxicas do organismo. Além disso, previne o aparecimento de varizes, melhora a elasticidade da pele e alivia a sensação de peso e cansaço nas pernas. Por desbloquear os tecidos, melhorar a circulação sanguínea e colaborar para o pleno funcionamento do sistema linfático, podemos afirmar que o procedimento promove um alívio imediato.

Quais as contraindicações da pressoterapia?

A pressoterapia é contraindicada nos seguintes casos:

  • Febre;
  • Varizes de grande calibre
  • Infeção ou ferida na área a ser tratada pela pressoterapia;
  • Sensação de formigueiro nas áreas tratadas;
  • Em casos de insuficiência cardíaca ou arritmia;
  • Trombose venosa profunda;
  • Na região da barriga durante a gravidez;
  • Portadores de pacemakers;
  • Infeção nos linfonodos;
  • Fratura em tratamento no local a ser aplicada a pressão;
  • Erisipela.

O ideal é que, antes de dar início a qualquer tipo de tratamento, consulte o seu médico para mais orientações. Ainda que seja considerado um procedimento seguro, a pressoterapia não é indicada em diversas situações, por isso é fundamental que se excluam quaisquer possibilidades de doenças pré-existentes antes da sua aplicação. Lembre-se: faça o que for melhor para a sua saúde, mas jamais abra mão da segurança. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Graduada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)