Fio dental: porque é tão importante para a saúde oral?

O uso de fio dental, também conhecido como fio dentário, é indispensável quando falamos de saúde oral. Em grande medida porque é através da sua utilização que conseguimos eliminar os resíduos de alimentos que ficam alojados entre os dentes e que não desaparecem com a escovação.

O fio dental também ajuda na remoção da placa bacteriana – película aderente e transparente constituída por bactérias e açúcares – que se pode formar perto das gengivas e dos dentes, e assim, aumentar o risco de problemas orais como cáries, tártaro e gengivites.

Dizem as boas práticas de higiene oral que o fio dentário deve ser utilizado, pelo menos, uma por dia, não obstante, o ideal é que o faça após as refeições mais importantes, como são exemplo o pequeno-almoço, almoço e jantar.

Todavia, a verdade é que a utilização de fio dental é ainda algo pouco comum e frequentemente desvalorizado. Por este e outros motivos suscita várias questões, nomeadamente qual a melhor forma para o utilizar. Para responder a essa e outras questões redigimos o presente artigo, onde abordamos alguns dos pontos que consideramos mais importantes sobre o fio dental.

Como passar o fio dental corretamente?

O fio dental auxilia a limpeza da boca, no entanto, precisa de ser utilizado de forma correta para que não danifique as gengivas (algo muito comum) e consiga eliminar todos os restos de alimentos que estão alojados entre os dentes.

Para utilizar o fio dental corretamente basta seguir estes passos:

  1. Separe cerca de 40 cm de fio dentário e enrole as pontas do fio em redor dos dedos indicadores ou médios;
  2. Coloque o fio dental entre os dentes, apoiando o fio entre os dedos;
  3. Passe o fio sobre cada dente, num movimento de “C”;
  4. Passe de um lado e depois do outro;
  5. Passe duas vezes de cada lado, e faça o mesmo em todos os dentes;
  6. Em seguida, passe o fio dental na base de cada dente, para remover os resíduos que se alojaram entre o dente e a gengiva;
  7. Tire o fio em movimentos que vão de trás para frente, para que os resíduos saiam pelo meio dos dentes;
  8. Utilize uma parte limpa do fio dental para cada parte do dente, para que os resíduos de um dente não passem para o outro.

Ao colocar o fio dental entre os dentes certifique-se que não faz muita força, caso contrário magoará a gengiva. Além disso, se as suas gengivas apresentam sangramento ou inchaço, poderá estar a sofrer de uma gengivite.

Quais os tipos de fio dental?

Existem diferentes tipos de fio dental, que podem ser encontrados em farmácias ou hipermercados. Entre eles:

  • Fio dental convencional (múltiplas linhas): são os mais comuns e tradicionais do mercado. Existem versões simples e com sabor.
  • Fio dental de linha única: este tipo de fio é mais fino e também mais resistente, isto porque é mais achatado, o que impede que o fio se “abra” enquanto estiver a ser utilizado – algo relativamente comum no fio dental convencional . Este tipo de fio dental é ideal para pessoas com pouco espaçamento entre dentes e que sentem dificuldades em utilizar fio dentário.
  • Fio dental Super Floss: este é um fio que possui três partes – a primeira mais firme e flexível, a segunda mais grossa e esponjosa e a terceira, mais comum. O fio dental Super Floss adapta-se ao formato e abertura dos dentes, sendo indicado para quem possui um grande espaçamento entre os dentes ou utiliza aparelhos ortodônticos (aparelho dentário).

Para escolher o tipo de fio dental ideal para si é importante que entenda qual se pode adaptar melhor com os seus dentes e gengivas, dado que não existe propriamente um melhor que o outro. Em caso de dúvida, converse com seu dentista.

Quais os principais benefícios do fio dental?

Entre os inúmeros benefícios do uso do fio dental, destacamos:

  • Ajudam a uma limpeza completa e profunda da boca;
  • Prevenção de doenças nas gengivas e nos dentes;
  • Ajuda a combater o mau hálito;
  • Remove a placa bacteriana.

Usar antes ou depois de lavar os dentes?

Não há propriamente um resposta para esta questão. Na nossa perspetiva, tanto faz, desde que lave os dentes da forma maneira correta e faça um boa utilização do fio dental. A ordem com que o faz não é assim tão importante, desde que o use.

Quais os erros mais comuns ao usar fio dental?

O principal erro ao utilizar o fio dental é deixar de limpar a superfície e as paredes dos dentes. Além disso, muitas pessoas puxam o fio pelo espaço entre os dentes e não para cima, e isso faz com que os resíduos de alimentos permaneçam entre os dentes.

Quais as consequências de não o utilizar?

Mesmo que escove os dentes todos os dias, a não utilização de fio dental pode ter consequências para a sua saúde oral. Entre outras, a formação de placa bacteriana, cáries e gengivites.

Além disso, o caso de uma doença oral, como uma gengivite ou cárie, pode evoluir para uma doença periodontal, quando atinge os tecidos dos dentes (a parte interna dos dentes) e os inflama. Doenças periodontais são perigosas porque podem atingir a parte óssea da mandíbula, e assim, causar a perda de dentes.

Outro ponto importante e preocupante é que, se uma doença periodontal for desenvolvida, o paciente corre o risco de potenciar o aparecimento de outras comorbidades como a diabetes e problemas cardíacos, já que os dentes são canais diretos de “entrada” no corpo.

Esperamos que este artigo o tenha ajudado a compreender a importância da utilização de fio dental e, em última análise, a importância de uma boa higiene oral.

A redação do trabalhador.pt