Tremer das mãos: descubra quais as principais causas

Já lhe aconteceu ficar tão nervoso que, de repente, começou a sentir as mãos a tremer? Bom, então já deve saber que este tipo de tremor é provocado pela ansiedade, sensação muito comum quando somos expostos a situações que fogem do nosso controlo. Todavia, tremer das mãos pode ter outras motivações e estar associado a algumas patologias, algo que nem sempre se traduzirá num problema de saúde.

Se tremer das mãos não é uma novidade para si, então certamente vai gostar de saber como reconhecer as condições que desencadeiam os tremores e aprender a diferenciá-las de possíveis doenças neurológicas. Neste artigo, abordamos as principais causas e indicamos-lhe em que situações deverá consultar um médico para uma avaliação mais detalhada daquele que poderá ser um sintoma de um problema mais grave. Boa leitura!

Como surge o tremer das mãos?

Um tremor acontece quando os músculos de todo o corpo, ou apenas de uma determinada parte, se contraem de forma rítmica e involuntária. Embora as mãos sejam a zona do corpo onde este sintoma se manifesta de forma mais frequente, sendo normalmente o resultado da libertação de adrenalina do nosso organismo, os tremores podem também afetar:

  • Braços;
  • Cabeça;
  • Tronco;
  • Pernas;
  • Cordas vocais.

Mencionar também que tremer das mãos pode ser uma situação ocasional, relacionado com situações específicas e emoções ou também pode estar associada a doenças neurológicas.

O que causa o tremer das mãos?

As causas para o tremor das mãos estão divididas em dois grandes grupos: tremores associados a doenças ou tremores associados condições neurológicas. Em seguida abordamos estes grupos em pormenor.

Tremor fisiológico

É importante referir que o nosso corpo possui uma vibração natural frequente, sendo que a essa vibração dá-se o nome de “tremor fisiológico”. Todos nós apresentamos um pouco deste tipo de tremer das mãos, visto que o corpo nunca está totalmente inerte. Todavia, é tão súbtil que na maioria das vezes nem sequer o percebemos. Se quiser observá-lo, poderá esticar o braço e ficar imóvel; assim perceberá a vibração natural do seu corpo.

O tremor fisiológico pode ficar mais intenso quando tentamos executar uma tarefa mais minuciosa, como enfiar a linha no buraco da agulha, por exemplo. Ademais, existem outras situações e condições que intensificam esses tremores, nomeadamente:

Emoções Intensas

Tremer das mãos pode estar relacionado com emoções intensas, aqueles momentos em que os nossos sentimentos ficam à “flor da pele”. Isso acontece porque as emoções acionam o sistema nervoso autónomo, intensificando assim os tremores fisiológicos. O sistema nervoso autónomo é responsável pelo controlo das funções involuntárias do corpo, entre elas, a respiração, a pressão arterial, a dilatação ocular e os batimentos cardíacos, apenas para citar alguns exemplos. Além disso, é comum que, quando nos sentimos ameaçados ou quando estamos vulneráveis, o sistema nervoso liberte adrenalina (também conhecida por epinefrina) no nosso corpo.

A adrenalina também é libertada quando estamos ansiosos, stressados, excitados ou enraivecidos, situações que atuam como um sinal de emergência para os sistemas de autodefesa do corpo, ocasionando o tremer das mãos.

Baixos níveis de glicose no sangue

Quando o cérebro não recebe a nutrição necessária, ele, que é responsável por controlar o nosso “senso de estabilidade”, emite alguns sinais, como o tremer das mãos. Quando os níveis de glicose no sangue estão baixos, qualquer parte do cérebro pode-se tornar disfuncional; desta forma, ficamos mais suscetível a tremores. Daí devermos evitar ficar longos períodos sem nos alimentarmos.

Horas de sono insuficiente

Ficar privado de sono leva o cérebro a funcionar mal, pois o corpo precisa do sono para reparar e redefinir as células. Sendo assim, se não consegue dormir o mínimo recomendado, isto é, de 7 a 9 horas por noite, então certamente está a obrigar o seu corpo a funcionar numa situação de stress. A tensão é tanta que o organismo começa a libertar altos níveis de adrenalina para continuar alerta – o que poderá fazer com que o seu coração trabalhe mais e as mãos tremam.

Consumo excessivo de cafeína

Qualquer bebida que possui cafeína na sua composição deve ser encarada como uma bebida estimulante. Este é o caso do café, rico nessa substância que afeta o sistema nervoso autónomo nos deixa mais agitados. Além disso, existem outras substâncias que também provocam tremores, como o álcool e as drogas, mesmo quando o indivíduo não está em abstinência.

Efeitos colaterais de medicamentos

De acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos da América, existem diversos fármacos que podem estar relacionados com o tremer das mãos que eventualmente possa sentir. Esse tipo de tremor, que é induzido, ocorre involuntariamente quando a pessoa ingere antidepressivos, anticonvulsivantes, descongestionantes nasais e medicamentos para asma.

Tremor associado a doenças ou condições neurológicas

Além das causas fisiológicas, os tremores das mãos podem estar relacionados a doenças ou condições neurológicas, sendo este tipo, portanto, mais grave. Por isso, é indispensável que, ao menor sinal, consulte um médico especialista. Conheça as possíveis doenças associadas ao tremer das mãos:

Distúrbios da tireoide

Glândula mestre do sistema endócrino, localizada na frente do pescoço, a glândula tireoide é responsável por regular uma boa parte das funções vitais do corpo, entre elas o metabolismo energético. Quando ocorre um desequilíbrio, acaba por produzir hormonas em excesso, tornando o metabolismo mais acelerado.

Tremor psicogénico

O tremer das mãos pode estar relacionado a um distúrbio psicológico, como o transtorno de stress pós-traumático e a depressão, por exemplo. As causas desses tremores, nestas condições, ainda não são conhecidas, visto que tendem a ser provocadas por “gatilhos” do subconsciente. Desta forma, para um diagnóstico apropriado, é fundamental que se consulte um médico. O profissional fará uma avaliação completa, descartando todas as outras possíveis motivações dos tremores antes de considerar as razões psicogénicas como causa.

Distúrbios do movimento

Grupo de condições neurológicas que geram movimentos, posturas anormais e tremores, os distúrbios do movimento podem ser a causa do tremer das mãos, sendo comummente conhecido como “tremor essencial”. Esse tremor associado ao tremor essencial possui as seguintes especificidades:

  • Acontece quando a pessoa se move, por este motivo, também é conhecido como “tremor de ação” ou “tremor de intenção”;
  • O “tremor essencial” manifesta-se em pequenas ações do quotidiano, atrapalhando a escrita de um bilhete ou impossibilitando que a pessoa segure adequadamente uma chávena de café, por exemplo;
  • Os tremores essenciais, embora não estejam associados a quaisquer outras condições mais sérias, podem ser extremamente debilitantes e provocar constrangimentos;
  • Não é um mal que afeta apenas idosos, podendo, também, manifestar-se nos jovens.

Doenças neurodegenerativas

O tremer das mãos é uma condição bastante comum aos pacientes afetados pela doença de Parkinson e pela Esclerose Múltipla. Embora essas doenças possam causar tremores nas mãos, são condições neurológicas completamente diferentes: o Parkinson é um distúrbio progressivo que causa a morte de certas células cerebrais numa área do cérebro conhecida como “substância negra”, onde é produzida a dopamina, hormona que controla o equilíbrio e o movimento; já a esclerose múltipla é uma doença autoimune que ataca a camada protetora que cobre as fibras nervosas.

Quando devo procurar tratamento?

Caso desconsidere todas as condições fisiológicas que comummente estão associadas ao tremor das mãos, então é pertinente que procure um profissional, nomeadamente um médico neurologista especialista em distúrbios do movimento. Apenas este lhe poderá ajudar a identificar as causas para os tremores e indicar o tratamento mais apropriado para o seu caso.

Se acha que as condições fisiológicas mencionadas no início deste artigo podem ser as razões dos tremores, então certamente será necessário que faça algumas mudanças no seu estilo de vida, evitando assim todos os “gatilhos” que possam desencadear o problema que causa um enorme desconforto. Invista na sua qualidade de vida e desfrute de mais saúde no seu dia a dia. Cuide-se!

Luana Castro Alves

Graduada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)