Como lidar com colegas de trabalho difíceis?

Lidar com colegas de trabalho difíceis

Pessoas difíceis estão por todos os lados: no ginásio, no supermercado, na fila do banco, no trânsito, na universidade… Todavia, quando é preciso conviver com elas, tudo fica ainda mais complicado.

É o que acontece quando temos colegas de trabalho que em nada contribuem para um bom ambiente de trabalho e com os quais temos de aprender a dividir o espaço – ainda que não raras vezes surja aquela vontade de mudar de emprego só para não ter de enfrentar o problema… haja paciência!

A verdade é que tomar uma atitude tão radical não é exatamente a melhor forma de lidar com colegas de trabalho difíceis, afinal, as probabilidades de se deparar com outras pessoas tão difíceis quanto – ou, quem sabe, mais difíceis ainda – num novo emprego são imensas. O melhor a fazer é mesmo encontrar estratégias para melhorar o relacionamento interpessoal, algo tão importante para um bom fluxo de trabalho.

Sabemos que o trabalho em equipa acontece de forma colaborativa, e que todos precisam de estar alinhados quanto às práticas e valores para alcançar bons resultados para a empresa. Por isso, vale a pena fazer um esforço para encontrar meios de se criar um ambiente agradável, livre de animosidades e desavenças que tanto prejudicam a produtividade laboral e podem até mesmo provocar problemas de saúde.

Se está a viver uma situação parecida e quer aprender a lidar com pessoas desafiadoras no ambiente de trabalho, então confira as nossas dicas e saiba como se stressar menos e ser mais produtivo. Acompanhe!

Colegas de trabalho difíceis: aprender a conviver

Se deseja ser um profissional de sucesso, precisa de entender que ao longo da sua carreira vai precisar de conviver com diferentes pessoas e comportamentos. Quase todos os locais de trabalho têm pessoas difíceis de lidar, o segredo é aprender a “driblar” as adversidades impostas por um relacionamento conflituoso para proteger a sua produtividade e, claro, a sua saúde mental. Para isso, siga as seguintes dicas:

1. Perceba como o seu colega difícil lhe afeta

Este é o primeiro passo para aprender a lidar com colegas de trabalho difíceis. Entenda como essa pessoa lhe afeta e saiba reconhecer se o problema é apenas consigo ou com todos. Neste último caso, é possível até mesmo pedir a intervenção dos seus superiores hierárquicos para ajudar a melhorar a convivência.

No entanto, é preciso compreender que, muitas vezes, o que nos incomoda no comportamento do outro é um espelho de algum comportamento nosso, com o qual temos dificuldade de lidar.

2. Reflita sobre os potenciais motivos

Refletir sobre os motivos que causam a difícil convivência com determinados colegas é essencial para melhorar o ambiente de trabalho. As razões podem ser diversas, como coisas banais, como antipatia, ou mais sérias, como não saber ouvir, não contribuir para o trabalho de equipa e demonstrar comportamentos de baixo engajamento.

Identificados os problemas, é hora de abrir caminho para a diplomacia, a melhor forma de lidar com um colega de trabalho difícil. Convide-o para uma conversa e tente compreender o seu ponto de vista; para isso, é fundamental estar desarmado e pronto para falar menos e ouvir mais. Praticar a escuta ativa vai ajudá-lo a ganhar confiança e abertura com diferentes áreas e pessoas.

Lembre-se que ser empático mostra que nos importamos com as outras pessoas – e isso faz toda diferença nas relações humanas.

3. Durante a conversa, atenha-se aos fatos

Jamais leve para o lado pessoal. Atenha-se aos fatos, pois só assim vai conseguir manter as coisas no nível profissional e evitar que o seu colega de trabalho fique na defensiva ou demonstre um comportamento agressivo. Por exemplo, se a pessoa não entregar a sua parte do projeto, evite abordá-la com expressões do tipo “entregas sempre a tua parte fora de tempo” ou “és um problema para a equipa”.

Em vez disso, diga “talvez não tenha me expressado corretamente, mas estava à espera do relatório ontem. Quando consegues concluir a tua parte?”. Dê preferência a uma linguagem amistosa e cordial, não obstante, caso essa estratégia não funcione, a solução poderá passar pelo silêncio, como meio de expressar a sua insatisfação.

Neutralize as suas ações por cerca de cinco dias, pois isso costuma surtir efeito e a pessoa deixa de ser negligente com as suas funções ou inconveniente com os demais parceiros de trabalho.

4. Construa uma ponte profissional

Ao agir de forma respeitosa, tentando compreender os motivos do outro, construirá pontes profissionais para desempenhar um bom trabalho. Ainda que não sejam melhores amigos, é fundamental manter uma convivência pacífica em nome de um mesmo propósito, afinal, é preciso encontrar soluções para que a equipa não seja prejudicada por conta de alguma animosidade. Durante as reuniões, trate os seus colegas de trabalho difíceis com respeito, afinal, é assim que gostaria de ser tratado, não é mesmo?

5. A situação ficou difícil? Pare e respire

Saber como lidar com colegas de trabalho difíceis é sinal de inteligência emocional e pode levar-lhe a patamares muito mais altos na sua carreira.

No entanto, se a situação ficar insustentável, talvez seja hora de se afastar da pessoa para tentar “esfriar” a cabeça e assim evitar conflitos diretos, que podem resultar em rompimentos e até mesmo pedidos de demissão.

Saia, dê uma volta, tome um café. Respire fundo ou desabafe com algum colega de trabalho da sua confiança. Às vezes, é preciso dar um passo para trás para deixar as emoções acalmarem-se e assim colocar o problema numa nova perspetiva – atitude que evitará reações emocionais e reativas. Depois, com calma, procure mostrar para a outra pessoa como se sentiu e tente realmente colaborar para que a relação melhore.

6. Seja flexível sempre que possível

Os seres humanos são todos diferentes, possuem pensamentos e histórias próprios e, por isso, é primordial ter algum “jogo de cintura” e flexibilidade para não ter atitudes autoritárias. Ouça todos, especialmente aqueles colegas de trabalho que julga serem difíceis, aprenda a ceder quando necessário e tente sempre ver novos pontos de vista.

E caso nenhuma das dicas funcione?

Bem, neste caso, se as coisas continuarem difíceis, talvez seja hora de envolver seus superiores hierárquicos no assunto. No entanto, fale com a chefia apenas quando for indispensável, isto é, quando todas as tentativas em prol de estabelecer um bom relacionamento se esgotaram, pois, ao recorrer a esta solução, estará a aumentar as probabilidades de potenciar desafetos e assim eliminar de vez qualquer possibilidade de manter uma boa relação.

Peça ajuda apenas quando o conflito com (ou entre) colegas de trabalho estiver a ferir valores pessoais e organizacionais. Tenha uma conversa comedida e franca com os seus líderes, atentando-se a fatores que estão em jogo como qualidade do trabalho, satisfação do cliente e o clima da área.

Jamais coloque em foco o seu desconforto pessoal, prefira sempre uma conversa objetiva para que possam surgir soluções racionais e sistêmicas. Dê prioridade à boa convivência, mesmo que para isso seja necessário ceder de vez em quando. Lembre-se: às vezes, é melhor ter paz do que ter razão. Cultive as boas relações e seja feliz no seu local de trabalho!

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)