Recursos humanos: objetivos, funções e importância

Os recursos humanos são uma área de aplicação de conhecimentos à gestão de pessoas dentro de uma empresa ou organização. É uma área fundamental no mundo do trabalho para o garante de um adequado funcionamento das empresas e para uma melhor produtividade e bem-estar dos trabalhadores.

Neste artigo pretendemos explicar de forma compreensível o que são os recursos humanos, quais as suas principais áreas de atuação e responsabilidades.

O que são os recursos humanos?

Os recursos humanos, ou gestão de recursos humanos, administração de recursos humanos ou ainda gestão de pessoas, consistem na aplicação de conhecimentos e também de técnicas dirigidas à gestão das relações das pessoas ou trabalhadores com as organizações ou empresas. O objetivo é o de atingir metas organizacionais, mas também garantir a satisfação e realização dos trabalhadores.

Podemos considerar os recursos humanos como sendo uma área estratégica das empresas, já que a missão é permitir que a empresa e os seus colaboradores alcancem, conjuntamente, os seus objetivos, mantendo uma relação vantajosa em prol da organização.

As áreas de estudo nos recursos humanos são sobretudo derivadas da Psicologia, Sociologia e Gestão, versando-se em temas como a motivação, o trabalho, a participação, a comunicação, a cooperação, o conflito, a qualificação, a produtividade, a liderança, entre outros.

Em termos práticos, os recursos humanos numa empresa constituem o departamento responsável por adquirir, desenvolver, usar e manter os trabalhadores da empresa, alinhando as políticas de recursos humanos com a estratégia e os objetivos da organização.

Quais os objetivos dos recursos humanos?

Os objetivos dos recursos humanos ou da gestão de pessoas são os seguintes:

  • Ajudar a empresa a alcançar os seus objetivos e a realizar a sua missão;
  • Garantir a existência de um equilíbrio entre os interesses dos trabalhadores e os da empresa;
  • Contribuir para a melhoria do desempenho individual e organizacional;
  • Atrair, desenvolver e manter os profissionais qualificados;
  • Garantir a motivação e o compromisso dos trabalhadores;
  • Desenvolver e manter a qualidade de vida no trabalho;
  • Administrar e gerir as mudanças;
  • Contribuir de forma continuada com os esforços organizacionais de modo a que seja possível obter melhores níveis de qualidade, produtividade e de resultados.

Quais os processos inerentes aos recursos humanos?

Os recursos humanos integram-se e são responsáveis por processos relacionados entre si, que são os seguintes:

  • Processo de provisão de recursos humanos: ou seja, decidir e selecionar quem irá trabalhar na empresa, o que pode incluir não só recrutar e selecionar trabalhadores, como também fazer pesquisa de mercado;
  • Processo de aplicação dos recursos humanos: consiste em perceber e definir como manter os colaboradores na empresa, incluindo por isso a questão da remuneração ou dos salários, os planos e benefícios sociais, o controlo de pessoal, as relações de trabalho e questões de higiene e segurança no trabalho;
  • Processo de desenvolvimento de recursos humanos: diz respeito à preparação e desenvolvimento das pessoas na empresa, nomeadamente a formação e o desenvolvimento pessoal;
  • Processo de monitorização de recursos humanos: consiste em saber o que são e o que fazem os trabalhadores dentro da organização, incluindo por exemplo bases de dados, sistemas de informações de recursos humanos e auditoria de recursos humanos.

Funções do departamento de recursos humanos

O departamento de recursos humanos é responsável por diferentes funções, todas elas com vista a fazer a ponte entre a empresa e os colaboradores permitindo o atingimento dos objetivos da organização. Vamos ver algumas das principais funções do departamento de recursos humanos:

1. Planeamento de recursos humanos

Consiste em perceber quais são os recursos humanos necessários para atingir os objetivos da empresa, ou seja, quantos trabalhadores e com que qualificações ou função são necessários, antecipando a quantidade e qualidade dos recursos humanos.

Para isto, o departamento de recursos humanos deve observar e analisar:

  • O aumento da procura por um determinado produto ou serviço, por exemplo, numa empresa a altura do Natal pode significar mais procura e, por isso, haver necessidade de contratar mais pessoas;
  • O planeamento de carreiras dentro da empresa, nomeadamente, as transferências e promoções e consequente necessidade de novas contratações;
  • O aumento do volume de produção planeado;
  • A abertura de novas filiais ou o lançamento de um novo produto.

2. Recrutamento e seleção

O recrutamento e seleção são uma função importante do departamento de recursos humanos, que ocorre quando é necessário contratar novos trabalhadores.

O recrutamento consiste geralmente em divulgar a oferta de trabalho e a seleção em selecionar o candidato ou candidatos adequados à função.

Pode existir um recrutamento interno, quando se procuraram candidatos para determinada função dentro da própria empresa (mobilidade) ou recrutamento externo, quando se procuram candidatos fora da empresa. O processo de recrutamento pode ainda recorrer a um recrutamento externo e interno em simultâneo, sendo assim um recrutamento misto.

Algumas técnicas de recrutamento utilizadas são os anúncios em jornais ou revistas especializadas, os anúncios na internet e nas redes sociais, o recurso a agências de recrutamento, o contacto com escolas, universidades, centros de formação ou associações profissionais, o uso de cartazes ou anúncios em locais visíveis, as recomendações de funcionários ou parceiros, as bases de dados de candidatos, entre outras.

Dentro do processo de recrutamento e seleção, insere-se também a entrevista de recrutamento e outras técnicas, como por exemplo a avaliação psicotécnica. A entrevista de recrutamento tem como objetivos avaliar os candidatos em termos dos requisitos definidos, mas também fornecer informações acerca do cargo e da própria empresa. A entrevista pode ser feita em grupo ou de forma individual.

3. Integração de trabalhadores

Quando um ou mais colaboradores são integrados na empresa, é também função dos recursos humanos promover a sua integração dentro da mesma. Isto tem por principais objetivos que o trabalhador compreenda a missão da empresa e adira e se comprometa com os objetivos da mesma, que este aprenda adequadamente o necessário às suas funções, que haja um ambiente laboral adequado e favorável, que sejam compreendidas as normas internas e ainda que o novo colaborador se sinta confortável e motivado para a nova função.

4. Processamento salarial

Os recursos humanos são também responsáveis por gerir os salários dos trabalhadores, o que inclui: estruturar os planos e políticas salariais; fazer pesquisas salariais e de mercado; atualizar os planos salariais mediante as alterações existentes no mercado de trabalho e nas políticas laborais; estabelecer uma remuneração por capacidades, competências e qualificações; definir políticas de benefícios; realizar uma análise estratégica sectorial da remuneração; estabelecer sistemas informatizados de remuneração e processamento salarial.

5. Avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho, função também da responsabilidade dos recursos humanos, consiste em avaliar, em diferentes momentos do tempo, de que forma o colaborador está a desempenhar a sua função, sendo-lhe depois dado feedback e definidos pontos de melhoria.

A avaliação de desempenho não deve ser vista de forma punitiva, mas sim como um estímulo para que os colaboradores da empresa se mantenham envolvidos e motivados, bem como sintonizados com os objetivos da empresa.

6. Formação e desenvolvimento

Os recursos humanos têm ainda como função garantir o desenvolvimento e a formação dos trabalhadores dentro da empresa, garantindo que estes possuem as qualificações e competências necessárias para um bom desempenho das suas funções o que vai, consequentemente, permitir melhores resultados para a empresa.

Assim, o departamento de recursos humanos deve promover e garantir o desenvolvimento de competências e a formação contínua.

Os recursos humanos são responsáveis por coordenar e controlar os orçamentos destinados à formação dos trabalhadores, bem como em fazer um levantamento de necessidades que permitirão melhor compreender que tipo de formação ou treinamento deve ser realizado. Devem ainda desenvolver os programas de formação ou treinamento, definidos a partir da avaliação de necessidades. Após cada programa de treinamento ou formação, os recursos humanos avaliam a eficácia desse programa e a evolução dos profissionais.

7. Planeamento e desenvolvimento de carreira

Quando falamos em carreira referimo-nos à mobilidade ocupacional ou o caminho a ser percorrido por um indivíduo dentro de determinada função ou profissão. Quando as pessoas estão integradas numa empresa, é também função dos recursos humanos atender à sua evolução e ao desenvolvimento da sua carreira. Isto é importante porque um plano bem construído de carreira garante o desenvolvimento da empresa e das pessoas nela inseridas, evitando as perdas. Dentro do planeamento e desenvolvimento de carreira inserem-se os programas de formação e desenvolvimento, as avaliações de perfil, os programas de sucessão e promoção, o coaching e a mentoria.

Os recursos humanos ajudarão o trabalhador a identificar as possibilidades de crescimento e a facilitar ações que permitem ao trabalhador esse mesmo crescimento, seja hierárquico, funcional ou salarial.

Quais são os setores dos recursos humanos?

Uma vez que, como vimos, o departamento de recursos humanos pode ter muitas funções diversas, muitas vezes este departamento pode ser dividido em diferentes setores, cada um deles responsável por uma função e objetivo diferente.

Um dos setores importantes é o departamento de pessoal, responsável pelas questões mais burocráticas dos recursos humanos, encarregando-se de toda a documentação inerente aos processos dos trabalhadores, bem como de garantir que a legislação laboral é cumprida.

Um outro setor dentro dos recursos humanos é o de recrutamento, responsável por contratar trabalhadores e formar as equipas de trabalho, gerindo todo o processo de seleção até ao momento da contratação.

Outro setor identificável dentro dos recursos humanos é o do processamento salarial ou remuneração, responsável por processar os salários dos trabalhadores e por definir, desenvolver e ajustar o sistema de remuneração.

O setor de higiene e segurança no trabalho, por outro lado, garante que as condições de trabalho existentes são seguras e as mais adequadas, reduzindo assim riscos potenciais.

Que profissionais trabalham nos recursos humanos?

Os profissionais de recursos humanos devem ter uma formação e qualificações específicas para poderem desempenhar adequadamente esta função. Uma vez que existem funções diversas dentro dos recursos humanos, podem também existir profissionais com qualificações e áreas de formação distintas.

Geralmente os profissionais de recursos humanos ou têm formação específica em recursos humanos (licenciatura em Gestão de Recursos Humanos, por exemplo) ou vêm de áreas mais abrangentes como a Gestão ou a Psicologia (geralmente com especialização em Psicologia do Trabalho e das Organizações).

Os profissionais que integram funções de recursos humanos devem ser competências técnicas e pessoais tais como:

  • domínio de ferramentas digitais;
  • domínio de língua estrangeira, nomeadamente inglês;
  • flexibilidade;
  • boa capacidade de comunicação;
  • capacidade de trabalhar em equipa;
  • capacidade de liderança;
  • empatia;
  • mentalidade corporativa.

Dentro da carreira de recursos humanos, podem existir diversos cargos e também uma progressão em termos de carreira. Os analistas, em recursos humanos, são profissionais responsáveis pela administração de recursos humanos. Os especialistas, por seu turno, estão focados em áreas específicas, como por exemplo o processamento salarial. Os generalistas, por outro lado, são profissionais que trabalham de forma mais ampla em vários domínios dentro dos recursos humanos, sem se especificarem ou aprofundarem nenhum deles em específico. Temos depois profissionais de recrutamento, que são especializados na parte do recrutamento e seleção de pessoal.

Podemos ainda ter especialistas avançados, que possuem expertise em determinado domínio dentro dos recursos humanos e que podem ainda formar novos profissionais dentro da área. Podemos falar ainda do gerente ou gestor de recursos humanos, que supervisiona os outros profissionais do departamento.

Em cargos mais elevados, temos o consultor de recursos humanos, que auxilia as práticas dentro do setor e orienta para melhorias. Temos também o diretor de recursos humanos, que trabalha num escalão mais elevado e tem influência em todas as decisões relativas aos recursos humanos da empresa, e que geralmente reporta diretamente ao diretor da empresa.

Diana Pereira

Amante de histórias, gosta de as ouvir e de as contar. Tornou-se Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde, pela Universidade do Porto, mas trouxe sempre consigo a escrita no percurso. Preocupada com histórias com finais menos felizes, tirou pós-graduação em Intervenção em Crise, Emergência e Catástrofe. Tornou-se também Formadora certificada, e trabalha como Psicóloga Clínica, com o objetivo de ajudar a construir histórias felizes, promovendo a saúde mental. Alimenta-se de projetos, objetivos e metas. No fundo, sonhos com um plano.