Trabalho online: como funciona e como encontrar vagas?

Com o avanço das novas tecnologias a forma de trabalhar também tem sofrido várias mudanças. Uma delas é o crescimento do trabalho online, também designada por trabalho remoto.

O trabalho online nada mais em que um trabalho que pode ser realizado à distância (de forma remota), por meio de um computador, sem a necessidade de se deslocar ou de estar presente num escritório.

Neste artigo procuramos abordar as várias vertentes do trabalho online, nomeadamente as suas modalidades, vantagens e desvantagens.

Quais as modalidades de trabalho online?

Regra geral, existem duas modalidades de trabalho online:

  1. Teletrabalho: consiste no exercício de funções profissionais à distância, de forma não presencial, porém no estrito cumprimento de um horário de trabalho e demais exigências. Este trabalhador está enquadrado nas regras legais inerentes ao contrato de trabalho;
  2. Freelancing: o profissional freelancer não tem um vínculo laboral com nenhuma entidade patronal, limita-se à prestação de serviços por conta, sem um horário de trabalho pré-estabelecido. O local onde os presta não é relevante para, podendo até se tratar de um nómada digital;

Nestas duas modalidades te trabalho online é perfeitamente possível trabalhar para as mais diversas áreas de atividade, excetuando, naturalmente os trabalhos ligados à indústria produtiva que impliquem a produção de um bem físico (agricultura, confeção de vestuário e calçado, etc.).

O trabalho online não é para todos

O trabalho online tem vindo a atrair um número cada vez maior de pessoas. Mas, por mais que possa parecer um trabalho de sonho – afinal, permite estar no conforto da sua casa – este tipo de trabalho tem também as suas desvantagens, podendo mesmo não se adequar a toda a gente. Tudo vai depender do perfil de cada um.

Isto ficou bem patente com a pandemia do COVID-19 e a necessidade repentina de isolamento social, quando muitas empresas passaram, quase de um dia para o outro, a trabalhar com seus funcionários de forma remota, o que inevitavelmente fez muita gente repensar o modelo de trabalho e a relação com o mercado.

Houve quem se adaptasse e conseguisse usar o tempo livre para outras atividades – estes certamente desejaram continuar a trabalhar remotamente. No entanto, houve também, quem tivesse dificuldades, apresentando um nível de produtividade e rendimento inferior ao trabalho no escritório, preferindo voltar a trabalhar da forma mais convencional.

Referir ainda aqueles que de um momento se viram desempregados e tiverem necessidade de se reinventar de um momento para o outro, olhando para a Internet como uma possibilidade de ganhar algum dinheiro sem precisar sair de casa ou ter um emprego formal.

Quais as vantagens do trabalho online?

O trabalho online é uma tendência em crescimento e as buscas por este tipo de atividade tende a aumentar cada vez mais, seja para por permite uma rotina mais flexível, um rendimento extra ou mesmo para dar um novo rumo à sua vida profissional.

Entre as principais vantagens do trabalho online, destacamos:

  • Não é preciso deslocar-se até ao escritório, o que faz com que tenha sempre mais tempo livre, além de evitar o stress do trânsito ou dos meios de transporte completamente lotados – quem vive em Lisboa ou Porto conhece bem esta realidade;
  • O trabalho online permite também economizar nos gastos com combustível ou transportes públicos;
  • Nos casos de trabalhos freelancer, é possível organizar os horários de forma a que não atrapalhem outros compromissos do dia a dia;
  • Em casa cada um poderá organizar o seu ambiente de trabalho da forma como achar mais adequada, permitindo que se sinta mais confortável e, consequentemente, menos ansioso/stressado;
  • O trabalho online permite para conciliar melhor a vida profissional e a vida pessoal, o que é manifestamente positivo, especialmente para quem vive com a família, sejam filhos ou mesmo pais.

Quais as desvantagens de trabalhar online?

Como em tudo na vida, o trabalho online não é um mar de rosas. Há aspetos negativos que são importantes ter em consideração, designadamente:

  • Nem sempre quem trabalha em casa tem um espaço próprio para trabalhar online, o que pode dificultar a concentração;
  • O facto de viver com os seus familiares também pode atrapalhar em alguns pontos, tornando mais difícil dividir a atenção e estabelecer os limites;
  • É expectável que os gastos com eletricidade e internet aumentem (no caso de trabalhador com contrato de trabalho, a empresa poderá suportar o aumento destas despesas);
  • Para os freelancers, há que chamar a atenção para a insegurança em torno dos rendimentos. Nem sempre o valor que recebe no final do mês é fixo;
  • Nem todas as pessoas têm a autodisciplina e a organização suficientes para fazer com que se mantenham produtivas a trabalhar a partir de casa.

Uma característica do trabalho online que pode ser positiva ou negativa é que quem trabalha de casa está sozinho em relação ao desenvolvimento de trabalho e não ter com quem trocar ideias ou dividir experiências. Isto pode até levar a um certo isolamento profissional que deve ser sempre tido em consideração.

Mesmo com outras pessoas na casa, importa relembrar que estas não são colegas de trabalho. E mesmo que haja algum contato virtual com os seus colegas, não estão propriamente juntos. Isto pode fazer falta para alguns, mas pode funcionar como um estímulo para os que não gostam propriamente do convívio social e funcionam melhor sem ninguém por perto.

Que trabalhos podem ser encontrados online?

Se a partir destas informações concluiu que o trabalho online é algo que quer para a sua vida profissional, então, muito provavelmente, chegou a hora de começar à procura de oportunidades de trabalho online. Há opções nos mais variados setores de atividade.

Assim como acontece nos trabalhos presenciais, muitos dos trabalhos online podem exigir períodos de formação, bem como competências / conhecimentos específicos. No entanto, nada como a própria Internet para encontrar cursos online.

Conheça as principais atividades que podem ser desempenhadas de forma remota:

  • Design: para quem tem conhecimento relacionados com a criação de logótipos, identidades visuais de marcas, criação de páginas e sites, artes para publicação e divulgação de serviços;
  • Aulas particulares: se é professor ou mesmo quem nunca tenha lecionado, mas é especialista numa determinada área, pode oferecer aulas de apoio e acompanhamento escolar para crianças e adolescentes;
  • Aulas de línguas estrangeiras: funciona no mesmo formato das aulas presenciais, mas com foco no ensino de uma língua estrangeira. Por exemplo, é muito comuns estrangeiros procurarem por aulas para aprenderem português e vice-versa;
  • Terapia: os licenciados em psicologia inscrito na Ordem dos Psicólogos Portugueses pode disponibilizar os seus serviços em formato virtual, uma espécie de consulta online. Esta tendência conheceu um enorme crescimento durante a pandemia da COVID-19 e a tendência será continuar a crescer;
  • Acompanhamento nutricional: para nutricionistas o trabalho online também é uma alternativa, podendo realizar consultas, prescrever dietas e acompanhar os pacientes à distância;
  • Redação e revisão: para jornalistas ou pessoas com experiência em redação, há muitas oportunidades de redação e revisão (ortográfica e gramatical) de textos e artigos para sites, empresas, blogs;
  • Gestão de redes sociais: uma área em franco crescimento, as redes sociais são importantes para qualquer negócio e ter um profissional especializado que saiba produzir conteúdo e gerir as redes sociais, de forma a aumentar o alcance e criar um bom relacionamento (engagement) com os clientes é algo muito importante;
  • Assistente virtual: enviar e responder emails, agendar reuniões, cuidar de outros detalhes de uma empresa são as tarefas habituais de um assistente virtual. Este deve prezar sempre pela organização, agilidade e bom atendimento.

Existem outras áreas com oportunidades de trabalho online: consultoria jurídica, marketing, vendas, tradução, desenvolvimento de web, entre outras.

Sites para encontrar trabalho online

A melhor forma de encontrar vagas de trabalho online é pela internet, sempre buscando em sites e plataformas confiáveis. Veja alguns:

Workana – plataforma de trabalho para freelancers e trabalho remoto. Funciona numa lógica de oferta e procura. As entidades que pretendem recrutar publicam as suas necessidades através de um projeto. Os interessados à prestação desse serviço (seja escrita de artigo, construção de uma website ou outro) submetem as suas propostas.

A melhor forma de encontrar trabalho online é pela internet. Partilhamos agora exemplos de alguns sites que poderão ser o ponto de partida para encontrar oportunidades do seu agrado:

  • Workana – plataforma de trabalho para freelancers e trabalho remoto. Funciona numa lógica de oferta e procura. As entidades que pretendem recrutar publicam as suas necessidades através de um projeto. Os interessados à prestação desse serviço (seja escrita de artigo, construção de uma website ou outro) submetem as suas propostas.
  • Fiverr – uma das plataformas mais conhecidas para trabalho de freelancing. Ao contrário do Workana, no Fiver são os prestadores de serviços que publicitam os seus serviços e não o oposto. O valor mínimo por serviços é de 5€.
  • Freelancer – um dos mais conhecidos portais de oferta de emprego temporário online.
  • Upwork – um dos maiores sites de trabalho para freelancers online. Além das inúmeras oportunidades de emprego, nesta plataforma é possível encontra rum conjunto de ferramentas para quem começa a dar os primeiros passos.
  • Linkedin – a mais conhecida rede social de negócios reúne perfis dos mais diversos profissionais das mais variadas diferentes áreas, além de páginas de empresas e de vagas de emprego em aberto, algumas das quais em trabalho remoto.

É importante lembrar que, independente da área profissional, um trabalho online exige dedicação e compromisso. Não é por estar em casa que pode simplesmente relaxar, afinal de contas, é um compromisso profissional e deve ser desenvolvido da melhor forma de forma a conseguir alcançar resultados.

A redação do trabalhador.pt