Sementes de chia: conheça os seus inúmeros benefícios!

Já ouviu falar em superalimentos? Este é o nome dado a todos aqueles alimentos que possuem uma maior quantidade ou variedade de nutrientes quando comparados com alimentos comuns. Entre eles, estão as sementes de chia, uma excelente fonte de fibras, cálcio, proteínas e ómega 3. Mesmo quando consumidas em pequenas quantidades, os seus benefícios são muitos, servindo como um ótimo complemento nutricional que, além de natural é económico.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura deste artigo que preparamos especialmente para si. Nele encontrará informações importantes sobre as sementes de chia, como a sua origem, propriedades e benefícios para a saúde. Boa leitura!

Qual a origem da semente de chia?

Se acha que as sementes de chia são uma novidade, está muito enganado. A Salvia Hispanica, nome científico desta semente, é originária do México, terra de civilizações antigas como os Maias e os Astecas. Estes povos já sabiam dos benefícios da chia para o organismo, por isso consumiam a semente que recentemente se tornou bastante popular em alguns lugares do mundo. Mas afinal de contas, o que é que a semente de chia tem de tão especial? Descubra no próximo tópico!

Quais os benefícios das sementes de chia?

De acordo com uma das mais renomadas universidades do mundo, a Universidade de Harvard, as sementes de chia são uma proteína completa, visto que contém todos os nove aminoácidos essenciais que não são produzidos pelo nosso organismo. Além disso, é fonte de gorduras polinsaturadas – como o ómega 3 -, fibras, proteínas, cálcio, fósforo e zinco. Ou seja, as sementes de chia são sim um alimento muito especial!

Conheça agora 7 benefícios da semente de chia:

  1. Controlar da diabetes: as semente de chia são ricas em fibras, o que ajuda a evitar o aumento rápido da glicemia. Isto acontece porque este superalimento tem o poder de controlar a quantidade de açúcar no sangue, o que é ótimo para o controlo da diabetes tipo 1 e diabetes tipo 2. Ademais, por causa das suas fibras, a chia reduz o índice glicémico dos alimentos, o que faz com que a fome não surja de uma hora para outra.
  2. Melhorar a saúde intestinal: as fibras encontradas nas sementes de chia são ótimas para a saúde intestinal, pois aumentam os movimentos intestinais – o que evita a prisão de ventre. Todavia, para que isso aconteça, é necessário que as sementes estejam devidamente hidratadas, caso contrário podem causar efeito adverso, prejudicando a função intestinal e aumentando o risco de colite, doença intestinal inflamatória crónica.
  3. Ajudar a diminuir o peso: as sementes de chia são capazes de absorver uma grande quantidade de água, formando assim um tipo de gel que ocupa um espaço considerável no estômago. Consequentemente, a pessoa sente-se saciada, o que faz com que a vontade de comer diminua.
  4. Reduzir o risco de doenças cardiovasculares: a semente de chia possui uma quantidade significativa de ómega 3, uma gordura boa que atua no organismo reduzindo inflamações. Além disso, ajuda no controlo dos níveis de colesterol, previne aterosclerose (acumulação de placas de gordura, cálcio e outras substâncias nas artérias), protege o corpo de doenças cerebrais e cardiovasculares e melhora a disposição e a memória. é importante referir que, na ausência de ómega 3, nutriente fundamental para as funções cerebrais, é comum que a pessoa sofra com perda de memória e até mesmo com a depressão.
  5. Evitar envelhecimento precoce: ricas em antioxidantes, substâncias que combatem os radicais livres, evitando o envelhecimento das células, as sementes de chia previnem doenças como a Alzheimer, a Parkinson, o cancro, as cataratas, a diabetes, problemas cardíacos, entre outros. Isso acontece porque os antioxidantes ajudam o organismo a impedir ou atrasar a ação dos radicais livres nas células.
  6. Regular o colesterol: rica em fibras insolúveis (aquelas que não se dissolvem na água) a semente de chia ajuda na eliminação da gordura presente na alimentação, sendo excretada naturalmente pelas fezes.
  7. Fortalecer os ossos: a semente de chia é uma excelente fonte de cálcio, elemento que ajuda a fortalecer os ossos. Pode ser consumida por pessoas que sofrem de osteoporose, osteopenia, ou que sofreram algum tipo de fratura.

Onde incluir as sementes de chia?

As sementes de chia, por terem um sabor suave e agradável, não alteram o sabor da comida, por isso é possível misturá-las com uma infinidade de receitas e alimentos. Poderá utilizá-la como tempero, moída ou misturada com água. Confira algumas receitas à base de semente de chia:

Iogurte com chia

Iogurte com chia é uma combinação clássica, nutritiva e muito saborosa – e pode até mesmo substituir o pão no pequeno almoço. Basta colocar uma colher de sobremesa de sementes de chia no líquido para hidratar; depois, misture-as ao iogurte da sua preferência. Se quiser, adoce a preparação com stévia ou uma colher de chá de mel, o que deixará a sua refeição ainda mais saudável.

Pão de chia low carb e sem glúten

Esta é uma receita que, além de muito saborosa, é ideal para aqueles que querem aderir a uma dieta equilibrada e nutritiva. Confira a receita:

  • 3 ovos;
  • ½ chávena de chá de queijo cremoso;
  • ½ colher de café de sal;
  • 1 colher de sopa de semente de chia;
  • 50 g de peito de peru fatiado;
  • 10 tomates-cereja;
  • 10 folhas de alface-americana.

Modo de preparação: o primeiro passo é fazer o pão para a sanduíche; bata as claras em neve e, em seguida, adicione o sal. Junte uma gema por vez e bata bem até obter uma mistura homogénea. Adicione, então, uma colher de queijo cremoso por vez até completar a quantidade indicada, também batendo bem. Para finalizar, acrescente a chia.

Para cozer o pão, use uma assadeira untada e com papel manteiga também untado. Coloque as colheradas da massa do pão e tente moldar para que formem discos. Tenha cuidado para deixar um espaço de aproximadamente 5 cm entre cada pão. Leve ao forno pré-aquecido a 180.º por cerca de 25 minutos ou até que os pães estejam dourados e confecionados..

Deixe os pães arrefecerem e só depois monte as sanduíches. A receita gerará 10 porções. Corte o pão ao meio e complete com o peito de peru, a alface e o tomate-cereja.

Geleia de chia

  • 1 caixa de gelatina light de morango (ou do sabor da sua preferência);
  • 2 colheres de sopa de chia;
  • 300 ml de água a ferver.

Modo de preparação: coloque a chia em água a ferver, acrescente a gelatina light e reserve por cerca de 3 a 4 horas (quanto mais tempo hidratar a chia, melhor). Depois, leve a mistura ao frigorífico de um dia para o outro. No dia seguinte, a mistura estará pronta, então, deverá batê-la com um garfo até obter a textura de geleia.

As sementes de chia ajudam a emagrecer?

É importante referir que, nenhum alimento por si só é capaz de fazer alguém emagrecer. Dito isto, podemos afirmar que as fibras presentes nas sementes de chia ajudam a aumentar a sensação de saciedade, visto reduzirem a velocidade com que os alimentos são digeridos. Desta forma, permanecem por mais tempo no estômago, o que evita que a pessoa sinta apetite.

Contudo, caso queira incluir a chia na sua dieta, entenda que é essencial que alie a ingestão deste superalimento a uma dieta saudável e à prática de atividades físicas, afinal de contas, as sementes de chia são um superalimento, mas sozinhas não conseguem fazer milagres!

Qual o valor nutricional da semente de chia?

Em cada 100 g de sementes de chia são compostos por:

Valor
Valor Energético 443 kcal
Proteína 16,5 g
Hidratos de Carbono 7,7 g
Lípidos 30,7 g
Ácidos gordos saturados 3,3 g
Ácidos gordos monoinsaturados 2,3 g
Ácidos gordos polinsaturados 27,3 g
Ácido linoleico 5,84 g
Fibras 34,4 g
Cálcio 630 mg
Fósforo 860 mg
Magnésio 340 mg

Luana Castro Alves

Licenciada em Letras e Pedagogia, redatora e revisora, entusiasta do universo da literatura, sempre à procura das palavras. "Não se pode escrever nada com indiferença." (Simone de Beauvoir)