Menstruação atrasada: quais as principais causas?

Para as mulheres que querem engravidar, o atraso na menstruação é, regra geral, um bom sinal. Já para aquelas que não planeiam ter um filho, pelo menos para já, pode ser um motivo de preocupação.

A menstruação atrasada é uma preocupação muito comum e costuma ser o primeiro sinal de uma possível gravidez, porém na sua origem poderão estar outras causas, nomeadamente stress, distúrbios hormonais e até mesmo hábitos alimentares. Mas falaremos disso mais à frente.

Entre outros aspetos relevantes, abordamos neste artigo as principais causas que poderão estar na origem da menstruação atrasada. Confira!

Quais as fases do ciclo menstrual?

Todos os meses a mulher menstrua em virtude da descamação das paredes internas do útero quando não há fecundação do óvulo. Este processo faz parte do ciclo menstrual. Segundo a Direção-Geral de Saúde, este ciclo é o período que decorre entre o primeiro dia da menstruação até ao momento anterior à menstruação seguinte.

Regra geral, a duração média do ciclo menstrual é de 28 dias, não obstante, é importante ter em consideração que uma grande parte das mulheres não tem um ciclo menstrual regular.

Este ciclo ocorre em quatro fases:

  1. Menstruação – Fase da perda de sangue propriamente dita. Ocorre após o ciclo reprodutivo, eliminando o óvulo não fecundado através da menstruação (sangue);
  2. Fase folicular – Período em que o óvulo se desenvolve para sair do ovário e o útero começa a se preparar para receber um possível óvulo fecundado;
  3. Fase ovulatória – Fase em que a mulher está no chamado “período fértil” e possui maiores probabilidades de engravidar (período entre o 13.º e o 15.º dia antes de cada menstruação);
  4. Fase luteínica – Período em que o óvulo não fecundado se dissolve, dando início a perda de sangue e a uma nova menstruação.

Quais as causas da menstruação atrasada?

Entre as principais causas para atrasos no ciclo menstrual, poderão estar o stress, a gravidez, a perda de peso súbita, o exercício físico em excesso, a utilização de alguns métodos contracetivos, entre outros.

Em seguida, abordamos as causas mais comuns da menstruação atrasada:

1. Gravidez

Como já referimos, quando ter um bebé não está nos planos de uma mulher, a menstruação atrasada pode ser um motivo de grande preocupação. As mulheres com uma vida sexual ativa poderão associar os atrasos na menstruação a uma possível gravidez.

O atraso da menstruação costuma ser o primeiro sinal de gravidez e surge com 3 a 4 semanas de gestação. Porém, cerca de ⅓ das mulheres grávidas, podem apresentar sangramentos atípicos no primeiro trimestre de gravidez, daí o fato de muitas mulheres estarem grávidas e não saberem, acreditando estarem com a menstruação regular.

O teste de gravidez é a forma mais rápida e prática de confirmar ou descartar a possibilidade de uma gestação. Existe uma variedade de testes rápidos e seguros que podem ser encontrados em farmácias. Os testes rápidos detetam a presença de hCG, conhecida como a “hormona da gravidez”.

 2. Stress e ansiedade

Todos nós passamos por situações stressantes nas nossas vidas, seja uma rotina de trabalho acelerada, os estudos, as preocupações com os filhos, com a carreira profissional, ninguém está livre deste tipo de situações.

Alguns estudos apontam para uma relação entre altos níveis de stress e anovulação (quando os ovários não libertam um óvulo no ciclo menstrual), bem como ciclos menstruais mais longos ou mais curtos e cólicas (dores menstruais).

Diferenças no nível e na duração do stress e ansiedade podem fazer com que cada corpo responda de uma maneira diferente.

3. Dietas restritivas

A redução da quantidade de nutrientes essenciais pode levar a oscilações hormonais, causando interrupções no ciclo menstrual da mulher. Além disso, dietas muito restritivas, com poucas proteínas e hidratos de carbonos, por exemplo, podem provocar uma redução na ovulação e um aumento da produção de progesterona, tendo como possível consequência a atrasos na menstruação.

4. Hipertireoidismo ou hipotiroidismo

Outra possível razão para a menstruação atrasada (ou mesmo para a sua ausência) é a alta ou baixa produção das hormonas da tireoide. Estas hormonas são responsáveis pela regulação do metabolismo, provocando uma aceleração ou desaceleração em todo o organismo, como por exemplo, aumento dos batimentos cardíacos, insônias, nervosismo, stress, perda ou aumento de peso, além de interferências no ciclo menstrual, no caso da mulher.

5. Oscilações de peso

A obesidade, o excesso de peso e o emagrecimento extremo são possíveis condições que potenciam atrasos na menstruação. A obesidade ou ganho de peso podem fazer com que o organismo produza uma maior quantidade de estrogénio (hormona feminino), afetando o ciclo menstrual da mulher.

6. Síndrome dos ovários poliscísticos

Trata-se de um desequilíbrio hormonal que causa a falta de ovulação na mulher. A síndrome dos ovários poliscísticos, também conhecida pela sigla SOP, causa a perda da menstruação ou deixa-a desregulada, podendo causar outros sintomas, como aparecimento de pelos na face e no peito, dificuldades em perder peso e mesmo a infertilidade

7. Perimenopausa

É o período que antecede a menopausa (fim da menstruação). Ocorre geralmente entre os 45 e os 55 anos de idade, quando os níveis de estrogénio começam a oscilar e a menstruação passa a ser menos frequente.

A perimenopausa pode ser de curta ou longa duração. Em média, começa 4 a 5 anos antes da menopausa, causando variados sintomas no corpo da mulher, entre eles, menstruação atrasada, ondas de calor, insónias, enxaquecas, alterações de humor, entre outros.

8. Medicamentos

O uso de medicamentos ou mudanças na dosagem podem afetar o corpo de várias maneiras, incluindo o ciclo menstrual. Contracetivos como a pílula, por exemplo, injetam no organismo várias hormonas, impedindo a menstruação.

Para as mulheres que interromperam o uso da pílula e desejam voltar a menstruar, o ciclo poderá demorar cerca de 6 meses para voltar ao normal.

9. Alterações do hipotálamo e hipófise

Tratam-se de glândulas localizadas no cérebro e que tem a função de regular as hormonas sexuais. O hipotálamo liberta substâncias que estimulam ou diminuem a produção das hormonas da hipófise, causando diversos sintomas no organismo, como por exemplo, menstruação atrasada ou irregularidades no ciclo menstrual.

10. Exercício físico intenso ou em excesso

Atletas, maratonistas, ginastas e pessoas que praticam exercício físico de alta competição, costumam padecer de alterações nos ciclos e menstruação atrasada. O gasto calórico elevado, os treinos intensos e a baixa gordura corporal são os responsáveis pelas alterações do ciclo menstrual.

O que fazer em caso de menstruação atrasada?

O primeiro passo para acabar com as dúvidas e as incertezas é realizar um teste de gravidez. Se o resultado der negativo e não for possível identificar a causa do atraso menstrual, recomendamos que procure o seu médico ginecologista. O ginecologista irá avaliar as causas e, muito provavelmente, solicitar exames como, por exemplo, o teste do progestagénio.

Dicas e recomendações:

Algumas mudanças de hábitos são importantes para um bom funcionamento do nosso corpo. Confira abaixo algumas dicas de como pode ajudar o seu ciclo menstrual a ser mais regular, livre de desconfortos, cólicas e atrasos:

  • Tire um tempo livre para relaxar e para o lazer;
  • Pratique exercício físico regular para controlar o nível de stress;
  • Alimente-se bem. Mantenha uma alimentação equilibrada, inclua alimentos ricos em cálcio, magnésio e zinco e dê prioridade aos macronutrientes (gorduras, proteínas e hidratos de carbono), responsáveis pela regulação hormonal;
  • Consulte regularmente o seu ginecologista para identificar possíveis problemas de saúde.

Esperamos que o presente artigo tenha sido útil. Embora consideremos que pode ser um bom ponto de partida para perceber o que poderá estar na origem da menstruação atrasada, importa referir que não substituiu o aconselhamento médico.

A redação do trabalhador.pt